Pontos Turísticos de Nova York: 42 principais lugares para visitar

América do Norte Estados Unidos Pontos Turísticos de Nova York: 42 principais lugares para visitar


É simplesmente a mais famosas e a mais visitada cidade do planeta. Com seus inumeros pontos turísticos, Nova York é provavelmente a mais internacionale a mais cosmopolita cidade do mundo.

A cidade parece ser o centro do mundo: Nova York dita tendências em todas as áreas, na arte, na moda, na arquitetura, na tecnologia, que depois são copiadas em outras cidades.

Um dos principais centros financeiros e sede de duas das maiores bolsas de valores, por aqui circula grande parte do dinheiro do mundo.

Essa grande importância faz com que a cidade seja conhecida de todos: com certeza você já viu dezenas de filmes que foram gravados na cidade e inúmeras fotos de seus monumentos.

Mas nada como conhecer tudo isso de perto. E como a cidade oferece um mundo de possibilidades e coisas interessantes para conhecer, eu listei abaixo os 42 pontos turísticos de Nova York que você deve conhecer.

Nova York é uma cidade cosmopolita, como eu disse, é muito diversa. É formada por cinco distritos, que ficam numa espécie de arquipélago. Cada distrito possui uma característica diferente, uma energia própria.

E como por vezes o que se sabe de Nova York se resume à Manhattan, o distrito mais famoso, tentei nessa lista colocar pelo menos alguns pontos dos outros distritos, para que você conheça os outros lados da cidade. Vamos nessa?

 Free Walking Tour

Se você quer não apenas tirar fotos e ver a cidade, mas sim explorá-la e conhecê-la o máximo possível, há tours gratuitos pela cidade.

Os passeios são em inglês e gratuitos, mas é conveniente deixar uma gorjeta.

Eles oferecem tours em várias regiões da cidade e também passeios temáticos, como o Food Tour.

Não perca tempo e reserve já o seu Free tour por Nova York

 New York Pass

Nova York é repleta de pontos turísticos. Muitos deles são pagos, e nem sempre são baratos. Uma dica para economizar é o New York Pass, um cartão de desconto.

Com esse cartão, você entra gratuitamente em grande parte dos pontos turísticos e recebe descontos em diversos estabelecimentos. Você pode comprar para quantos dias você pretende ficar na cidade.

Adquira o seu New York Pass e acesse a mais de 100 Atrações e Tours

 Manhattan 

Não tem jeito de falar em Nova York sem começar por Manhattan. Esse distrito é realmente o mais famoso, e muitas vezes é o único que os turistas visitam.

De fato, aqui está presente a grande maioria dos pontos turísticos de Nova York, e é graças à Manhattan que a cidade possui sua fama internacional.

Manhattan é um dos lugares mais luxuosos e elegantes do mundo, e também uma das regiões urbanas mais bonitas do planeta.

A “selva de pedra”, como o distrito é chamado, é única no mundo. Ao visitar Manhattan você vai se encantar com os edifícios gigantescos, as avenidas movimentadas, as lojas luxuosas, os museus impecáveis e os parques belíssimos.

Tudo aqui é enorme. É aquele lugar que você visita uma vez e fica o tempo todo querendo voltar. Com certeza você vai querer morar aqui. 

 1. Estátua da Liberdade

Pontos Turísticos de Nova York - Eu visitando a Estatua da Liberdade
Pontos Turísticos de Nova York – Eu visitando a Estatua da Liberdade

Um dos mais famosos pontos turísticos de Nova York, além de ser um dos maiores símbolos dos Estados Unidos, a Estátua da Liberdade é o lugar perfeito para visitar logo depois da sua chegada na cidade.

Localizada na Liberty Island, daqui tem-se uma vista privilegiada do clássico skyline de Manhattan, repleto de prédios modernos.

A Estátua da Liberdade foi um presente da França para os Estados Unidos. Foi construída na França, e entre seus construtores estava Gustave Eiffel, que também idealizou a famosa torre de Paris.

Depois de construída, as partes da Estátua da Liberdade foram enviadas para os Estados Unidos, tendo sido montada no lugar definitivo, e inaugurada em 1886, exatamente 100 anos após a Independência americana.

O monumento como um todo, incluindo o pedestal, mede mais de 90 metros de altura, e é um dos grandes destaques da paisagem da cidade.

A Estátua da Liberdade não fica exatamente em Manhattan, e sim numa ilha bem pequena, a Liberty Island. Mas coloco ela aqui porque o acesso à estátua é feito por balsas que saem de Manhattan.

A empresa responsável por esse transporte é a Statue Cruises. O passeio até a Estátua da Liberdade, que ainda inclui uma outra ilha, custa a partir de 19,25 dólares.

 2. Times Square

Pontos Turísticos de Nova York - Eu visitando a Times Square
Pontos Turísticos de Nova York – Eu visitando a Times Square

Para começar um passeio por Manhattan, nada melhor que a clássica, emblemática, super movimentada e hiper iluminada Times Square, a praça mais importante da cidade, considerada um dos maiores pontos turísticos de Nova York e um dos símbolos de sua cultura.

A Times Square fica na região central de Manhattan, e é formada pelo entrecruzamento de duas avenidas mundialmente conhecidas: a Sétima Avenida e a Avenida Broadway.

A Times Square é, portanto, uma espécie de largo, de amplo espaço aberto, rodeado de impressionantes arranha-céus moderníssimos. Mas o charme da praça, sem dúvida alguma, são os letreiros luminosos.

São incontáveis letreiros, de todas as formas possíveis, brigando para chamar sua atenção. É impossível passar distraído pela Times Square. A quantidade de estímulos visuais é impressionante, quase uma poluição visual, mas uma poluição positiva, que constitui um dos maiores encantos de Nova York.



Além da cativante confusão de anúncios luminosos, a Times Square é um dos locais mais movimentados da cidade, se não o mais. Moradores apressados se misturam com turistas parados, sem pressa nenhuma.

Executivos de terno e gravata se misturam com artistas de rua. E muitos carros, passando em todas as direções. Não é à toa que muitos chamam a Times Square de “cruzamento do mundo”.

Dentre os estabelecimentos da Times Square, há de tudo um pouco. A Sétima Avenida é considerada um dos principais pontos de compras da cidade, abrigando algumas das mais famosas grifes do mundo.

Além de roupas, o que não falta na Times Square é comida. Aqui você poderá se esbaldar com a mais tradicional comida americana, pois há uma grande quantidade de restaurantes e lanchonetes.

E, para curtir a noite, nada melhor que os teatros da Broadway, sobre a qual eu vou falar abaixo.

 3. Broadway

Placa de rua da Broadway com Wall Street
Placa de rua da Broadway com Wall Street

A Broadway é uma avenida muito extensa: começa na região sul de Manhattan e segue para o norte até o Bronx, um dos cinco distritos da cidade de Nova York.

É a única avenida remanescente da antiga Nova York, tendo sido a única a sobreviver à remodelação da malha urbana de Manhattan, que ocorreu no século XIX. Essa remodelação fez com que todas as ruas de Manhattan seguissem um padrão quadriculado.

De fato, hoje em dia as ruas de Manhattan são todas retilíneas, com exceção de uma: a Broadway. Essa importante avenida é a única que atravessa Manhattan serpenteando, atravessando diversas avenidas retilíneas com sua suave sinuosidade.

Mas calma, não é preciso percorrer isso tudo. Os teatros, que fazem a avenida famosa, ficam concentrados numa pequena extensão dela, mais precisamente na Times Square e arredores.

Todo mundo já ouviu falar da Broadway e de seus famosos musicais. Essa tradição dos musicais na cidade é centenária, e ao longo desse tempo surgiram atrações mundialmente famosas. Você com certeza já ouviu falar de Mamma Mia, Rei Leão, West Side Story e Fantasma da Ópera.

Os musicais da Broadway conquistaram o mundo, e são referência quando se fala em peças musicais. Do lado de fora dos teatros, as peças são exibidas em letreiros enormes e chamativos, bem ao estilo Times Square.

É super fácil de encontrar. O difícil mesmo é escolher uma entre tantas opções.

 4. Madame Tussauds

Bem pertinho da Times Square, na rua 42, uma das ruas transversais, fica o célebre Madame Tussauds. O Madame Tussauds é aquele museu de cera, com estátuas hiper-realistas em tamanho natural de celebridades.

O que mais chama a atenção no Madame Tussauds é a perfeição das estátuas. É tão impressionante que chega a ser quase inacreditável que não sejam os personagens reais.

Aqui você poderá ficar lado a lado com famosos da música, do cinema e da mídia americanos. E, o melhor, é permitido tocar nos bonecos e tirar fotos com eles.

Quer tirar foto com várias celebridades de uma vez só? Aqui você pode.

Os ingressos custam a partir de US$ 32.

Reserve já seu ingresso para Madame Tussauds

 5. Carnegie Hall

Pontos Turísticos de Nova York – Carnegie Hall

Na Sétima Avenida, entre a Times Square e o Central Park, fica uma das casas de espetáculo mais famosas do mundo: o Carnegie Hall.

Localizado numa das regiões mais nobres de Manhattan, o Carnegie Hall é uma das construções mais elegantes e luxuosas da cidade, e com certeza vale uma visita.

Sua construção foi financiada pelo milionário Andrew Carnegie, no fim do século XIX. Possui uma bela fachada, no típico estilo fin de siècle, que contrasta com as demais construções da Sétima Avenida.

O interior não fica atrás da fachada, no quesito luxo. A decoração é incrível, e o auditório principal, em tons de dourado e cadeiras vermelhas, é um espetáculo à parte.

Se possível, tente assistir a uma apresentação aqui, quando o Carnegie Hall fica ainda mais bonito.

 6. Columbus Circle

Columbus Circle

Seguindo pela Broadway, bem na esquina do Central Park, fica Columbus Circle, uma bela praça, extremamente movimentada e repleta de turistas.

A praça possui um monumento em homenagem a Cristóvão Colombo e possui algumas árvores.

Apesar de ser uma praça bem pequena, sua importância é assegurada pela localização e pela paisagem que se tem dali, com as árvores do Central Park e os prédios do centro de Manhattan.

É uma das partes mais pulsantes da cidade, e a paisagem daqui é incrível.

 7. Metropolitan Opera

Seguindo um pouco mais pela Broadway, você logo vai ser surpreendido por um enorme conjunto de construções em estilo moderno. É o Lincoln Center, um complexo de construções dedicadas às artes.

Dessas construções, a mais famosa e a que mais se destaca é o Metropolitan Opera, uma outra casa de espetáculos que, como o Carnegie Hall, está entre as mais famosas do mundo.

O Metropolitan Opera, ao contrário do Carnegie Hall, possui um estilo muito moderno. Foi construída na segunda metade do século XX, e sua fachada é repleta de arcos, com enormes vidraças ao fundo.

O interior segue o mesmo estilo arrojado, e possui uma decoração incrível. Se destacam principalmente os grandes lustres e os dois painéis pintados por Chagall. 

A visita custa US$ 35.

 8. Central Park

O mais famoso parque da cidade não poderia ficar de fora da lista dos pontos turísticos de Nova York. Localizado bem no centro da ilha de Manhattan, o parque é uma gigantesca área verde, medindo aproximadamente quatro quilômetros de comprimento por quase um de largura.

Essa grande faixa verde fica lado a lado com os arranha-céus da parte central da cidade, e esse contraste não deixa de ser um encanto a mais.

Cenário de incontáveis filmes, você com certeza já viu partes do parque nas telas. Mas nada como vê-lo ao vivo.



Passear pelo parque é desfrutar de momentos de grande tranquilidade e contato com a natureza, bem no meio de uma das mais pulsantes metrópoles do mundo.

As pistas para caminhada, cercadas por majestosas árvores ou margeando lagos, são um convite para um passeio.

Mesmo os preguiçosos vão sentir vontade de percorrer os quilômetros de trilhas espalhadas pelo parque. Mas, além de passear, você pode curtir o parque de diversas outras formas.

Faça um piquenique ou sente-se para tomar sol no Great Lawn, o grande gramado, que fica bem no centro do parque, ou no Sheep Meadow, na parte sul.

Também na parte sul, há um carrossel e um playground, que farão a alegria das crianças. Para tirar fotos, nada melhor que a Bow Bridge, um dos cenários mais românticos e mais bonitos do parque, onde incontáveis filmes foram filmados.

Outro lugar muito fotogênico é o terraço Bethesda, uma linda construção repleta de arcos em estilo renascentista, e a fonte de mesmo nome.

Além de possuir vários monumentos interessantes, o Central Park é rodeado por muitos dos pontos turísticos de Nova York.

Dessa forma, ele acaba sendo o centro de circulação para os turistas. Por isso, não se preocupe se não ver todas as atrações do parque na primeira vez. Provavelmente, durante seu passeio pela cidade, você vai passar por ele várias e várias vezes.

O parque é delimitado, ao leste, pela famosa Quinta Avenida, que quase atravessa Manhattan de norte a sul. É essa icônica avenida que vamos conhecer agora.

 9. Quinta Avenida

Quinta Avenida

A rua mais emblemática da cidade e uma das mais famosas do mundo, a Quinta Avenida é um local de visitação obrigatória. A avenida, que é bastante extensa, concentra um grande número de museus, de prédios importantes e de lojas.

Se você quiser ir às compras em Nova York, sem dúvida alguma a Quinta Avenida é um dos locais mais indicados, possuindo inúmeras lojas de diversas grifes famosas.

Não deixe de conhecer, na Quinta Avenida, alguns museus: o Frick Collection, a Neue Gallery, o City Museum e o Cooper Hewitt Museum, que ficam na parte da avenida que margeia o Central Park.

Outros pontos da Quinta Avenida que você deve conferir, são: a Trump Tower, um incrível arranha-céu espelhado; a Biblioteca Pública e o Bryant Park; o Madison Square Park e o Little Brazil, uma região da avenida e ruas circundantes com vários restaurantes e lanchonetes com comida típica do Brasil.

Além desses, é parada obrigatória alguns outros pontos, que eu vou listar abaixo.

 10. The Metropolitan Museum of Art

The Metropolitan Museum of Art

A parte da Quinta Avenida que margeia o Central Park é cercada de museus. Dentre eles, está o Metropolitan Museum of Art, um dos mais famosos pontos turísticos de Nova York e um dos museus de arte mais importantes do mundo.

O próprio edifício do museu já é uma obra de arte: sua enorme fachada em estilo neoclássico possui grandes colunas e imponentes arcos, ladeando a entrada principal.

O acervo do museu é enorme e nele há praticamente de tudo relacionado ao mundo da arte. Há uma seção dedicada às civilizações antigas, onde você poderá ver obras de arte gregas, romanas e egípcias, por exemplo.

Há também uma parte dedicada à arte europeia, contendo milhares de pinturas dos maiores mestres do continente, cobrindo séculos de história.

Desde os mestres renascentistas e barrocos até os principais nomes do pós- impressionismo e modernismo, a arte europeia está aqui representada de forma bastante completa.

Há, ainda, uma seção dedicada à arte contemporânea, especialmente a americana.

Visitar o Met, como é mais conhecido, é uma experiência inesquecível. Para os que se interessam por arte, é um dos locais mais legais não só de Nova York, mas do mundo inteiro.

A entrada custa US$ 25 (estudantes: US$ 12; idosos: US$ 17).

Não perca tempo e reserve já o seu Ingresso para o Museu Metropolitano MET

 11. Guggenheim Museum

Também na Quinta Avenida, fica outro importantíssimo museu, de renome internacional. O Guggenheim, que é um museu dedicado à arte moderna, é sediado num prédio incrível, de autoria do famoso arquiteto Frank Lloyd Wright.

Esse prédio é considerado um dos principais exemplares da arquitetura moderna. 

O acervo do museu começou com a coleção particular de Solomon Guggenheim, um milionário que amava a arte moderna.

Com o tempo, o acervo aumentou, e hoje o museu conta com milhares de obras de centenas de artistas, vindas de todas as partes do mundo.

Dessa forma, o museu funciona como um observatório onde é possível descobrir as novas linguagens visuais que estão sendo desenvolvidas pelos novos artistas de todo o mundo.

Quem gosta de arte, principalmente a moderna, e também de design, vai se sentir em casa aqui.

A entrada custa 25 dólares (meia-entrada US$ 18).

 12. Museum of Modern Art (MoMA)

O MoMA não fica propriamente na Quinta Avenida, e sim numa rua transversal, a poucos metros de distância da avenida que estamos conhecendo agora.

Fica um pouco ao sul do Central Park e, juntamente com os museus que eu te apresentei acima, esse é um dos maiores pontos turísticos de Nova York, e não pode por nada ser esquecido.

O MoMA é um dos maiores museus especializados em arte moderna do mundo. Reúne algumas das mais geniais obras criadas nos séculos XX e XXI.

Com obras de modernistas, como Picasso, Pollock, Modigliani e Matisse, pré-modernistas, como Cézanne, Gauguin e Van Gogh, o MoMA reúne o que há de melhor na arte do século passado.

Isso sem contar com as obras e artistas mais recentes. O MoMA é sem dúvida uma das maiores preciosidades de Nova York e merece uma visita.



A entrada custa US$ 25 (estudantes US$ 14; idosos US$18).

Não perca tempo e reserve já o seu Ingresso para o MoMA

 13. Catedral de São Patrício

Catedral de São Patrício

Andando um pouquinho mais para o sul na Quinta Avenida, logo você verá uma igreja, em estilo neogótico, perdida no meio dos modernos arranha-céus.

Essa igreja é um dos mais especiais pontos turísticos de Nova York. Foi construída no século XIX, inspirada nas catedrais góticas da Europa.

Suas duas torres pontiagudas possuem 100 metros de altura. Mas, apesar de ser muito alta, os prédios ao redor são ainda mais.

Quando estiver por aqui, não deixe de contemplar o contraste entre a catedral e a paisagem ao redor. Com certeza, é um dos locais mais peculiares da cidade.

O interior da catedral é decorado de forma imponente, lembrando muito as igrejas europeias.

Se, do lado de fora, o presente é visível pelos prédios modernos, ao entrar na igreja, a sensação de ter voltado no tempo é completa.

A entrada é gratuita.

 14. Rockefeller Center

O Rockefeller Center é um complexo de edifícios que ocupa alguns quarteirões, e fica bem na frente da Catedral de São Patrício.

O Rockefeller Center é repleto de lojas e de atrações imperdíveis. A praça Rockefeller, um espaço aberto rodeado pelos majestosos edifícios do complexo, é um dos pontos mais interessantes.

É nessa praça que, no fim de ano, instalam uma enorme árvore de natal e uma pista de patinação.

Caso você esteja na cidade durante as festas de fim de ano, não deixe de passar por aqui, pois é um dos lugares mais bem decorados da cidade para o natal.

Além dessa praça, outro ponto imperdível é o Top of the Rock, um deck para observação localizado no alto do prédio mais alto do Rockefeller Center.

Desse deck você terá uma vista deslumbrante de quase toda Manhattan, com destaque para a Quinta Avenida, para o Central Park e para o Empire State Building, que eu vou te apresentar agora.

A visita ao Top of the Rock custa US$ 38.

 15. Empire State Building

Empire State Building

O mais clássico dos prédios de Manhattan, que aparece em dezenas e dezenas de filmes, e do qual todo mundo já viu pelo menos uma foto, não pode ficar de fora da lista dos principais pontos turísticos de Nova York.

Construído na década de 1930, foi na época considerado o prédio mais alto do mundo.

E não é para menos: são mais de 100 andares, com impressionantes 380 metros de altura. Por causa de suas proporções descomunais, o Empire State pode ser visto de grande parte da cidade.

No prédio, há dois mirantes, um no 86º andar e outro no 102º. Desses mirantes é possível ver aquela clássica imagem de Manhattan, repleta de prédios.

É uma visita inesquecível que rende belas fotos.

Os ingressos custam a partir de US$ 42.

Reserve já o seu Ingresso Expresso para o Empire State Building

 16. Flatiron Building

Flatiron Building

O Flatiron Building foi um dos primeiros arranha-céus construídos na cidade, ainda nos primeiros anos do século XX. O prédio possui um formato triangular, pois fica no cruzamento entre a Quinta Avenida e a Broadway.

O Flatiron possui 22 andares e 80 metros e, embora isso pareça pouco hoje em dia, já foi um dos edifícios mais altos do planeta. Se ele perdeu seu posto de prédio mais alto, ele ainda conserva sua beleza.

Possui um belíssimo estilo art déco, que fará com que você se sinta de volta no início do século XX. Além do prédio em si, a região onde ele se localiza é uma das mais agradáveis de Manhattan.

Não perca a oportunidade de, depois de tirar umas fotos do Flatiron, dar uma voltinha pelas ruas adjacentes.

 17. Grand Central Terminal

Grand Central Terminal

Bem perto da Quinta Avenida fica outro dos mais famosos pontos turísticos de Nova York: o Grand Central Terminal, a maior estação de trem do mundo, construída em princípios do século XX.

O que mais chama a atenção ao visitar o Grand Central é o salão principal, com uma luxuosa decoração neoclássica.

O chão de mármore e o teto todo pintado são um espetáculo que merece ser devidamente fotografado.

Mas o maior destaque é o incrível relógio de quatro faces, que dizem que vale uma fortuna, localizado num dos cantos do salão.

Além do luxo da construção, o que atrai tantos turistas para essa velha estação de trem são as lojas, bares e restaurantes.

Atualmente, o Grand Central funciona quase como um shopping, e são muitas as opções de lojas. Alguns dos restaurantes que ficam aqui estão entre os mais badalados da cidade.

Não deixe de reservar algumas horas para conhecer a decoração e a gastronomia desse importante espaço de Nova York.

A entrada é gratuita.

 18. Chrysler Building

Outro prédio histórico da cidade, o Chrysler Building é um dos poucos capazes de rivalizar com o Empire State.

Foi considerado o edifício mais alto do mundo desde sua construção, em 1929, até 1931, quando o Empire State foi finalizado, conquistando esse título.

O Chrysler Building possui nada menos que 77 andares, alcançando uma surpreendente altura de quase 320 metros.

Como o Empire State, pode ser visto de grande parte de Manhattan, destacando-se dos demais edifícios.

O Chrysler Building é um dos mais perfeitos exemplos da arquitetura art déco, comum nos anos 20 do século passado, e possui, como grande diferencial, o lindo pináculo de formas geométricas, culminado por uma torre pontiaguda.

Esse prédio fica na mesma rua do Grand Terminal, a alguns metros de distância.

Quando estiver por lá, aproveite para conhecer também esse icônico edifício, certamente um dos mais emblemáticos pontos turísticos de Nova York.

 19. Greenwich Village

O extremo sul da Quinta Avenida é o Washington Square Park, uma deliciosa praça repleta de árvores, sendo um dos principais locais de lazer dos moradores da região.

Essa praça é a porta de entrada para uma das mais interessantes regiões da cidade, o bairro de Greenwich Village. Uma das regiões boêmias da cidade, o Greenwich Village é um dos bairros mais descolados da cidade, repleto de bares e casas de jazz.

Palco de diversos movimentos da cena underground da segunda metade do século XX, o bairro foi frequentado por artistas e escritores famosos.

Em suas casas de jazz, alguns dos maiores nomes da música americana se apresentaram ou iniciaram suas carreiras.

A melhor forma de curtir o bairro é andar à toa. As ruas são arborizadas e tranquilas, com elegantes casas. Aqui você verá as típicas brownstones, aquelas casas geminadas, escuras, com escadinhas nas portas.

Leve sua câmera, pois um passeio pelo bairro rende ótimas fotos. Uma das ruas mais famosas é a Bleecker Street, repleta de lojas interessantes e cafés chamativos.

Se você quiser uma noite regada a muito jazz e bons drinks, eu te indico os jazz clubs Blue Note e Smalls Jazz Club.

Metrô: linhas A, B, C, D, E e F, estação Washington Square.

 20. High Line Park

Pontos Turísticos de Nova York – High Line Park

O High Line Park é um dos lugares mais curiosos da cidade. Trata-se de um parque que foi construído numa antiga linha de trem suspensa, que passa sobre as ruas do West Side a aproximadamente 10 metros de altura.

Após a linha de trem ser abandonada, moradores do bairro tiveram a brilhante ideia de transformar o espaço em um parque. Finalmente, em 2009 o projeto de criação do parque se realizou, e hoje é um dos locais mais interessantes da cidade.

Unindo a tendência atualíssima de deixar as cidades mais verdes às estruturas antigas e abandonadas, o High Line é um exemplo de criatividade e de consciência ambiental que já é um exemplo para as demais cidades.

Hoje, além de um parque, o High Line é quase uma galeria, de tantas obras de arte urbana que se encontram nos prédios e muros adjacentes.

Por tudo isso, é uma visita obrigatória e fascinante, para conhecer um lado diferente e não muito conhecido (ainda) de Nova York. 

O High Line fica no bairro Chelsea, ao norte do Greenwich Village, e a entrada é gratuita.

O parque tem várias entradas. Para chegar à entrada principal, na 23rd Street, ônibus: linha M11.

 21. Wall Street

Touro de Wall Street

Indo agora bem para o sul de Manhattan, vamos conhecer uma das ruas mais famosas da cidade, a riquíssima Wall Street e sua estátua de touro.

Wall Street é o coração do centro financeiro de Nova York, onde estão sediados escritórios de grandes empresas e uma das bolsas de valores da cidade, considerada uma das mais importantes do mundo.

Apesar do distrito financeiro não se resumir a essa rua, a fama acabou por ficar para a Wall Street. E, apesar de sua função principal, nem só de executivos vive a região.

Por aqui passam muitos turistas, ávidos para conhecer de perto um dos maiores pontos turísticos de Nova York.

A Wall Street é um dos pontos mais cinematográficos da cidade, tendo aparecido como cenário de diversas produções de Hollywood.

Com certeza você já viu essa rua em algum filme. Mas nada como conhecê-la pessoalmente. E conhecê-la não é difícil: apesar da enorme importância, é uma rua pequena, que pode muito bem ser percorrida em poucos minutos.

Quando estiver por aqui, reserve um tempinho para conhecer o Federal Hall, o primeiro prédio governamental do país, onde George Washington tomou posse. O Federal Hall possui uma linda arquitetura em estilo grego, e é aberto a visitação gratuita.

Também na Wall Street fica o Trump Building (não confundir com a Trump Tower da Quinta Avenida), um dos prédios mais altos da cidade, com 280 metros de altura. O prédio foi construído na década de 1930, e se destaca tanto por sua altura quanto por seu belo pináculo verde acinzentado.

Outro prédio importante é o da Bolsa de Valores, também construído em arquitetura grega. O destaque do prédio da Bolsa é a grande bandeira americana presa em sua fachada, e também os relevos que ficam em cima das colunas.

Mas o principal monumento do centro financeiro é sem dúvida a escultura do touro, que não fica necessariamente na Wall Street, e sim na Avenida Broadway (sim, a Broadway começa aqui).

A escultura, com cinco metros de comprimento e três metros e meio de altura, representa a força do capitalismo americano, e se tornou um verdadeiro símbolo de Wall Street e da riqueza de Nova York.

Metrô: linhas 4 e 5, estação Wall Street; linhas 2 e 3, estação Wall Street; linha J, estação Broad Street.

 22. Battery Park

Esse parque fica no extremo sul da ilha de Manhattan, rodeado pelo distrito financeiro. Esse parque é um ambiente muito agradável e ideal para um descanso, e possui uma vista incrível.

Fica cercado pelos majestosos edifícios da orla de Manhattan, de um lado, e do Rio Hudson, de outro. Além de ter uma vista incrível para os prédios do entorno, daqui também você terá uma vista linda da Estátua da Liberdade.

Além da vista, é daqui que sai a balsa para a Estátua da Liberdade e para outras pequenas ilhas do Rio Hudson.

Nas proximidades do Battery Park há uma grande quantidade de atrações, por isso aproveite o momento para passear bastante pelos arredores do parque e pelo distrito financeiro. Um dos pontos mais interessantes é o Museu do Índio Americano.

Se quiser comer ou beber algo, vá para a Stone Street, uma rua histórica com inúmeros bares e cafés com mesinhas ao ar livre, onde você poderá fazer suas refeições apreciando a bela arquitetura antiga da região. 

Metrô: linhas 4 e 5, estação Bowling Green; linhas N, R e W, estação Whitehall; linha 1, estação South Ferry.

 23. Memorial de 11 de Setembro

Pontos Turísticos de Nova York – Memorial 11 Setembro

Não tem como pensar em Nova York sem pensar nos atentados de 11 de setembro de 2001, quando as Torres Gêmeas foram destruídos por um avião terrorista, matando milhares de pessoas.

O lugar onde ficavam as Torres Gêmeas hoje se transformou num memorial em homenagem às vítimas do atentado.

Duas piscinas, que ocupam o exato espaço onde as duas torres se erguiam, são o que mais chama a atenção.

No subsolo, há um museu com documentos, vídeos e fotos sobre o desastre.

Lá também estão expostos objetos e as partes sobreviventes dos edifícios. Uma visita triste e impactante, mas que conta a história de um dos momentos mais marcantes da história da cidade.

A entrada é gratuita. Metrô: linha 1, estação  WTC Cortlandt.

Acesso Sem Fila ao Museu e Memorial 11 de Setembro

 24. One World Trade Center

Pontos Turísticos de Nova York – One Trade Center

O World Trade Center era um complexo de sete edifícios. Os dois mais famosos eram as Torres Gêmeas, que foram devastadas durante o atentado.

Os outros cinco prédios, menores, apesar de não terem sido alvo dos ataques, foram drasticamente danificados e precisaram ser demolidos.

Mas o complexo do World Trade Center se reconstruiu. O mais simbólico dos novos edifícios do complexo é o One World Trade Center, com mais de 400 metros de altura (mais de 500, se contar a antena).

Localiza-se bem ao lado de onde ficavam as Torres Gêmeas, e é o prédio mais alto dos Estados Unidos. Como as Torres Gêmeas, o One World Trade Center domina o skyline da orla de Manhattan, com sua arquitetura arrojada e super moderna.

Nos últimos andares há um mirante, de onde tem-se uma vista indescritível de Manhattan e arredores.

Esse mirante se chama One World Observatory, é aberto ao público e a vista daqui é, talvez, a mais bonita da cidade.

O ingresso para o One World Observatory custa a partir de US$ 38.

Acesso Sem Fila ao Museu e Memorial 11 de Setembro

 25. Sede da ONU

Sede da ONU

Na orla leste de Manhattan, fica um dos mais famosos pontos turísticos de Nova York: a importantíssima sede da Organização das Nações Unidas. O prédio é incrível, extremamente elegante, às margens do Rio Hudson.

O que muitos não sabem é que um dos arquitetos responsáveis pelo projeto do prédio foi o brasileiro Oscar Niemeyer.

Uma das coisas que chama a atenção no lugar são as inúmeras bandeiras, representando os países membros da ONU.

Visitar o prédio das Nações Unidas é uma experiência incrível, pois é visitar o lugar onde as maiores decisões do mundo são tomadas.

A ONU fica relativamente próxima do Chrysler Building, e na região há uma série de outros locais de interesse turístico.

 26. Roosevelt Island

Essa ilha é incrível, e fica entre Manhattan e o Queens. Ela é acessível pela Queensboro Bridge, uma linda ponte que liga a Roosevelt Island tanto à Manhattan quanto ao Queens.

A Roosevelt Island é um reduto de tranquilidade no meio da agitação de Nova York. Extremamente calma, com ruas tranquilas, é um ambiente perfeito para curtir uma manhã ou uma tarde em que se queira descansar um pouco do bulício da cidade.

É repleta de construções históricas, e de toda a orla oeste tem-se vistas imperdíveis de Manhattan.

A principal atração da ilha fica ao sul, o Parque Roosevelt, um belo espaço gramado, com algumas árvores, cercado pelo rio e pelas vistas de Manhattan.

Metrô: linha F, estação Roosevelt Island.

 Brooklyn 

O segundo distrito mais famoso da cidade é o Brooklyn. Mas, mesmo sendo bem conhecido, não é tão visitado. Muitos turistas visitam só a ponte do Brooklyn, mas não se aventuram pelo distrito.

Isso se dá pelo fato de que o Brooklyn tem fama de ser um lugar violento. Aproveito o momento para desfazer esse mal entendido. De fato, no passado o Brooklyn era um local violento. No entanto, nas últimas décadas, ele passou por uma completa transformação.

Reserve já o seu Tour pelo distrito do Brooklyn

De ambiente perigoso, transformou-se em uma região turística, que recebe muito bem os turistas que cada vez mais tomam conta de suas ruas e seus monumentos. Hoje em dia é uma região segura como Manhattan.

Se em questão de segurança são parecidos, em questão de estilo, não há nada mais diverso do que Brooklyn e Manhattan. O Brooklyn é um reduto da contracultura e da cena underground da cidade.

Talvez seja o distrito mais estiloso da cidade, e aqui você verá lojas mais descoladas, arte urbana e a arquitetura brownstone, aquelas casas com escadinhas na porta, como a da série Todo Mundo Odeia o Chris, que foi filmada justamente aqui no Brooklyn.

Booking.com

 27. Brooklyn Bridge

Pontos Turísticos de Nova York -Ponte do Brooklyn

A Ponte do Brooklyn já um monumento lendário, um símbolo do país e um dos mais emblemáticos pontos turísticos de Nova York.

A ponte liga Manhattan ao distrito do Brooklyn, e é um dos pontos turísticos de Nova York que você precisa conhecer na cidade.

Sua estrutura de ferro, maciça, rústica e escurecida pela ação do tempo é uma das mais belas paisagens urbanas da cidade e, ao visitá-la, você vai se sentir num filme antigo com trilha sonora de jazz.

E o que deixa a ponte ainda mais bonita é a paisagem que a emoldura: de um lado, os prédios modernos de Manhattan, do outro, as antigas e adoravelmente desajeitadas construções de tijolos escuros do Brooklyn.

A paisagem é tão especial que, do lado do Brooklyn, foi construído um parque nas proximidades da ponte, de onde você poderá contemplar demoradamente a paisagem e tirar fotos incríveis.

Reserve já o seu Tour pela Ponte do Brooklyn e o Bairro Dumbo

 28. Williamsburg

O bairro de Williamsburg é um dos pontos turísticos de Nova York mais descolados. Se você se cansou do ambiente executivo e formal de Manhattan, aqui é o seu lugar.

Originalmente um distrito industrial, o bairro é repleto de galpões e rústicas construções que sediaram inúmeras fábricas.

Com o tempo, no entanto, o bairro foi se transformando, e hoje esse visual mais largado de suas construções é usado como atrativo turístico.

Além dessa arquitetura um tanto incomum, principalmente quando se pensa em Nova York, o bairro se tornou um reduto de artistas, contando com diversas galerias e muita arte urbana.

Aqui, grande parte dos muros e paredes se tornaram obras de arte de grafiteiros. Para completar, há uma grande quantidade de bares, restaurantes e discotecas alternativas, reunindo pessoas de diversos estilos.

Metrô: linhas G e L.

 29. Fort Greene

Uma das famas do Brooklyn, com eu já disse, é a arquitetura brownstone. E um dos locais mais propícios para encontrar essa arquitetura no Brooklyn é o bairro Fort Greene.

As ruas do bairro, repletas de casas nesse estilo, são muito arborizadas, criando aquele ambiente tão peculiar que com certeza você já viu em diversos filmes.

Fort Greene é um bairro residencial, que ainda não se transformou num dos redutos turísticos da cidade. Mas, por suas paisagens, vale a pena dar uma voltinha por lá e tirar umas fotos.

O bairro fica ao redor de um grande parque, de mesmo nome, que é um ótimo local para descansar entre um e outro passeio. Além disso, há uma quantidade razoável de lojas e de bares na região.

Metrô: linhas A, C e G.

 30. Prospect Park

Prospect Park

Um dos mais bonitos e mais famosos parques de Nova York fica no Brooklyn. O Prospect Park é um parque enorme, repleto de atrações. Além dos gramados impecáveis e dos belos bosques, há quadras para diversos jogos, pistas para caminhada ou corrida e playground.

O Prospect Park é uma das áreas de lazer mais visitadas pelos moradores do Brooklyn, e aqui você verá diversos moradores correndo, caminhando ou fazendo yoga.

Mas é muito visitado também por turistas, sendo um dos pontos do Brooklyn que mais atrai visitantes.

Além da beleza do parque, o que faz ele ser tão procurado por turistas é sua proximidade com outros pontos muito importantes, como o Jardim Botânico e o Museu do Brooklyn, que veremos abaixo.

Você pode chegar aqui de metrô: linhas B, Q e S, estação Prospect Park.

 31. Museu do Brooklyn

Esse museu é um dos lugares mais visitados do Brooklyn e um dos mais importantes pontos turísticos de Nova York. Foi criado no fim do século XIX, e é um dos maiores museus de arte do mundo.

Em seu acervo, há obras de antigas civilizações, como Egito e demais regiões da África e também do Oriente Médio.

Destacam-se também as obras de artistas americanos, desde o surgimento da arte no país até os mais recentes artistas e, também, a seção dedicada à arte europeia.

O que chama a atenção no Museu do Brooklyn é, além do tamanho de seu acervo, a sua qualidade: aqui a arte de grande parte do mundo está representada pelos mais destacados artistas.

A entrada custa 16 dólares.

 32. Coney Island

Coney Island

Se você for visitar Nova York no verão, não pode deixar de conhecer a Coney Island.

As praias mais famosas da cidade ficam aqui, e são muito procuradas nos dias ensolarados. Possui também muitos bares que, nos meses de verão, ficam lotados.

Mas o destaque maior da Coney Island é o Luna Park, um dos parques de diversões mais famosos dos Estados Unidos.

Esse parque centenário possui inúmeras atrações, para todos os gostos.

Para os que gostam de brinquedos mais radicais, há uma atração especial: a famosa montanha-russa Cyclone, com mais de oitenta anos de história.

Sem dúvida, a Coney Island é um dos lugares mais especiais de Nova York, ideal para quem deseja conhecer um lado menos formal, mais descontraído e mais tropical da cidade.

Metrô: linhas D, F, N e Q.

Excursão de Ônibus Boroughs de Nova Iorque e Coney Island

 33. Brooklyn Promenade

Mas, se você gosta mesmo é do lado mais elegante de Nova York, dos sofisticados prédios de Manhattan, o lugar ideal é o Brooklyn Promenade, uma espécie de calçadão que fica na orla oeste do Brooklyn.

O calçadão em si é muito agradável, cercado por belas construções e árvores frondosas em alguns locais.

Mas o que mais chama a atenção é a vista incrível dos prédios de Manhattan, que são vistos do outro lado do Rio Hudson.

Provavelmente esse é um dos panoramas mais bonitos de Nova York.

Metrô: linhas 2 e 3, estação Clark Street.

 Queens 

O Queens é outro importante distrito de Nova York. Sua principal característica é a multiculturalidade, pois aqui residem imigrantes de dezenas de países.

Esses imigrantes criaram verdadeiras colônias, onde parte dos costumes de seus países de origem foram preservados. Por isso, não é loucura dizer que um passeio pelo Queens é uma espécie de volta ao mundo.

Há, inclusive, uma grande quantidade de brasileiros morando na região. Como o Queens é o maior distrito de Nova York em extensão, há muita coisa para ver.

São muitos os parques, como por exemplo o Cunningham Park, o Forest Park e o Alley Pond Park, para citar apenas alguns.

Há também alguns museus: o Queens Museum, um anexo do MoMA e a casa de Louis Armstrong, que foi transformada em museu.

Abaixo, selecionei os pontos mais visitados do distrito. Ao percorrê-los, você com certeza verá outras coisas interessantes.

Booking.com

 34. Astoria

Uma das regiões mais badaladas do Queens, o Astoria é um bairro multicultural e repleto de atrações. O bairro possui uma grande quantidade de imigrantes e moradores estrangeiros, de diversas partes do mundo.

Principalmente brasileiros, egípcios e gregos, muitos gregos. E aqui, você poderá se sentir em diversos países sem precisar andar muito. Experimentar gastronomias diferentes não é difícil, pois o bairro é repleto de restaurantes de vários países.

De aparência despojada, com aquelas casas rústicas e em estilo vintage, da orla do bairro tem-se também uma bela vista de Manhattan. Recentemente, o bairro foi considerado um dos mais legais do mundo.

Além de comer, você pode aproveitar o bairro de outras maneiras. Há várias atrações turísticas na região, como o Astoria Park, o Museu Noguchi (dedicado a um artista japonês que morava na região) e o Museu da Imagem em Movimento, sobre o qual eu vou te falar um pouquinho no próximo ítem.

Reserve ja seu tour pela Cervejaria em Queens Walking Tour

 35. Museu da Imagem em Movimento

Um dos museus mais modernos e mais interessantes de Nova York fica no Astoria. O Museu da Imagem em Movimento foi criado na década de 1980, mas passou por uma grande transformação, tendo sido reinaugurado recentemente.

É um museu focado em cinema, TV e mídias digitais, sendo o único museu dessa área nos Estados Unidos.

Você poderá ver equipamentos de captação de imagens dos mais antigos aos mais modernos.

O museu oferece também exibições de filmes, vídeos e programas de TV de diversas partes do mundo. Enfim, é um museu imperdível para quem se interessa por produção audiovisual.

A entrada custa 15 dólares. Você pode chegar aqui de metrô : linhas M e R, estação Steinwey Street.

 36. Flushing Meadows Corona Park

Unisphere

O Queens é repleto de parques. O Flushing Meadows Corona é um dos maiores parques da cidade. Possui amplas áreas gramadas, muitas árvores e alguns lagos.

É ideal para a prática de atividades físicas ou apenas para pegar um pouco de sol e curtir alguns momentos de descanso.

Sua principal atração é a Unisphere, um gigantesco monumento representando o globo terrestre.

Essa escultura foi criada em 1964, para celebrar as primeiras viagens espaciais, que aconteceram por essa época.

Metrô: linha 7, estação Mets-Willets Point.

Reserve ja seu tour por Bronx, Queens e Brooklyn

 Bronx 

Localizado ao norte de Manhattan, o Bronx é outro distrito da cidade que sofre com uma fama indevida de perigoso.

Como no caso do Brooklyn, o Bronx já foi uma região perigosa, mas hoje não é mais. Também passou por um processo de revitalização e se tornou atração turística.

O Bronx se destaca pela cultura do hip hop, que uns dizem ter nascido aqui.

Como era de se esperar, portanto, o distrito é rico em arte urbana, exibindo grafites em muros por todo lado. Sem dúvida, vale a pena uma visita, tomando certas precauções.

Como se trata de uma região mais residencial, é bom uma certa discrição ao tirar fotos.

Booking.com

 37. Yankee Stadium

Yankee Stadium

Um dos atrativos mais conhecidos do Bronx é o Yankee Stadium, o estádio do famoso time de beisebol New York Yankees. Ao visitar Nova York você precisa conhecer um pouco da cultura do beisebol, uma das paixões do país.

E esse é o lugar ideal. O New York Yankees é o mais tradicional time de beisebol do país, e o seu estádio é um dos ícones do esporte.

É possível visitar o estádio em dias normais e não deixa de ser uma experiência interessante. Mas, se possível, que tal assistir a um jogo aqui?

O ingresso para a visita guiada custa a partir de US$ 20. Metrô: linha 4, estação Yankee Stadium.

Ingressos para o jogo dos New York Yankees

 38. Jardim Botânico do Bronx

Esse talvez seja o ponto mais visitado e mais famoso do Bronx.

Considerado um dos principais jardins botânicos do país, aqui você irá se perder no meio de uma infinidade de plantas, das mais diversas espécies imagináveis.

O parque foca muito no paisagismo, e possui canteiros belíssimos. Possui também muitas estufas em estilo neoclássico, repletas de plantas de diversas partes do mundo.

Considerado um verdadeiro “museu vivo”, o Jardim Botânico é um lugar imperdível para quem se interessa por plantas. Capriche nas fotos.

O ingresso custa a partir de 23 dólares. Metrô: linhas B, D, 4 e 2.

 39. Casa de Edgar Allan Poe

Um dos maiores escritores da história dos Estados Unidos morou no Bronx. Egar Allan Poe revolucionou a história da literatura, criando seus arrepiantes relatos de terror e suspense.

E a casa onde ele morou hoje funciona como um museu, e ao visitá-la você vai conhecer um pouco mais e se sentir na intimidade do escritor.

Ao redor da casa, há um pequeno parque muito agradável, que faz com que a casa conserve um ar bucólico, mesmo estando localizada numa das avenidas mais movimentadas do Bronx, a Grand Concourse.

Se você é um fã de Poe, ou se apenas gosta de livros, vale a pena visitar a casa do criador das histórias policiais.

A entrada custa US$ 5 (US$ 3, meia-entrada). Metrô: linhas B e D, estação Kingsbridge Road.

 Staten Island 

Staten Island é o distrito mais residencial de Nova York, por isso é pouco visitado. Há muitos pontos interessantes, muitos parques e locais agradáveis, que geralmente são frequentados mais por seus moradores.

Mas, se você tiver tempo, vale a pena dar uma volta por lá. Staten Island é a região mais histórica de Nova York, e no distrito você vai encontrar muitas construções do período colonial.

Como é o menos populoso e menos turístico dos distritos, a sensação é de estar em uma pequena cidade, e não em Nova York.

Vou listar abaixo os locais de mais interesse, para você conhecer pelo menos um pouquinho do distrito.

Para chegar ao distrito, a forma mais legal, sem dúvida, é de balsa. A balsa sai do Battery Park, em Manhattan, e o trajeto até a Staten Island leva em média 30 minutos.

Durante o trajeto, você verá o lindo skyline de Manhattan. E, o mais interessante: a balsa é gratuita!

Booking.com

 40. Centro Cultural Snug Harbor

Um dos melhores lugares de Nova York para apreciar a arquitetura do século XIX, o Snug Harbor é um centro cultural que funciona num enorme parque, onde há ainda um jardim botânico.

O parque possui diversas construções históricas, de diversos estilos e de grande beleza, formando um ambiente bucólico e ideal para um descanso. Algumas dessas construções sediam museus, e há também uma galeria de arte.

O Snug Harbor é um daqueles lugares ideais para passar uma tarde, e a tranquilidade é tal que você nem vai acreditar que está em Nova York.

O Snug Harbor fica na parte norte da Staten Island, e é de fácil acesso a partir do ponto final da balsa.

 41. Forte Wadsworth

Um pouco mais ao sul em relação ao Snug Harbor, fica o Forte Wadsworth, uma fortaleza construída no século XVII.

O forte foi usado por séculos para defender o porto de Nova York, e impressiona pelo tamanho e pela beleza. Atualmente, está em desuso, mas permanece muito bem conservado.

Bem ao lado, fica a bela ponte Verrazzano-Narrows. O conjunto da ponte e do forte Wadsworth forma uma das paisagens mais bonitas da cidade, mas que ainda não é muito conhecida.

Sem dúvida alguma, se você estiver em Staten Island vale dedicar um tempinho para fazer esse passeio.

 42. Cidade Histórica de Richmond

O Historic Richmond Town é um conjunto de antigas residências, algumas do século XVII, que foram preservadas.

O conjunto das casas forma uma espécie de bairro, onde você vai se sentir de volta aos séculos XVII e XVIII. Aqui você verá algumas das mais antigas construções não apenas de Nova York, mas também de todo o país.

O prédio onde funcionou a primeira escola dos Estados Unidos, por exemplo, fica aqui. A visita ao Historic Richmond Town é interessante porque aqui você vai conhecer um lado diferente da cidade, que muitos não conhecem.

E também porque aqui você vai conhecer um pouco mais sobre a história da cidade, e descobrir como Manhattan e tudo o que vimos acima começou.

A entrada custa US$ 8 (US$ 6, meia-entrada). Você pode chegar aqui de trem, saindo do terminal da balsa.

 Onde  ficar em Nova York

Booking.com

 Dicas  para os viajantes de Nova York

Muita coisa, não? Para conhecer isso tudo, você vai precisar se deslocar bastante, e por isso vai precisar de pegar muito transporte público. Mas isso não é um problema, pois o transporte público de Nova York é muito eficiente.

O meio mais prático para se locomover é de metrô, pois o sistema metroviário de Nova York é muito abrangente, percorrendo quase toda a cidade. Mas ele possui algumas particularidades.

Por isso, pode ser um pouco desafiador usá-lo a princípio, até você tomar jeito. Basicamente, as linhas numéricas circulam em eixo norte-sul (Manhattan-Bronx), e as linhas alfabéticas circulam em eixo leste-oeste (Manhattan-Brooklyn/Queens).

Lógico que há exceções, mas a lógica é mais ou menos essa. Para ficar mais fácil, nada melhor que usar um mapa.

Você pode adquirir um impresso ou usar um digital (https://new.mta.info/maps). Além disso, há a possibilidade de usar o aplicativo New York Subway, que facilita bastante.

Tenho certeza que você vai aproveitar cada instante de sua estada na cidade, e vai viver dias muito movimentados.

Agora que você já conhece os principais pontos turísticos de Nova York, você já sabe como aproveitar melhor sua viagem. Então prepare-se para essa viagem inesquecível, arrume suas malas e venha logo. 

 Planeje  sua viagem para conhecer os Pontos Turísticos de Nova York

Após um turbilhão de informações no decorrer desse post, vou te dar a última dica: Em viagem, tempo é dinheiro. Esse ditado pode parecer comum, mas te garanto que nunca fez tanto sentido. Para economizar seu tempo, agrupei todos os sites que sempre utilizo em minhas viagens, Fica Ativo e Planeje-se.

Para planejar uma viagem, começo sempre pela hospedagem. Se for um passeio onde quero aproveitar todas as experiências da cidade, prefiro o Booking, mas quando é uma viagem em família já corro atrás mesmo é do AirBnb.

É tão recomendável que chega a ser obrigatório. O seguro viagem tem muitos pontos positivos, mas o principal para mim são os cuidados relativos à saúde assim como a cobertura em caso de acidentes, bagagem extraviada, entre outros. Para a cotação eu utilizo o Seguros Promo, ele tem a opção de forma de pagamento no cartão de crédito em até 12 vezes ou no boleto bancário.

#FicaAtivoNoCupom: até o dia 14/12/2020 o Seguros Promo está com uma promoção única de 15% de desconto em todos os planos de seguro viagem usando o cupom VERAO. Ah! E pagando via boleto bancário você tem mais 5% de desconto.

Tenho certeza que você não está lembrando de um detalhe, mas America Chip e eu temos a obrigação de te alertar. Ao chegar ao seu destino será necessário chamar um UBER, para isso a America Chip se faz presente com conexão de internet ilimitada em mais de 130 países pelo mundo. #FicaAtivoNoCupom: Utilizando o cupom FICAATIVO você ganha 5% OFF!

Experiência única e exclusiva, sua viagem dificilmente vai ser igual de outro viajante. O aluguel de carro garante essa oportunidade incrível. Através da RentCars, você consegue comparar preços entre as 35 locadoras ao redor dos Estados Unidos.

Para evitar os famosos perrengue chique, eu prefiro fechar todos os meus passeios com antecedência, reservando eles pela nossa parceira GetYourGuide.

O momento em que vou bater o martelo da data da próxima viagem, utilizo o site que encontro os melhores preços e promoções de passagens áreas: Passagens Promo.

A Resolvvi te ajuda a solucionar problemas de voos atrasados, cancelados, overbooking ou perda de conexão. Você só precisa contratá-la quando de fato passar pelo perrengue e só paga se ganhar a ação. Até o momento não tive problema em minhas viagens nesse sentido, mas é sempre bom Ficar Ativo caso isso aconteça.

Daniel Gualberto
O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoas, me levou a entrar no mundo dos blogs e mídias sociais, e um dia ter o Fica Ativo e Viaja (#FAV) como um das mais respeitadas referência em blog de viagens do Brasil.

Post relacionados

Daniel Gualberto

O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoa!

16FansLike
176FollowersFollow
40FollowersFollow
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.