O que fazer em Olinda: Dicas gerais, onde visitar e onde ficar

BrasilPernambucoO que fazer em Olinda: Dicas gerais, onde visitar e onde ficar

Você é um viajante que ama conhecer lugares históricos e cultura? Se a resposta for afirmativa, comece a pensar em conhecer Olinda. A cidade, fundada em 1535, preserva até hoje uma série de construções históricas, tão importantes que Olinda é considerada Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade. A cidade, assim como sua vizinha Recife, também possui um carnaval multicolorido e cheio de atrações culturais. Mas se você não for um viajante folião, sem problemas! Caminhar pelas charmosas ladeiras da cidade é um programa para o ano inteiro. Quer saber mais sobre esse destino? Continue lendo, e venha descobrir o que fazer em Olinda! 

Como chegar a Olinda

Antes de começar a pensar no roteiro, vamos começar planejando como fazer para chegar a Olinda. Caso você opte por viajar de avião, sem problemas: o aeroporto mais próximo é o Aeroporto Internacional de Recife/Guararapes – Gilberto Freyre. Olinda fica a apenas cerca de 10 quilômetros da capital de Pernambuco e a cerca de 19 quilômetros do Aeroporto.

A partir de Recife, você pode fazer o trajeto de carro pela Av. Cruz Cabugá, ou mesmo utilizar um táxi/uber.

Outra maneira simples e barata de chegar até lá saindo de Recife é pegar uma das linhas de ônibus que faz o trajeto. A viagem é realizada pela empresa Grande Recife. 

Melhor época para visitar Olinda

A verdade é que você encontrará o que fazer em Olinda em qualquer época do ano. No entanto, caso queira evitar que as chuvas atrapalhem seus passeios, evite principalmente os meses de junho e julho. A época mais seca vai de setembro a janeiro, nesse período, você tem maiores garantias de encontrar tempo bom. 

Caso você seja amante do carnaval, considere também conhecer Olinda neste período. A cidade recebe uma das folias mais populares do Brasil, e cerca de duas semanas antes do carnaval oficial já tem uma programação rica. Mas se você quer ter uma experiência mais tranquila, evite esta época. 

Quantos dias ficar em Olinda

Olinda é um excelente destino para um bate-e-volta ou para ser visitado junto a outras cidades da região. Em um ou dois dias você consegue conhecer as principais opções do que fazer em Olinda. 

O que fazer em Olinda

Igreja e Mosteiro de São Bento

Um dos mais importantes conjuntos históricos de Olinda é a Igreja e o Mosteiro de São Bento. Com estilo barroco, o complexo está localizado no local onde foi construído o primeiro mosteiro da Ordem de São Bento no Brasil, no fim do século XVI. No entanto, ambos foram destruídos em um incêndio que ocorreu em 1631, durante uma invasão holandesa a Olinda. Em seguida, tanto o mosteiro quanto a Igreja foram reconstruídos. Vários elementos chamam a atenção dos visitantes, como por exemplo o altar da Igreja, todo folheado a ouro. Além de tudo, a visita ao conjunto proporciona uma incrível visão da cidade de Olinda e do mar em seu entorno. 

Catedral da Sé

Outro exemplar histórico de Olinda é a Catedral da Sé, também chamada de Catedral de São Salvador do Mundo, um dos mais antigos templos do Brasil. No entanto, em 1631, a Igreja foi destruída no incêndio que resultou da ocupação holandesa, assim como diversas outras construções da cidade. Alguns dos destaques da arquitetura da Igreja são o altar folheado a ouro e os azulejos portugueses. Aproveite a visita para curtir também o Alto da Sé, uma das melhores áreas de lazer para quem busca o que fazer em Olinda, contando com feira e mirante. 

Mercado de Artesanato da Sé

Também no Alto da Sé com sua bela vista, você pode aproveitar para conhecer o artesanato local e fazer algumas compras no Mercado de Artesanato. Por ali, você encontra produtos regionais, lembrancinhas para levar para casa e ainda pode se deliciar com comidas típicas, como, por exemplo, a tapioca. 

Observatório Astronômico do Alto da Sé

Você ama astronomia e está em busca do que fazer em Olinda? Outro lugar para conhecer no Alto da Sé é o Observatório Astronômico. Por trás de sua construção, há uma história: neste local, em 1860, o astrônomo Emmanuel Liais teria descoberto o cometa Olinda. Atualmente, possui uma bela vista da cidade, além de contar com guias auxiliando na observação do céu, exposições temáticas, e outras atividades interativas. 

Igreja do Carmo

Seja você um viajante que gosta de turismo religioso ou um viajante apaixonado por história, será uma boa ideia incluir a Igreja do Carmo em seu roteiro do que fazer em Olinda. Isso por causa de seu valor histórico: a Igreja é a mais antiga da ordem carmelita em toda a América. Sua construção teve início por volta de 1580, mas, assim como ocorreu com outros edifícios, sofreu danos no incêndio causado pela invasão holandesa e teve que ser reconstruída. Apesar de sua arquitetura simples, a Igreja do Carmo chama atenção pelo seu altar, pintado de ouro. 

Para quem busca o que fazer em Olinda, vale a pena também aproveitar e dar um passeio pela Praça do Carmo, no entorno da Igreja, onde você encontra pista de corrida, para quem é dos exercícios, comidas típicas e, fora do contexto da pandemia, ensaios de maracatu e frevo. 

Casa dos Bonecos Gigantes e Mirins de Olinda

Vai visitar Olinda fora do carnaval mas está procurando o que fazer em Olinda para ter um gostinho? Os bonecos gigantes são algumas das estrelas da festa e desfilam por Recife e Olinda: quem abre o show é o Homem-da-meia-noite. No resto do ano, os bonecos descansam entre a Casa dos Bonecos Gigantes e Mirins de Olinda e o Museu dos Bonecos Gigantes de Olinda, em Recife. A Casa possui cerca de 100 bonecos, que representam diversas personalidades. Na visita, um guia conta um pouco sobre os bonecos e sua história. 

Elevador Panorâmico

Para quem está buscando o que fazer em Olinda para curtir uma visão panorâmica, o elevador panorâmico é uma boa dica de passeio! Os visitantes podem subir por escada ou por elevador, e a partir daí é só curtir uma visão em 360 graus de todas as belezas de Olinda e de seu entorno. 

Espaço Ciência

Você é curioso, ama ciência e procura o que fazer em Olinda para fugir do óbvio? A minha dica pra você é o Espaço Ciência. O Espaço atua na divulgação científica e conta com diversos espaços e temáticas. A área de Robótica, por exemplo, apresenta robôs, simuladores de voo e realidade virtual. Diversos experimentos são exibidos na área de exposições, trilhas ecológicas podem ser percorridas pelos visitantes, além dos vários experimentos interativos na Trilha das Descobertas e de diversas outras atrações. É um passeio muito legal para ser feito com crianças e jovens. 

Museu do Mamulengo

Você já ouviu falar dos mamulengos? O mamulengo é um fantoche, típico de Pernambuco, com o qual eram feitas apresentações em festas religiosas do estado, desde o período colonial. Para conhecer um pouco sobre essa rica cultura, você pode incluir em seu roteiro do que fazer em Olinda uma visita ao Museu do Mamulengo, no qual estão reunidos cerca de 1200 bonecos. O Museu surgiu quando o Grupo Mamulengo Só-Riso adquiriu um acervo a partir da compra de peças dos mestres mamulengueiros, cujos produtos eram vendidos como objeto de decoração após seu falecimento. O Museu representa um importante aspecto da cultura pernambucana, vale a pena conhecer. 

Convento de São Francisco

A cidade de Olinda foi a porta de entrada para a Ordem Franciscana, tendo sido o primeiro local onde os franciscanos se assentaram no Brasil colônia. Sua chegada ocorreu em 1585, e com ela a construção do Convento. Mas as características que hoje vemos no Convento datam de sua reconstrução após o incêndio de 1631. O conjunto arquitetônico que forma o convento possui a Igreja de Nossa Senhora das Neves, a Capela de Santana, a Capela de São Roque, o claustro e a sacristia. 

Igreja da Misericórdia

Localizada no alto da chamada ladeira da Misericórdia, a bela vista é um dos primeiros pontos para se admirar quando se visita a Igreja da Misericórdia. A Igreja funcionava junto da Santa Casa de Misericórdia de Olinda, considerada como o primeiro hospital do país. Após o incêndio, o hospital se mudou para uma cidade vizinha, e somente em 1654 outra Igreja foi construída no mesmo lugar que a primeira. Vários elementos chamam a atenção dos religiosos que visitam a Igreja: a Imagem de Nossa Senhora da Misericórdia, o teto composto por painéis que representam a vida de Maria e o púlpito em talha dourada. 

Museu de Arte Sacra de Pernambuco

O Museu de Arte Sacra de Pernambuco possui um acervo formado por diversos artigos religiosos, como santos, pinturas e relicários. O Museu é dividido em salas, de acordo com os temas, possuindo sete salas temáticas: a sala Olinda, Monumento Cultural; a Sala Santos de Procissão; a sala Santos e Relicários; a sala Santos de Gesso; a sala Aspectos da Arte Sacra em Pernambuco; a sala O Altar na Igreja e a sala Via Sacra do Artesão e Presépio. Vale a pena também prestar atenção no prédio onde o Museu está localizado. O local, antiga Casa de Câmara, foi fundado em 1537, e já funcionou também como Palácio Episcopal. 

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos

Outro templo religioso de Olinda que representa um marco histórico é a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, pois foi uma das primeiras igrejas construída por um irmandade de homens negros do Brasil. Talvez você não saiba que, no passado, não era permitido que pessoas negras frequentassem as igrejas dos brancos, por isso, eram construídas estas irmandades. A Igreja foi construída por volta de 1662, e era o ponto de partida do cortejo do rei congo, um tradicional ritual de origem africana. 

Igreja Nossa Senhora do Monte

A primeira igreja de Olinda dedicada a Nossa Senhora é a Igreja de Nossa Senhora do Monte, e foi fundada em 1535, ano em que a própria Olinda foi fundada, sendo a mais antiga da cidade. Ao longo dos anos, a Igreja passou por reformas e ampliações. Seu interior é rústico e a fachada conserva sua simplicidade e delicadeza. Diferente da maioria dos templos de Olinda, a Igreja escapou do incêndio. 

Museu Regional de Olinda

Procurando o que fazer em Olinda para mais programações culturais? Faça uma visita ao Museu Regional. A sede do Museu é uma casa colonial, construída no século XVIII. O acervo é composto por móveis, prataria, pinturas, além de peças raras de arte sacra. Assim, o visitante tem a experiência de entrar em uma casa pernambucana do passado. 

Onde comer em Olinda

Quem conhece Olinda sabe que a cidade é famosa pelas ladeiras… Imagine a fome depois! Se na hora das refeições você estiver procurando o que fazer em Olinda, veja aqui algumas dicas que separei. 

Não dá pra ir ao nordeste e não saborear a boa comida típica. Por isso, pense em incluir o Bode do Nô em seu roteiro. Lá você encontrará alguns clássicos como o chã de bode, farofa de jerimum e cuscuz. Se o seu interesse for o churrasco, não se preocupe, você encontra também no Bode do Nô. 

Já o restaurante Oficina do Sabor conta pontos pela linda vista do mar de Recife. É um restaurante bastante premiado, que se destaca com receitas como o gratinado de macaxeira e charque e o polvo ao molho picante, menu comandado pelo chef César Santos. 

Se o que você está em busca é cerveja gelada e um tira gosto, a dica pra você é a Bodega de Véio. O tradicional boteco serve petiscos, drinks, cerveja e diversas opções para quem gosta de curtir e jogar conversa fora. 

O que fazer nos arredores de Olinda

É impossível falar em Olinda sem falar em Recife… Com certeza vale a pena aproveitar a viagem e conhecer as duas. Famosa pelas praias, pela cultura e também pela parte histórica, a cidade eternizada pelas músicas de Alceu Valença está a apenas 11 quilômetros de Olinda. 

Anote essas dicas/Informações finais 

Olinda não é uma cidade grande, por isso, uma boa maneira de circular pela cidade é caminhando e curtindo o visual histórico. Com ladeiras e ruas de pedra, não se esqueça de colocar sapatos confortáveis e se preparar para caminhar. 

Gostou dessas dicas do que fazer em Olinda?

Boa viagem e aproveite a cidade!

Daniel Gualberto
O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoas, me levou a entrar no mundo dos blogs e mídias sociais, e um dia ter o Fica Ativo e Viaja (#FAV) como um das mais respeitadas referência em blog de viagens do Brasil.

Post relacionados

Daniel Gualberto

O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoa!

10FansLike
176FollowersFollow
42FollowersFollow
- Propaganda - spot_img
- Propaganda - spot_img
- Propaganda - spot_img
- Propaganda -
- Propaganda -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.