Pontos Turísticos de Porto Alegre: Principais lugares para visitar

BrasilRio Grande do SulPontos Turísticos de Porto Alegre: Principais lugares para visitar

O inverno está chegando e você ainda não decidiu onde vai curtir as férias do meio do ano? Então seus problemas acabaram: abaixo vou te apresentar os mais interessantes pontos turísticos de Porto Alegre, para você já começar a planejar sua viagem para o Rio Grande do Sul.

A maior metrópole do sul é uma cidade fantástica por vários motivos. Primeiramente, é uma das cidades mais desenvolvidas do Brasil, e possui um dos IDHs mais altos dentre as capitais brasileiras.

Todo esse desenvolvimento, aliado ao friozinho típico do sul do país, faz Porto Alegre parecer um pouco com a Europa. De fato, ao chegar na cidade, é normal ter a impressão de que se está em outro país.

Outro motivo que faz essa cidade ser um destino perfeito é a cultura. Porto Alegre é um verdadeiro polo cultural, possuindo alguns dos melhores museus e centros culturais do país.

Se você gosta de natureza e quer descanso em sua viagem, mais um motivo para escolher a capital gaúcha. A cidade é super arborizada e possui muitos parques, sendo possível passar dias só conhecendo suas áreas verdes.

E, por fim, Porto Alegre respira história. Apesar de não ser muito antigo, o Centro Histórico da cidade está repleto de elegantes construções centenárias.

Essa é a parte mais turística de Porto Alegre, e concentra a grande maioria de suas atrações. Nessa região, a cidade conserva todo o charme vintage do século passado, e é justamente por ela que vamos começar nosso roteiro.

Então prepare-se para nosso passeio, repleto de cultura, história e natureza, regado com muito chimarrão e excelentes vinhos!

 1. Catedral Metropolitana

Não é legal conhecer uma cidade e não visitar seu centro histórico, não é mesmo? Por isso, o melhor lugar para começar um passeio pela capital gaúcha é em sua parte antiga.

O centro histórico da cidade guarda alguns dos principais pontos turísticos de Porto Alegre. São casarões, palácios, museus e monumentos que não podem ficar de fora de seu passeio, podendo ser perfeitamente conhecidos em um dia.

E, para começar, nada melhor que a Catedral Metropolitana, a igreja mais importante da cidade. Fica na Praça Marechal Deodoro, o coração do centro histórico.

A catedral foi construída originalmente em 1794, seguindo o estilo barroco. Desde então, chamava a atenção por sua fachada repleta de detalhes e suas grandes dimensões.

No entanto, a catedral atual não é a mesma. A que hoje se vê na Praça Marechal Deodoro foi construída a partir de 1921, no mesmo local da antiga.

Apesar de ser uma igreja nova, o estilo barroco e a fachada imponente são bem semelhantes à da antiga catedral. Suas duas torres, a cúpula e os vitrais são os elementos que mais chamam a atenção.

O interior segue o mesmo estilo do exterior, e conta com uma decoração muito rica. São diversas pinturas e esculturas sacras de grande beleza, que transformam essa catedral em um dos mais especiais pontos turísticos de Porto Alegre.

A entrada é gratuita.

 2. Teatro São Pedro

Depois de conhecer a Catedral Metropolitana, basta atravessar a Praça Marechal Deodoro para se deparar com o Teatro São Pedro. Mais importante casa de espetáculos da cidade, esse Teatro é frequentemente considerado uma das mais belas construções de Porto Alegre.

O Teatro foi construído no século XIX, em estilo neoclássico, que era moda então na Europa. O arquiteto responsável pelo projeto, inclusive, era europeu, e se inspirou nos teatros de seu continente.

Sua fachada, apesar de relativamente simples, é muito elegante. Seus dois andares e o pórtico da entrada dão ao teatro uma aparência majestosa e sofisticada.

Do lado de dentro, a decoração é impecável, principalmente no auditório principal. Ali, se destacam o teto, todo pintado, e o grande lustre.

Desde sua fundação, o Teatro recebe grandes espetáculos de música clássica. Ainda hoje, a programação é bastante movimentada, e conta com grandes nomes da música clássica.

Não é possível visitar o Teatro fora dos espetáculos. Por isso, vale muito a pena assistir a alguma apresentação. Para ver a programação e comprar seus ingressos, você pode consultar o site abaixo.

 3. Palácio Piratini

Ainda na Praça Marechal Deodoro, fica uma das mais luxuosas construções de Porto Alegre. O Palácio Piratini, sede do governo do Rio Grande do Sul, surpreende pelo requinte e sofisticação.

O palácio foi construído nas primeiras décadas do século XX, e desde então foi o local de trabalho e de residência dos governadores. Quem estreou o palácio foi ninguém menos que Getúlio Vargas, governador do Rio Grande do Sul entre 1928 e 1930.

A arquitetura do palácio é de inspiração europeia. As colunas, os detalhes graciosos e o luxo da construção seguem o estilo neoclássico, comum na Europa do século XVIII.

Além de se admirar com a beleza do exterior do palácio, é possível fazer visitas guiadas em seu interior. Nessas visitas, você vai poder conhecer os salões extremamente sofisticados do palácio, decorados à maneira dos palácios reais da Europa.

Além de surpreender pelo luxo e pela beleza, o Palácio Piratini ajuda a entender a história da cidade e do estado. Ele parece ter sido construído para testemunhar a grandeza e a riqueza do Rio Grande do Sul.

As visitas guiadas são gratuitas.

 4. Viaduto Otávio Rocha

Um dos grandes encantos de Porto Alegre é que a cidade possui uma beleza urbana muito grande. Elementos que em outras cidades poderiam passar despercebidos, na capital gaúcha se transformam em verdadeiros pontos turísticos.

Um desses elementos é o Viaduto Otávio Rocha, que fica bem pertinho da Praça Marechal Deodoro. O viaduto passa por cima da importante Avenida Borges de Medeiros, formando uma das paisagens urbanas mais bonitas da cidade.

Apesar de ser uma grande obra de engenharia, o viaduto não deixa de ter sua beleza. Sua construção em arcos chama a atenção de quem quer que passe pela região.

Foi construído por volta de 1930 e, por sua importância histórica e paisagística, é considerado patrimônio histórico da cidade. É também um dos mais visitados pontos turísticos de Porto Alegre.

Do alto do viaduto, você vai ter uma vista linda da Avenida Borges de Medeiros.  Essa avenida, que fica espremida entre altos edifícios, tem aquele charme meio vintage, estilo metrópole do século XX.

Apesar do grande movimento de carros, as árvores da avenida deixam a paisagem ainda mais atraente. Essa mistura entre o caos urbano e a serenidade das árvores, principalmente na primavera, transformam o Viaduto Otávio Rocha em um dos mais fotogênicos Pontos Turísticos de Porto Alegre.

 5. Museu Júlio de Castilhos

O museu mais antigo da cidade não poderia ficar de fora. O Museu Júlio de Castilhos foi fundado no início do século XX, sendo já um espaço centenário.

O nome do museu homenageia o político Júlio de Castilhos, que exerceu o cargo de governador do estado. Fica bem pertinho da Praça Marechal Deodoro, em um casarão também centenário, de grande beleza arquitetônica.

O Museu Júlio de Castilhos possui milhares de objetos, que ajudam a contar a história do Rio Grande do Sul. Em suas salas, você vai poder ver obras de arte, como pinturas e esculturas, bem como objetos arqueológicos e indígenas, recolhidos na região.

A visita é gratuita e é bem interessante para todas as pessoas. Mas, se você gosta de conhecer um pouco sobre a história e a cultura dos lugares que visita, esse museu é realmente imperdível!

A entrada é gratuita.

 6. Mercado Público

Sempre que você visita uma cidade, é interessante procurar saber se ela tem um mercado público. Esses pontos são sempre interessantes, pois contam muito da cultura e da história da cidade.

A capital gaúcha possui o Mercado Público, que é considerado um dos mais procurados pontos turísticos de Porto Alegre. Além de ser parte da história da cidade, esse mercado também chama a atenção por sua beleza arquitetônica.

O prédio onde ele fica foi construído por volta de 1869, e é uma das mais belas construções da cidade. Suas grandes dimensões e a beleza da fachada fazem dele um dos cartões postais de Porto Alegre.

Por lá, você encontra produtos como carnes, frutas, artesanato e muito mais. Mas, para os turistas, o mais interessante é conhecer as bancas de produtos regionais.

Aproveite que estamos apenas no começo do passeio e compre erva mate e a cuia para chimarrão. Ao longo de sua viagem para Porto Alegre, você tomar chimarrão no hotel, nas praças, na rua, na cidade inteira!

Além de comprar produtos para levar para casa ou comer na rua, você pode experimentar a culinária local ali mesmo, em um dos restaurantes do mercado.

Ali fica o restaurante Gambrinus, que é o mais antigo e mais tradicional de Porto Alegre. Outro estabelecimento bem famoso por ali é o bar e restaurante Naval, também centenário. 

 7. Praça XV

Na frente do Mercado Municipal fica uma pequena praça, considerada um dos mais tradicionais pontos turísticos de Porto Alegre. A Praça XV, apesar de pequena, é muito arborizada e, principalmente, muito charmosa.

Embora centenária, a praça ficou abandonada durante muito tempo. No século XX, surgiram projetos de restauro, tendo sido nessa época que a história e a paisagem do local passaram por uma grande transformação.

Data dessa época o tradicional Chalé da Praça XV, construído em estilo europeu, utilizando materiais vindos desse continente. Por sua beleza e importância histórica, o Chalé é tombado como patrimônio da cidade.

Além disso, vale lembrar que o Chalé da Praça XV funciona como um restaurante, um dos mais famosos da cidade. Portanto, além de visitar a praça e tirar umas fotos do chalé, vale a pena fazer uma refeição por ali.

 8. Paço Municipal

Depois de visitar o Mercado, não perca a oportunidade de conhecer o Paço Municipal. A sede da prefeitura de Porto Alegre é importante não apenas por sua função administrativa, mas também por ser uma das construções mais bonitas da cidade.

Construído no início do século XX, o Paço segue o estilo neoclássico. Foi projetado por um arquiteto italiano, inspirado nas construções típicas da Europa.

A visita ao Paço é muito interessante, pois o prédio conta parte da história da cidade. É possível conhecer um pouco mais da arquitetura do prédio e ver móveis e objetos de época, em uma verdadeira imersão no passado de Porto Alegre.

Ali você vai poder ver também uma coleção de pintura com muitas obras importantes, principalmente de artistas gaúchos. A visita vale a pena principalmente se você estiver interessado em arte, história e arquitetura.

A entrada é gratuita.

 9. Farol Santander

Outra praça de Porto Alegre que não pode ficar de fora de seu passeio é a Praça da Alfândega. Além de ser um espaço bem bonito, todo arborizado, é nesse endereço que ficam três importantes pontos turísticos de Porto Alegre: o Farol Santander, o Museu de Arte e o Memorial do Rio Grande do Sul.

Localizado em um majestoso edifício histórico, o Farol Santander é um dos pontos turísticos de Porto Alegre mais interessantes, principalmente quando se fala em arte e cultura.

Para começar, a arte já começa do lado de fora. A construção é belíssima, e possui uma fachada que chama a atenção dos pedestres mais desavisados.

Por dentro, chama a atenção o esmero da construção, com inúmeros adornos e uma decoração luxuosa. O espaço vale a pena por si só, sendo uma ótima opção para tirar fotos.

No entanto, o que mais vale a pena a visita são as exposições. O Farol Santander é um dos principais pontos de exposição de obras de arte e eventos culturais.

Sendo assim, se a visita ao prédio já vale a pena, as exposições transformam esse espaço em um ponto imperdível. No site abaixo, você pode acessar a programação de eventos, para ver o que está rolando durante a sua visita.

A entrada custa R$ 15, e pode ser comprada pelo site.

 10. Museu de Arte do Rio Grande do Sul

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul é não só o maior museu de arte da cidade, como um dos mais importantes do país. Conta com milhares de obras, principalmente de artistas do estado, mas também com algumas obras de grandes mestres da arte nacional e mundial.

No museu, estão obras de nomes como Iberê Camargo, Portinari e Di Cavalcanti. Algumas dessas obras são de grande importância artística, o que faz o acervo desse museu ser um dos mais completos e importantes do país.

Além do acervo fixo, o museu também recebe exposições temporárias bem legais, com ótimo trabalho de curadoria. Nessas exposições, é possível ficar por dentro do que está acontecendo no mundo da arte contemporânea.

Vale mencionar também que o museu fica em um prédio histórico muito bonito. É, sem dúvida, uma das construções mais marcantes do Centro Histórico.

A entrada é gratuita.

 11. Memorial do Rio Grande do Sul

Ainda na Praça da Alfândega, não deixe de visitar o Memorial do Rio Grande do Sul, um dos mais legais pontos turísticos de Porto Alegre. Fica no antigo prédio dos Correios, outra construção bem importante do Centro Histórico.

O Memorial é uma espécie de museu, que homenageia a cultura e história do Rio Grande do Sul. Ao visitá-lo, você vai ficar por dentro de acontecimentos históricos, personagens marcantes e manifestações culturais que compõem a essência do estado.

Essa é uma forma bem interessante de entrar na história do Rio Grande do Sul e de Porto Alegre, e também de entender como se formou e como se desenvolveu a cultura da região.

A visita é recomendada para todos. Mas, se você gosta de história e de conhecer um pouco mais sobre os lugares que visita, não deixe de reservar um tempinho para conhecer o Memorial.

A entrada é gratuita.

 12. Casa de Cultura Mário Quintana

A Casa de Cultura Mário Quintana é um dos principais pontos turísticos de Porto Alegre por vários motivos. Primeiro, porque a arquitetura é muito bonita.

A Casa de Cultura funciona no prédio onde ficava o Hotel Majestic, um dos mais luxuosos de Porto Alegre no século passado. O prédio é muito bonito, e chama a atenção por sua arquitetura e sua pintura cor de rosa.

Outro motivo que faz o espaço ser tão interessante é por lá ter morado, durante algum tempo, Mário Quintana. O famoso poeta é uma das personalidades mais icônicas de Porto Alegre, tanto que o espaço cultural recebeu o seu nome.

Por último, mas não menos importante, a Casa de Cultura é um dos principais centros culturais do Brasil. Por lá acontecem exposições super interessantes, sobre música, literatura, artes plásticas e diversas áreas do conhecimento.

O espaço homenageia também outras personalidades ilustres, como a cantora Elis Regina, que nasceu na cidade. Vale a pena dar uma olhada no site abaixo e conferir o que está acontecendo no espaço durante sua visita.

A entrada é gratuita.

 13. Igreja de Nossa Senhora das Dores

A Igreja de Nossa Senhora das Dores é a segunda mais importante da cidade, só ficando atrás da Catedral Metropolitana. No entanto, no quesito idade, ela supera a Catedral: a Igreja das Dores é a mais antiga da cidade.

Construída ao longo da primeira metade do século XIX, a Igreja das Dores apresenta características do estilo barroco. Possui uma majestosa fachada branca, com duas torres enormes, que dominam a paisagem dos arredores.

O interior conserva uma decoração centenária, com esculturas e pinturas do século XIX. Também do lado de dentro, a igreja segue o estilo barroco, com uma grande riqueza de detalhes.

Apesar de ser a igreja mais antiga da cidade, ela está em ótimo estado de conservação. Vale a pena a visita para tirar umas fotos e conhecer um pouco mais do centro histórico de Porto Alegre. 

 14. Usina do Gasômetro

Para terminar o nosso roteiro pelo Centro Histórico de Porto Alegre, não podemos nos esquecer da famosa Usina do Gasômetro. Essa usina é realmente um dos mais famosos pontos turísticos de Porto Alegre, e praticamente todos os turistas que vão até a capital gaúcha fazem uma parada neste local.

Construída por volta de 1928, a Usina do Gasômetro pertencia a uma empresa de energia. A construção é muito bonita para uma fábrica, e seu principal elemento é a enorme chaminé com mais de 100 metros de altura.

Mas o que fez esse antigo prédio industrial se transformar em atração turística é que, na década de 90, o local se transformou em um importante centro cultural.

O espaço conta com exposições de arte, cinema, teatro, apresentações musicais e muito mais. Os eventos são sempre diversos e muito bons, por isso, além de visitar o espaço e apreciar a paisagem, não deixe de conferir o que está em cartaz no momento.

Outros motivos para visitar a Usina do Gasômetro: por ficar às margens do Guaíba, de lá é possível ver uma vista fantástica da paisagem. Além disso, a Usina conta com alguns cafés bem aconchegantes.

O melhor horário para visitar este importante ponto turístico é de tarde. Assim, depois de ver a programação cultural, você poderá sentar em um dos cafés e contemplar o pôr do sol no Rio Guaíba.

(No momento, a Usina do Gasômetro está fechada para reforma. A visita, ainda assim, vale a pena, para conhecer a construção de fora e apreciar a vista.)

 15. Orla do Guaíba

Um dos principais pontos de encontro e áreas de lazer dos porto-alegrenses, a Orla do Guaíba também não pode ficar de fora de seu roteiro. Considerada um dos maiores pontos turísticos de Porto Alegre, a orla é um ótimo lugar para relaxar e ter contato com a natureza.

A Orla do Guaíba é uma espécie de área de lazer, às margens do lago. Essa orla começa na Usina do Gasômetro, e segue por 1.5 quilômetro ao sul, chegando até a Fundação Iberê.

É uma ótima opção para você se exercitar, fazer uma caminhada, andar de bicicleta. Ou, se você preferir um passeio mais calmo, pode fazer como muitos moradores: sentar no gramado, apreciar a paisagem e tirar fotos.

A Orla do Guaíba fica bem pertinho da Usina do Gasômetro. Depois de visitar esse centro cultural, a melhor opção é passear pela Orla, de onde se tem o mais belo pôr do sol de Porto Alegre.

 16. Fundação Iberê

Considerada um dos mais famosos centros culturais não só de Porto Alegre, mas de todo o Brasil, a Fundação Iberê Camargo é mais uma visita indispensável na cidade. Fica no extremo sul da Orla do Guaíba, e é bem fácil chegar a pé a partir da Usina do Gasômetro.

Criada em 1995, essa fundação leva o nome de Iberê Camargo, um grande pintor modernista gaúcho. A princípio, a fundação tinha o compromisso de preservar e expor a obra de Iberê, mas com o tempo seus propósitos superaram a ideia inicial.

O espaço conta com informações e milhares de obras do pintor homenageado, mas também recebe exposições de outros artistas. Em sua agenda movimentada, a Fundação Iberê Camargo também inclui outros tipos de arte, como literatura e música, além de promover eventos sobre cultura, filosofia e muito mais.

Merece destaque a arquitetura da Fundação, projetada pelo arquiteto português Álvaro Siza. O prédio modernista, pintado de branco, chama a atenção por ser uma das construções mais arrojadas do país.

Antes de visitar, confira a programação no site. Além da exposição permanente das obras de Iberê Camargo, sempre há exposições temporárias de outros artistas.

A Fundação Iberê Camargo fica às margens do lago Guaíba, a 1.5 quilômetro ao sul da Usina do Gasômetro. Para chegar, basta seguir a pé pela Orla do Guaíba, ou pegar os ônibus 171 – Ponta Grossa ou 168 – Belém Novo/Tristeza.

 17. Parque Redenção

Além da cultura, um dos fortes de Porto Alegre são os parques. E, nesse sentido, nenhum supera o Redenção, o parque mais famoso e mais movimentado da cidade.

Também conhecido como Parque Farroupilha, esse parque é uma enorme área verde, bem no meio da região central da cidade. Apesar de ficar em um dos bairros mais movimentados de Porto Alegre, o ambiente do parque é bastante tranquilo.

Entre as atrações, está o Arco da Redenção, em homenagem aos combatentes da Segunda Guerra Mundial. Esse talvez seja o principal monumento do parque, e merece umas fotos.

No local há também um lago, pistas para caminhada, gramados e muitas árvores. Ou seja, é um lugar ideal para passar o dia inteiro, fazer um piquenique ou almoçar em um dos restaurantes que ficam por lá.

Não se esqueça da cuia, da erva mate e da água quente para tomar um chimarrão ali mesmo. Se não tiver tudo isso, não se preocupe: você encontra a tradicional bebida gaúcha em praticamente todos os estabelecimentos da cidade.

Se estiver com crianças pequenas, vale a pena visitar o Parquinho da Redenção. um parque de diversões que fica lá dentro.

Se você tiver disponibilidade, vá ao parque no domingo. É nesse dia que acontece o Brique da Redenção, uma feira de artesanato, gastronomia e antiguidades, considerada uma das atividades mais tradicionais de Porto Alegre.

O parque fica ao lado da Cidade Baixa, no bairro Farroupilha. Para chegar, você pode pegar o ônibus linha C3 – Circular Urca.

 18. Cidade Baixa

Além do Centro Histórico, há um outro bairro bastante turístico em Porto Alegre. Trata-se da Cidade Baixa, a região mais boêmia da cidade, onde fica a maioria dos restaurantes e bares da cidade.

A Cidade Baixa é a região mais descolada de Porto Alegre, e atrai pessoas de todas as tribos, principalmente os mais jovens. Por ficar perto tanto do Centro Histórico quanto do campus da UFRGS, recebe ao mesmo tempo turistas e universitários.

A cultura é uma das principais características da região. Ao caminhar pelas ruas do bairro, você vai se deparar com centros culturais, galerias de arte e museus, que com certeza merecem uma visita.

Mas o que mais atrai turistas e moradores são os bares e restaurantes. Há opções para todos os gostos e todas as horas do dia: restaurantes para o almoço, bares para curtir a noite e, para os mais animados, baladas para virar a madrugada.

Dentre os restaurantes mais famosos, se destacam a Giovanaz Churrascaria (Avenida Venâncio Aires, 10) e o Mandarinier Gastronomia (Rua Alberto Torres, 228), para pratos mais tradicionais; já o The Raven (Rua Sarmento Leite, 969) é ótimo para experiências mais sofisticadas.

A culinária internacional também está presente no bairro. Nesse sentido, vale a pena visitar o Copacabana (Praça Garibaldi), de cozinha italiana, e o Damask (Rua Sofia Veloso, 61), de culinária árabe.

Agora, se você quer um drink e curtir a noite em ambientes bem alternativos, procure o Olivos 657, na Rua da República, 657, ou o bar A Virgem, na Rua Olavo Bilac, 251.

Isso para citar apenas alguns. O bairro conta com uma grande variedade de estabelecimentos, e a melhor forma de escolher a sua opção é dando uma volta pela região.

Considerado um dos lugares mais animados e tradicionais da cidade, uma visita a Porto Alegre só estará completa se você incluir uma tarde (ou uma noite) na Cidade Baixa. O bairro é sem dúvida um dos melhores lugares para entrar de verdade na vibe da cidade.

 19. Rua Gonçalo de Carvalho

A Gonçalo de Carvalho é uma rua residencial que fica no bairro Independência, não muito longe do Parque Farroupilha. Poderia ser uma rua normal, se não fosse seu título de “rua mais bonita do mundo”.

O título nasceu durante uma campanha para evitar o corte das inúmeras árvores da rua. E não é para menos: a Gonçalo de Carvalho é realmente um lugar deslumbrante.

As árvores são tão grandes que formam um túnel verde, gerando um ambiente muito calmo e fresco. Mesmo nos dias mais quentes em Porto Alegre, andar por essa rua é um passeio muito agradável, repleto de frescor e ar puro.

Apesar de ficar localizada na região central, o clima da rua é de bastante calmaria. O movimento maior é o de turistas, que buscam o local para tirar fotos.

Uma boa opção é, antes de visitar o Parque Farroupilha e seu Brique da Redenção, dar uma volta pela Gonçalo de Carvalho. Se possível, vá de manhã bem cedo, antes que comece o movimento de carros.

 20. Parque Moinhos de Vento

Considerado um dos pontos turísticos de Porto Alegre mais procurados por moradores e turistas, o Parque Moinhos de Vento é uma das áreas verdes mais famosas da capital gaúcha.

O nome vem do fato de que, no bairro, existia um antigo moinho de vento, de propriedade de imigrantes. Apesar desse nome, no entanto, o lugar é mais conhecido como Parcão.

Atualmente, o moinho original não existe mais, mas no parque há uma réplica. Essa réplica homenageia os imigrantes açorianos, os primeiros a chegar na região, considerados os fundadores de Porto Alegre.

No Parcão você vai poder aproveitar alguns momentos de tranquilidade em meio a belas paisagens. Para quem curte se exercitar, há inúmeras opções, como quadras e pistas para caminhada e corrida.

No entanto, se você quer um programa mais tranquilo, o espaço é ótimo para piqueniques, para sentar nos bancos e simplesmente relaxar. Ou, para curtir o lugar no mais típico estilo porto-alegrense, aproveitar o lugar para tomar um bom chimarrão.

O Parcão fica no bairro Moinhos de Vento, a leste do centro histórico. Para chegar, você  pode pegar o ônibus 510 – Auxiliadora, que passa do lado de fora do Mercado Público.

 21. Museu de Ciências e Tecnologia

Esse museu, administrado pela PUC-RShttps://www.pucrs.br/mct/, é um dos mais interessantes da cidade. Sem dúvida nenhuma, é uma ótima opção para um passeio, principalmente se você estiver levando seus filhos.

Como o nome já diz, o acervo do museu foca nas ciências, estilo museu de ciências naturais. Por lá, você vai poder ver fósseis, objetos arqueológicos e rochas, que ajudam a entender a pré-história da região.

Além disso, é possível conhecer um pouco também sobre teorias científicas, ecossistemas, diversas espécies de animais e astronomia, dentre diversos outros assuntos.

E, o mais interessante, é que as exposições são montadas de forma muito criativa e interativa. O museu tem o intuito de disseminar a ciência de forma lúdica, o que o transforma em um espaço duplamente interessante.

Se você tem um pouco de preguiça de visitar museus, ainda mais de temas difíceis como ciência, pode ir sem medo. E pode levar seus filhos sem a preocupação de ser uma visita entediante.

No Museu de Ciências e Tecnologia da PUC você aprende brincando. Não à toa é considerado um dos mais procurados pontos turísticos de Porto Alegre.

O Museu fica na Avenida Ipiranga, 6681, no bairro Partenon, região sudeste da cidade. O ingresso custa R$ 20, e você pode chegar lá pegando o ônibus 343 – Campus Ipiranga, que sai da rodoviária, que fica perto do Mercado Público.

 22. Lago Guaíba

Depois de conhecer a cidade, percorrendo os principais pontos turísticos de Porto Alegre, uma boa dica é fazer um passeio de barco pelo Lago Guaíba. Do lago, é possível ver paisagens incríveis da cidade, e ver os pontos próximos da orla de um outro ângulo.

Vale a pena lembrar que Porto Alegre nasceu às margens do Guaíba. O centro histórico da cidade, inclusive, foi sendo ampliado a partir de aterros às margens do lago.

Isso demonstra toda a importância que o lago tem para a cidade. Sua orla é o principal ponto de encontro dos moradores e dos grandes pontos turísticos de Porto Alegre.

Uma curiosidade sobre esse importante cartão postal da cidade é sua denominação como lago. Uns dizem que não se trata exatamente de um lago, e sim de um rio, com uma voz bem larga.

Rio ou lago, não importa. O importante é que o Guaíba é um dos lugares mais bonitos da cidade, e propicia lindas vistas tanto da cidade e da região ao redor, quanto do pôr do sol.

E como é difícil se conter apenas vendo as águas do lago (ou rio), uma ótima opção é fazer o passeio no Cisne Branco. O barco sai de perto do Mercado Público, e o ingresso custa a partir de R$ 40.

Para saber mais e reservar seu passeio, consulte o site abaixo. Prepare sua câmera e se prepare para uma experiência inesquecível!

 23. Gramado

Se Porto Alegre já tem um clima de Europa, espere até conhecer Gramado. Essa pequena cidade, localizada na Serra Gaúcha, é um dos maiores destinos turísticos do Rio Grande do Sul, e a boa notícia é que dá para visitá-la de bate-volta saindo de Porto Alegre.

A cidade, que fica a aproximadamente 115 km da capital, nasceu de uma colônia de imigrantes alemães. Até hoje, a cidade conserva sua arquitetura e seus costumes europeus, que, aliados ao frio, vai fazer você se sentir em uma cidade alpina da Alemanha.

Considerada uma das cidades mais aconchegantes e românticas do Brasil, a melhor forma de conhecer Gramado é andar pelas ruas, com calma. Não deixe de entrar nos muitos restaurantes, cafés e chocolaterias da cidade, para apreciar as delícias gastronômicas do lugar.

Aqui vale a pena lembrar que, além de ser a terra do chimarrão, o Rio Grande do Sul é também a terra dos vinhos. Os vinhos gaúchos são famosos por sua qualidade e combinam muito com o frio de Gramado, por isso aproveite esse passeio para degustá-los.

Por ser uma cidade super turística, é claro que não faltam atrações para você conhecer. A principal delas, talvez, seja a Avenida Borges de Medeiros, a principal rua da cidade, repleta de restaurantes charmosos e casas em estilo enxaimel.

Numa das esquinas dessa avenida fica a Rua Coberta, uma pequena que se parece com uma estufa de plantas. Ali pertinho também fica a Igreja de São Pedro e, ao lado, a Fonte do Amor, onde você pode colocar um cadeado com o seu nome e o da pessoa amada.

Também na região central fica a Rua Torta, uma das ruas mais bonitas da cidade. Ladeada por casas em estilo europeu e por hortênsias, essa rua é o lugar perfeito para um ensaio fotográfico.

Junto com o boom do turismo, surgiram na cidade diversas atrações bem interessantes. Não perca a Snowland, um parque de diversões fechado, onde é possível praticar esportes de inverno, como esqui na neve.

Outras atrações nesse sentido que chamam a atenção são: o Museu de Cera, inspirado nos famosos museus Madame Tussauds, e o Mini Mundo, que possui uma maquete de diversas construções famosas do mundo.

Isso sem falar, é claro, das atrações naturais. A Serra Gaúcha é repleta de maravilhas da natureza, e ir a Gramado e não andar de pedalinho no Lago Negro ou no Lago Joaquina Rita Bier é praticamente um descaso com o que a cidade tem de melhor.

Não deixe de visitar, também, a Cascata do Caracol, uma enorme cachoeira com mais de 100 metros de altura. Essa é uma das mais belas paisagens da Serra Gaúcha, e fica a apenas 10km de Gramado.

Gramado é uma opção para todas as épocas do ano, mas duas se destacam. A primeira é o inverno, quando as baixas temperaturas deixam a cidade ainda mais charmosa. Se você der sorte, pode pegar neve nesse período.

Outra época imperdível é o Natal. A cidade é famosa pela decoração de fim de ano, e em dezembro a cidade se enche de luzes e de cores, deixando o cenário ainda mais encantador.

Apesar de Gramado ter atrações para vários dias de viagem, por ser uma cidade bem pequena, é possível conhecer as principais em um bate-volta. É possível ir de ônibus, pela empresa Citral.

No entanto, a melhor forma de aproveitar ao máximo o tempo, é alugar um carro ou contratar uma agência. 

 Dicas para os viajantes de Porto Alegre

Agora que você já conhece os melhores pontos turísticos de Porto Alegre, aqui vão algumas dicas para você curtir ao máximo a beleza da cidade.

Primeiramente, quando ir. A cidade é famosa por seu clima frio, com temperaturas amenas, que lembra um pouco o clima da Europa.

Mas não se deixe enganar: não é durante todo o ano que a cidade é fria. No verão, as temperaturas ficam bem altas, não se diferenciando muito do clima de várias outras cidades brasileiras.

Para pegar a Porto Alegre fria, estilo Europa, vá nas outras estações, principalmente no inverno. É nessa época que as temperaturas baixam bastante, chegando perto de 0 graus. Não se esqueça de colocar muitos agasalhos na sua mala.

Quer conhecer vários pontos turísticos de Porto Alegre de uma vez só? Então você precisa conhecer o ônibus da Linha Turismo, um ônibus panorâmico, de 2 andares, operado pela prefeitura.

O ônibus percorre as principais atrações do Centro Histórico, oferecendo uma vista panorâmica dos mais famosos monumentos e edifícios da cidade. Essa é uma ótima opção para quem tem pouco tempo na cidade. O ônibus sai do Mercado Público e custa R$ 30. Mais informações você encontra aqui.

Agora, se você está com tempo em Porto Alegre, há muito mais a descobrir. Além dos pontos citados acima, a cidade conta com diversos outros museus, parques urbanos e até mesmo áreas de proteção ambiental em seus arredores.

Isso sem falar que Porto Alegre é a porta de entrada para o Rio Grande do Sul. De lá, é possível começar a desbravar não só Gramado e a Serra Gaúcha, mas também outros destinos, como o charmoso Vale dos Vinhedos e os maravilhosos cânions de Aparados da Serra.

E, no fim das contas, não importa quanto tempo você vai passar na cidade. Seja um passeio de um fim de semana ou férias inteiras, o fato é que sua viagem será incrível.

Pois Porto Alegre é uma cidade fantástica, daquelas que cativam os visitantes desde o primeiro momento, que fazem você ficar com vontade de morar lá. Tenha certeza que você vai adorar a viagem e que vai voltar muitas vezes – pois a capital gaúcha é um daqueles destinos em que é impossível ir uma vez só.

Daniel Gualberto
O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoas, me levou a entrar no mundo dos blogs e mídias sociais, e um dia ter o Fica Ativo e Viaja (#FAV) como um das mais respeitadas referência em blog de viagens do Brasil.

Post relacionados

Daniel Gualberto

O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoa!

10FansLike
176FollowersFollow
42FollowersFollow
- Propaganda - spot_img
- Propaganda - spot_img
- Propaganda - spot_img
- Propaganda -
- Propaganda -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.