Passeios em Buenos Aires: 18 Atrações Imperdíveis (+ Ingressos)

Compartilhar

Se você ainda não conhece a magnífica capital argentina, vou te dar dois bons motivos para incluir Buenos Aires no seu roteiro: primeiro a cotação do real frente à moeda argentina é muito convidativa (verifique aqui), e segundo é a quantidade de atrações e passeios em Buenos Aires .

Buenos Aires é a segunda maior região metropolitana sul-americana ficando atrás somente de São Paulo, e está entre as cidades com melhor índice de qualidade de vida da América Latina.

A cidade tem o carinhoso apelido de “Paris sul-americana” pela elegância de suas construções, pela rica cultura e claro a pompa do portenho – gentílico dos que nasceram ou habitam a capital argentina.

Buenos Aires é cosmopolita e uma das principais referências quando o assunto é a cultura sul-americana, sendo assim um dos principais destinos do continente.

O turismo é frenético durante todo o ano (principalmente por europeus e asiáticos) e um dos encantos para quem decide conhece-la é poder desfruta-la gastando pouco, pois seus principais pontos turísticos são de graça, além de haver outros atrativos menos procurados que seguem a mesma linha!

Nesse post além dos clichês turísticos de “C.A.B.A” (Cidade Autônoma de Buenos Aires) você descobrirá outros lugares incríveis que tornarão sua experiência por Buenos Aires ainda mais prazerosa e o melhor: de graça!!

O Turismo alternativo em Buenos Aires

Se além de “turistar” você gosta de desbravar, essas são dicas preciosas e pouco divulgadas nos blogs de viagens.

Apesar de alguns lugares serem comércios, é possível visitar sem gastar nada (caso você não seja maníaco por souvenirs) e de quebra apreciar a ampla diversidade cultural de Buenos Aires. 

As atrações em Buenos Aires são quase infinitas. Desde museus, parques, centro de compras, feiras de rua, até bairros que são praticamente um museu a céu aberto, a capital argentina não cansa de nos surpreender.

Mas sempre existem alguns passeios, que apesar de ser turismo clássico, você não pode deixar de conhecer.

E pra nossa sorte, muitas dos passeios em Buenos Aires são de graça.

 1.  Free Walking Tours

De todas as maneiras de explorar uma nova cidade durante suas viagens, nada supera o Free Walking Tour.

Visite os pontos turísticos de Buenos Aires descobrindo sua rica história, ouvindo os contos autênticos e explorando raridades escondidas que somente os locais conhecem, visite e expanda seu conhecimento de graça em algumas horas.

Lembre-se apesar do passeio ser de graça, as gorjetas são muito bem vindas!

Em Buenos Aires existem os seguintes Free Walking Tour:

  1. Free tour pelo centro histórico de Buenos Aires: Você quer conhecer a origem da capital argentina? O free tour por Buenos Aires é a melhor forma de você percorrer o seu centro histórico.
  2. Free tour por San Telmo: Explore um dos bairros mais antigos de Buenos Aires: o bairro de San Telmo. Igrejas, praças, tradição e tango esperam por você!
  3. Free tour por La Recoleta: Descubra as ruas e monumentos de um dos bairros senhoriais e imponentes de Buenos Aires.
  4. Free tour por Palermo: O bairro Palermo é um dos mais amplos e bonitos de Buenos Aires. Venha conhecê-lo com esta visita guiada que também irá levá-lo ao Jardim Botânico e ao Bosque de Palermo.
  5. Free tour pelo Cemitério da Recoleta: A Recoleta é o cemitério mais famoso de Buenos Aires. Conheça as esculturas funerárias mais célebres da Argentina.
  6. Free tour por Puerto Madero: Com este tour, você percorrerá Puerto Madero, um dos bairros mais modernos de Buenos Aires. Você conhecerá seus icônicos barcos e passeará pelos lugares mais emblemáticos da zona.
  7. Free tour pelo Cemitério da Chacarita: Explore o Cemitério da Chacarita de Buenos Aires com este tour. Você conhecerá as tumbas de personagens tão ilustres como Juan Domingo Perón ou Carlos Gardel.

 2.  Paseo de la Historieta

Paseo de la historieta - mafalda | passeios em buenos aires
Paseo de la Historieta – Mafalda | Passeios em Buenos Aires

Primeira dica para curtir esse passeio é: calçado confortável e garrafa d’água, pois o principal aqui é disposição para caminhar.

Mesmo sendo um pouco longa, cerca de 2 km – iniciando no Bairro San Telmo, passando pelo Montserrat e finalizando no Puerto Madero – a caminhada (ou paseo de la historieta) pelas estátuas dos personagens das histórias em quadrinhos argentinos é tão nostálgica e encantadora, que você nem sente o percurso a ser feito.

O passeio não podia iniciar de outra forma, senão com a icônica Mafalda e seus amigos Susanita e Manolito – personagens criados pelo cartunista argentino Quino, na década de 60 – que estão te esperando para uma foto na esquina das ruas Chile com Defensa, em San Telmo.

Uma caminhada, que sera minha primeira dicas de passeio para fazer em Buenos Aires de graça, que é um passeio a cultura e historia a céu aberto em homenagem ao cartunista Quino.

Ao seguir o passeio, você encontra pelo chão, flechas desenhadas, indicando onde está o próximo personagem.

E assim por diante, você vai seguindo as indicações e os personagens, até encerrar o passeio próximo ao Museu Do Humor, outro lugar imperdível.

Além das estátuas, pelo caminho há murais pintados, com personagens e frases reflexivas, o que torna o passeio muito mais divertido e rende claro, ótimas fotos.

 3.  Museu do Humor

Museu do humor  | passeios em buenos aires
Museu do Humor | Passeios em Buenos Aires

Após ter feito o divertido Paseo de la Historieta, uma ótima forma de encerrar o dia é conhecendo o Museu do Humor.

Apesar de instalado em uma linda construção antiga, datada de 1927 e antes sede da Cervejaria Munich, o museu tem história recente, inaugurado no ano de 2012, e reúne obras artistas gráficos e cartunistas argentinos, algumas com mais de duzentos anos de criação.

Aqui vai uma dica importantíssima: o Museu do Humor está aberto à visitação diariamente, porém somente de segunda a quarta a entrada é gratuita, de quinta a domingo, o valor do ingresso é de 10 pesos.

Então para o Museu do Humor constar na lista dos passeios em Buenos Aires de graça, você deve visitar de segunda a quarta feira!

O museu está localizado na Av. de los Italianos, 851 e a programação atualizada você pode conferir no MuHu – Museo del Humor.

 4.  Fundação Mercedes Sosa

Fundação mercedes sosa  | passeios em buenos aires
Fundação Mercedes Sosa | Passeios em Buenos Aires

A Fundação Mercedes Sosa, é uma instituição sem fins lucrativo, que tem como objetivo preservar e difundir a vida e a obra dessa artista única, conhecida como “a Voz da América Latina”.

Localizada no bairro de San Telmo, muito próximo a Praça Dorrego, a fundação está instalada em um edifício histórico, datado do século XVIII, e que pertenceu a Companhia de Jesus, ou seja, aos Jesuítas.

Além da exposição de objetos e obras da cantora, a fundação promove concertos e oficinas, promovendo músicos iniciantes e difundindo a cultura latino americana para o resto do mundo.

A Fundação Mercedes Sosa está aberta à visitação de terça a domingo, das 11 às 19h, com exceção nas noites em que há shows, quando também há cobrança de entrada.

Te contarei agora as principais razões pelas quais sugiro os passeios com a empresa Civitatis:

-> Sua experiência será inesquecível e contribuirá para todas as lembranças de sua viagem
-> Diversos passeios para todos os públicos e todas as idades
-> Preços sem cobranças de reserva ou taxas ocultas
-> Compre seu ingresso antecipado e evite as filas nos pontos turísticos

 5.  Reserva Ecológica Costanera Sur

Reserva ecológica costanera sur  | passeios em buenos aires
Reserva Ecológica Costanera Sur | Passeios em Buenos Aires

Bem próximo a um dos bairros mais glamorosos da cidade, o Puerto Madero, e beirando o icônico Rio de la Plata, está aberta de terça à domingo das 8 às 18h e é uma boa oportunidade de conhecer um lado mais “selvagem” de Buenos Aires.

Até meados dos anos 50 essa era a praia da cidade, depois desse período ficou por anos abandonada.

No ano de 1986 foi revitalizada e se transformou em um dos pontos mais procurados pela população para pratica esportiva, piquenique ou simplesmente contemplar a natureza.

O passeio é feito por trilhas (amplas e de nível facial) que podem ser feitas a pé ou de bike.

O ponto alto é admirar o rio e avistar o vai e vem do buque-bus que leva e traz turistas de Colônia do Sacramento – Uruguai, cidade que fica na outra margem do rio.

O local tem banheiros, água potável e um centro de informações turísticas sobre o parque.

 6.  El Caminito

El caminito| minha mãe e eu | passeios em buenos aires
El Caminito| Minha mãe e eu | Passeios em Buenos Aires

Ahhh El Caminito!! Mais um museu a céu aberto! Minha 6ª dica dos passeios em Buenos Aires de graça que você deve circular forte em qualquer roteiro que planejar!

Situado no bairro de La Boca ao lado do Rio Riachuelo, o Caminito é um dos locais mais influentes da cultura portenha.

Foi em La Boca que se instalaram os primeiros imigrantes italianos (por volta de 1880) e começaram a construir as famosas casas, que na realidade são cortiços, feitas em grande parte de telhas de zinco.

E o colorido surgiu quando esses imigrantes, que em sua grande maioria eram trabalhadores do porto ali situado, usaram as tintas que sobravam das construções dos navios para reformar suas casas.

Foi somente no ano de 1959, após a união de renomados artistas argentinos para a revitalização desse local específico do bairro, que algumas ruas se tornaram um museu a céu aberto, conhecido hoje como El Caminito.

A região mais conhecida e totalmente turística do Caminito compreende pouco mais de meio quarteirão, mas há outras ruas no entorno, consideradas semi turísticas que valem a visita.

Além dos lindos sobrados coloridos, a região oferece uma infinidade de restaurantes, muitos com apresentações de tango, e uma feira de artesãos locais, o que traz mais charme ainda ao passeio.

Além de La Boca ser um dos bairros mais tradicionais, é também uma das regiões mais pobres da capital, por isso o aconselhável é evitar sair do perímetro turístico (facilmente identificado e muito seguro), principalmente no período da noite.

 7.  Cemitério da Recoleta

6478 cemiterio da recoleta
Cemitério da Recoleta | Passeios em Buenos Aires

Pode parecer um pouco estranho passear por um cemitério, mas com certeza o Cemitério da Recoleta não pode ficar de fora da sua viagem a Buenos Aires.

Inaugurado no ano de 1822, no bairro que leva o mesmo nome, o cemitério ficou famoso tanto pela arquitetura e obras de arte presente nos túmulos, quanto pelas personalidades importantes ali sepultadas e é considerado o metro quadrado mais caro da cidade.

Além de varias personalidades importantes, como presidentes, escritores, músicos e outros, ali está o túmulo da saudosa Eva Perón, esposa de Juan Domingo Perón, que teve um importante trabalho para classe trabalhadora argentina, e é um dos túmulos mais visitados.

O Cemitério da Recoleta em Buenos Aires está aberto para visitantes diariamente das 8 às 18h, na Rua Junín, 1760, e sua entrada é de graça.

 8.  Feira de San Telmo

Feira de san telmo  | passeios em buenos aires
Feira de San Telmo | Passeios em Buenos Aires

Todos os dias na Plaza Dorrego, você encontra artesãos expondo arte da melhor qualidade, e se você sentar pelos bancos da praça, com certeza verá apresentações de tango de dançarinos e músicos profissionais independentes, que depois das apresentações passam o chapéu, esse, com certeza, é um lugar indispensável na cidade.

E não acaba por ai, aos domingos é dia da histórica e habitual Feira de San Telmo, que começou timidamente nos anos 70 e hoje se tornou uma atração turística.

A feira é um grande antiquário com 270 barracas ao longo de 1km e, além de antiguidades, tem artesanato, comidas típicas e música. A feira rola das 10h até às 17h e costuma lotar, por isso se não gosta de muvuca, vá até às 13h. 

Você vai viajar e não sabe se seu plano de saúde tem cobertura nacional?

Diversos convênios médicos não oferecem cobertura fora da sua região! Não viaje preocupado!

Contrate um Seguro Viagem Nacional, para que tenha assistência médica e odontológica, seguro de bagagem extraviada, assistência jurídica e mais um tanto de benefícios.

 9.  Bosques de Palermo

Bosques de palermo | passeios em buenos aires
Bosques de Palermo | Passeios em Buenos Aires

A primeira dica sobre esse passeio é: reserve um dia inteiro, pois o Parque Tres de Febrero – ou Bosques de Palermo como é mais conhecido – tem muito para oferecer.

O parque foi inaugurado no ano de 1875, e batizado com o nome Tres de Febrero – em homenagem ao presidente argentino Domingo Sarmiento, deposto após a Batalha de Caseros, que aconteceu no dia 3 de fevereiro de 1852 – e conta com uma extensão de 25 hectares, considerada a principal área verde de Buenos Aires, que inicia no Bairro Palermo e se estende até o Bairro Recolta.

O parque é muito visitado tanto por moradores locais quanto por turistas, para passeios, piqueniques, caminhadas e claro para tomar um mate.

Nos Bosques de Palermo encontram-se o Jardim Botânico, o Rosedal, o Jardim Japonês, o Planetário Galileu Galilei e um hipódromo – e de acordo com alguns mapas da cidade, a Floralis Generica também pertence aos bosques.

Algumas dessas atrações são pagas, mas o que nos interessa aqui são os passeios em Buenos Aires de graça, e detalhe, elas não deixam nada a desejar:

Jardim Botânico

Ocupando uma área de cinco hectares, nele encontram-se quase seis mil espécies de plantas (tanto nativas quanto vindas de outros países), cinco lindas estufas, uma biblioteca com milhares de livros e documentos, e três jardins temáticos – francês, romano e oriental, além de várias fontes e esculturas.

A caminhada pelo Jardim Botânico pode levar algum tempo, por isso é importante estar com roupas e calçados confortáveis.

O local está aberto de segunda a sexta, das 8 às 17h45 e aos sábados e domingos, das 9h30 às 17h45, horários que podem ser estendidos durante o verão. 

Rosedal

Rosedal em palermo
Rosedal em palermo

Esse é o passeio mais romântico dentro dos Bosques de Palermo.

O Rosedal conta com mais de 18 mil rosas, de várias espécies e cores, e também com um lindo lago, onde se pode andar de pedalinho (esse já tem custo).

Se sua visita for na Primavera, o Rosedal vai te render lindas e encantadoras fotos, pois é a época em que as roseiras estão florindo, e se você for no mês de julho, pode ganhar alguns exemplares de rosas dos jardineiros que ali trabalham, pois é a época de poda.

Além do lago e das flores, no Rosedal você pode passear pelo Jardim dos Poetas, com bustos de grandes poetas e escritores da história e atravessar o lago pelas suas lindas pontes brancas, no estilo grego.

O local está aberto diariamente das 8 às 17h (inverno) e das 8 às 20h (verão).

Floralis Generica

Floralis generica  | passeios em buenos aires
Floralis Generica | Passeios em Buenos Aires

Esse é um dos símbolos de Buenos Aires. Está um pouco mais afastada das principais atrações dos bosques, já pertencendo ao Bairro Recoleta, porém é imperdível.

A escultura metálica de 25 metros de altura representa uma flor, que abre e fecha suas pétalas dependendo da incidência de luz e da força do vento.

A flor está no meio de um lago artificial, e ao seu redor há um gramado, onde se pode ficar apreciando o movimento das pétalas, que ao anoitecer estão totalmente fechadas e emitem uma luz avermelhada no centro, um verdadeiro espetáculo, que irá te render boas fotos.

A Floralis Generica está na Plaza de las Naciones Unidas, próximo a Faculdade de Direito de Buenos Aires. 

 10.  Centro Cultural Néstor Kirchner

Centro cultural néstor kirchner  | passeios em buenos aires
Centro Cultural Néstor Kirchner | Passeios em Buenos Aires

Minha 10ª dica deve constar em qualquer roteiro dos pontos turísticos de Buenos Aires, e o principal é uma atração que você não pagará o ingresso, sim! Mais um ponto turístico de graça!

Considerado o maior centro cultural da América Latina e o terceiro maior do mundo, o CCK – como é conhecido – foi inaugurado no ano de 2015, pela então presidente e viúva de Néstor, Cristina Kirchner.

O CCK está instalado no antigo prédio dos Correios Argentinos, construído no ano 1928, e faz parte do Patrimônio Histórico Nacional, que por si só vale a visita, pois o centro preserva um salão com mobiliário e caixas originais dos correios.

Mas o CCK não vive só de história.

Por ser um centro cultural, no seu interior história e modernidade se fundem, em belos espaços outrora reformados e modernizados, com belos salões para exposições artísticas, apresentações teatrais, aulas de tango e espaço para crianças – com atividades variadas.

O CCK incentiva a profissionalização e aparição de novos artistas, de várias vertentes.

O Centro Cultural Néstor Kirchner fica na Rua Sarmiento, 151, bem próximo à famosa Plaza de Mayo, e está aberto à visitação geral de quarta a domingo, das 13 às 20h.

É possível também fazer visitas guiadas pelo centro, que acontecem somente aos sábados, domingos e feriados, em dois horários: 14h e 15h30, com grupo de até 40 pessoas.

 11.  Plaza de Mayo

Plaza de mayo| passeios em buenos aires
Plaza de Mayo| Passeios em Buenos Aires

Sem dúvida, sua passagem por Buenos Aires não será completa se você não for a Plaza de Mayo.

A praça é considerada berço histórico e o principal centro econômico e político da cidade.

No seu centro está a Pirâmide de Mayo, homenagem a grande Revolução de Mayo, fato que antecedeu a independência definitiva do país da colonização espanhola.

É ali que todas as quintas, sempre às 15 horas, que se reúnem as Mães da Praça de Maio, como forma de protesto ao desaparecimento dos seus filhos durante a ditadura militar argentina.

Saindo da parte central da praça, você observa a Casa Rosada, sede do Governo Nacional.

Você pode fazer a visita guiada à Casa Rosada, que acontecem aos sábados, domingo e feriados, com cerca de 1 hora de duração. Mas fique atento, você deve garantir sua vaga com 15 dias de antecedência pelo e-mail.

Ao redor praça, você encontra o Cabildo de Buenos Aires, antiga sede do governo municipal da época colonial, e que hoje abriga o Museu Histórico Nacional do Cabildo e a Catedral Metropolitana, sede da Igreja Católica Argentina, que também dispõe de visitas guiadas.

 12.  Galerias Pacífico

Galerias pacífico | passeios em buenos aires
Galerias Pacífico | Passeios em Buenos Aires

Mesmo sendo um centro comercial muito forte e com preços elevadíssimos, a visita às Galerias Pacífico é imperdível. O edifício construído no ano de 1889 foi inspirado na arquitetura de alto nível francesa, e em 1986 passou a abrigar o Museu Nacional de Belas Artes.

O Museu Nacional de Belas Artes, que reúne o maio acervo de artistas argentinos, dispõe de entrada gratuita toda terça, das 11 às 20 horas. 

Mas foi somente em 1946 que o teto de sua cúpula ganhou as lindas pinturas, o principal atrativo nos dias de hoje. Uma curiosidade interessante sobre o espaço, é que em 1987, uma equipe de gravações acabou descobrindo um porão escondido, da época da ditadura militar argentina, que era usado como câmara de tortura.

O centro comercial Galerias Pacífico está aberto diariamente das 10 às 22h, na Rua Florida, a rua mais comercial da cidade.

 13.  El Ateneo Grand Splendid

El ateneo grand splendid  | passeios em buenos aires
El Ateneo Grand Splendid | Passeios em Buenos Aires

Essa dica para os apaixonados por livros, mas mesmo se ler não for sua praia, entrar na livraria El Ateneo Grand Splendid pode ser uma rica experiência. E a entrada desse esplendido museu em Buenos Aires é de graça!!

O edifício construído no ano de 1919, a pedido do empresário Max Gluckmann para ser a casa do Teatro Gran Splendid, motivo da sua arquitetura incomum para uma livraria. Em 1929 o teatro foi convertido em cinema, o qual teve exibições de filmes por mais de setenta anos.

Mas foi somente no ano de 2000 que o prédio foi comprado pela rede de livrarias Yenni, que retirou suas centenas de poltronas e substituiu por estantes com milhares de livros.

Além da variedade imensa de livros, o palco do teatro se tornou um café, onde acontecem apresentações de piano ao vivo e você pode se sentar e ler um dos livros sem ter que comprá-lo.

E a cereja do bolo é a cúpula do edifício, com afrescos pintados pelo artista Nazareno Orlandi, que rende belíssimas fotos.

A livraria está localizada na Av. Santa Fé, 1860, Centro de Buenos Aires, e está aberta de segunda a domingo. Antes de ir, confira os horários na pagina do Facebook para não perder a viagem.

 14.  Barrio Chino

Barrio chino | passeios em buenos aires
Barrio Chino | Passeios em Buenos Aires

O Barrio Chino (Bairro Chinês) começou a ser construído na década de 80, dentro do Bairro Belgrano, zona norte de Buenos Aires. Iniciou originalmente com imigrantes taiwaneses, mas apesar do nome, hoje é formado por imigrantes de vários países orientais.

Como um marco para entrada principal do bairro, há um portal no estilo chinês, instalado no ano de 2009, no cruzamento das ruas Arribeños e Juramento, e ao cruzar esse portal, você se sente literalmente do lado oriental do planeta.

No Barrio Chino, você encontra cultura, arquitetura e história orientais, além é claro, da deliciosa e exótica culinária de diversos países, como Japão, Taiwan, Tailândia e China.

Os comércios e restaurantes abrem diariamente, exceto as segundas, por isso a dica é visitar o bairro nos finais de semana, quando o movimento e a variedade cultural se intensificam.

Para chegar ao Barrio Chino é fácil, basta pegar o trem da linha Mitre-Tigre, na estação Retiro (Centro da cidade) e descer na estação de Belgrano.

 15.  Palácio de Águas Corrientes

Palácio de águas corrientes | passeios em buenos aires
Palácio de Águas Corrientes | Passeios em Buenos Aires

O Palácio de Águas Corrientes encanta antes mesmo de você entrar.

Considerado por muitos o edifício mais bonito de Buenos Aires, a construção datada do século XIX, teve sua arquitetura inspirada em prédios europeus, com elementos da época do renascentismo francês.

Além de ser a sede da AySA (Água y Saneamientos Argentinos S.A.), o palácio abriga o Museu da Água e da História Sanitária, com coleções de torneiras, medidores e outros artefatos sanitários, usados em casas e empresas portenhas e coletados ao longo de décadas.

O palácio, que de tão majestoso ocupa uma quadra inteira, está localizado na Av. Córdoba, 1950 e está aberto para visitação de segunda a sexta, das 9 às 17h, fechando para o almoço.

Você pode fazer também a vista guiada ao Palácio de Água Corrientes em Buenos Aires, que acontece somente nas segundas, quarta e sextas, pontualmente às 11 horas, e como todo o post é um visita guiada de graça.

Encontre hospedagens com excelentes avaliações e pelo melhor custo-benefício!
Quanto antes você reservar maior será sua economia na diária! Confira agora as melhores opções de hoteis e pousadas!

 16.  Atrações fora da área central

Apesar de ser uma metrópole, Buenos Aires tem muitas atrações concentradas em poucos bairros ao redor do Centro, como Palermo, Belgrano, San Telmo e La Boca.

Logicamente esses pontos turísticos são imperdíveis, mas se você tiver tempo sobrando, vale a pena você reservar parte do seu roteiro para conhecer alguns bairros um pouco afastados do Centro de Buenos Aires, e para te motivar a realizar esses passeios em Buenos Aires são de graça.

No Bairro Mataderos, por exemplo, todo domingo, há mais de trinta anos, acontece a já tradicional Feira de Mataderos, a partir das 11 horas.

Nessa feira, nada de tangos ou artesanatos tipicamente portenhos, ali você vai encontrar mais de 700 barracas, que vendem desde comida, artesanato e utensílios típicos do povo gaúcho (gaúcho em português), preservando suas músicas, danças e pratos típicos.

A feira começa em frente ao antigo Mercado Nacional da Fazenda – onde o gado era levado para o abate – e está a aproximadamente 20 km do Centro.

E para quem adora uma antiguidade, o Mercado de Pulgas de Colegiales é a opção certa. Como o nome já diz, o mercado conta com 150 pontos de vendas, num grande galpão, localizado na Av. Dorrego, Bairro Colegiales, há cerca de 7 km do centro portenho.

Está aberto de terça a domingo, das 10 às 19h, e mesmo que você não compre nada, é um passeio muito interessante pela vida cotidiana antiga de Buenos Aires, além é claro, de render boas fotos e conversas com os vendedores.

 17.  Tranvía Histórico

Tranvía histórico | passeios em buenos aires
Tranvía Histórico | Passeios em Buenos Aires

Faça um passeio cheio de história e nostalgia em Buenos Aires de graça, e certamente encanta os viajantes de todas as idades. O tranvía – ou bonde em português – foi durante muito tempo o principal meio de transporte público, não só em Buenos Aires, mas em diversas cidades do mundo.

Em 1962, as autoridades portenhas decidiram que ele não era mais rentável, então encerram as atividades do tranvia pela cidade.

Mas teve um pequeno grupo de amigos, não conformados com a decisão, que decidiu fundar em 1980 a Asociación Amigos del Tranvía, e através de uma vaquinha, conseguiram adquirir dois bondes, que foram reformados e devolvidos às linhas, de forma recreativa.

Hoje, a associação conta com nove bondes, que circulam por algumas quadras do Bairro Caballito, sem nenhum custo aos seus visitantes.

Porém fique atento, não há venda de bilhetes nem distribuição de senhas, o acento no tranvía só é garantido por ordem de chegada, por isso, chegue cedo para não perder o passeio, que sai a cada 20 minutos, da esquina da Rua Emílio Mitre com a José Bonifácio.

Como todos os “funcionários” que operam o bonde são voluntários da associação, os passeios acontecem somente aos sábados, domingos e feriados, em horários que variam dependendo da estação do ano.

 18.  Diversos Museus em Buenos Aires de graça

Paisagem urbana buenos aires| passeios em buenos aires
Paisagem Urbana Buenos Aires| Passeios em Buenos Aires

Os museus contam um pouca da história, utilizam suas coleções com intuito de educar visitantes. Os Museus nos permitem observar objetos reais do passado, nos aproximar com a arte e design e como estão conectados com a nossa era tecnológica e geopolítica.

O museus são lugares onde as pessoas devem se sentir relaxadas, curiosas, e entretidas, dito isso, vou listar todos os museus que têm acesso de graça em Buenos Aires, seja um dia na semana ou todos os dias:

Nome do MuseuDSTQQSS
Museu Banco Histórico da Província de Buenos AiresXXXXX
Museu Casa Carlos GardelX
Museu Casa da Moeda *XXXXX
Museu da ÁguaXXXXX
Museu da CidadeXXXXXX
Museu da Dívida ExternaXXXXX
Museu da Polícia FederalXXXXX
Museu de Arte Español Enrique LarretaX
Museu de Arte Hispanoamericano Isaac Fernández BlancoX
Museu de Arte Modeno de Buenos AiresX
Museu de Arte Popular José HernándezX
Museu de Belas Artes de La Boca Quinquela MartínXXXXXX
Museu de Esculturas Luis PerlottiX
Museu do Bicentenário da Casa RosadaXXXXX
Museu do Cine Pablo Ducrós HickenX
Museu do HumorX
Museu Histórico Cornelio de SaavedraX
Museu Histórico e Numismático Héctor Carlos JansonXXXXX
Museu Histórico e Numismático Banco da Nação ArgentinaXXXXX
Museu Histórico NacionalXXXXX
Museu Nacional da Historia do TrajeXXXXXX
Museu Nacional da ImigraçãoXXXXXX
Museu Nacional de Artes DecorativasXXXXXX
Museu Nacional de Belas Artes**XXXXXX
Museu SívoriX

No Museu Casa da Moeda as visitas devem ser realizadas com reserva prévia de Segunda a Sexta de 10 a 16 hs. Reservas pelo email: [email protected]

No Museu Nacional de Belas Artes a entrada é gratuita às terça-feira, o dia inteiro. E de quarta-feira à domingo a partir das 18h45.

 Onde  ficar em Buenos Aires

Booking.com

Dicas para os viajantes para Buenos Aires

O governo de Buenos Aires disponibiliza um aplicativo tanto para Android quanto para iOS.

O Travel Buenos Aires traz informações de pontos turísticos, restaurantes, supermercados, aeroportos, enfim, tudo o que você precisa saber para se localizar na cidade.

E o melhor, o app é gratuito e uma vez baixado, não necessita de internet para pode usá-lo.

Daniel Gualberto
Daniel Gualbertohttps://ficaativoeviaja.com.br
Oi! Sou o Daniel. Sabe, lá em 2019, quando o mundo parecia um pouco louco, criei este blog. Por quê? Para “re-viajar”, mesmo estando parado no mesmo lugar. Maluquice, né? Mas acompanhe comigo. Já imaginou acordar com os pés na areia em uma praia isolada da Tailândia? Ou talvez tropeçar em uma pedra (e em sua própria história) enquanto se perde nas ruelas de Roma? Pois é, viajar não é só uma forma de matar o tempo. É um jeitão de viver, meu amigo! E adivinhe? Não é tão complicado quanto parece.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Mais

Mais Noticias