Pontos Turísticos do Vaticano: Descubra os tesouros escondidos

Compartilhar

O Vaticano é um lugar único no mundo, repleto de história e arte. Como residência oficial do Papa e sede da Igreja Católica, é considerado um dos lugares mais sagrados do cristianismo. Além disso, é também um importante centro de arte e arquitetura, com inúmeras obras-primas em exposição.

Neste post, vamos mostrar a você os principais pontos turísticos do Vaticano e como eles podem melhorar sua visita. Vamos começar com a Basílica de São Pedro, considerada uma das maiores igrejas do mundo e também um dos principais locais de peregrinação dos católicos.

Também vamos mostrar a você a Capela Sistina, famosa por sua decoração renascentista e pelo teto pintado por Michelangelo. Além disso, vamos mostrar os museus do Vaticano, onde você pode encontrar uma coleção de arte e artefatos históricos de valor inestimável.

Com nossa abordagem amigável e histórias fascinantes, você sentirá como se estivesse explorando o Vaticano ao lado de um amigo. Então, prepare-se para desvendar os tesouros escondidos deste lugar histórico e artístico.

1.  Cidade do Vaticano

Pontos turísticos do vaticano
Pontos Turísticos do Vaticano

A Cidade do Vaticano é um país soberano que consta de um complexo urbano e arquitetônico que situam-se no centro de Roma. A cidade tem um total de 0,44 km2 e uma população de 842 habitantes, o que a faz a menor cidade do mundo em área e população. A cidade é de origem medieval sendo que a sua história tem origem com a construção do palácio de São Bento, no ano de 324.

A sede do papado foi transferida para o Vaticano em 1377 e desde então o Papa é o chefe do Estado da Cidade do Vaticano. A Cidade do Vaticano é um país soberano, mas não possui um território próprio. O seu território é a Basílica de São Pedro e o Palácio Apostólico Vaticano, que também são monumentos históricos e patrimônios da humanidade.

O Vaticano é de fácil acesso de transporte público. Você pode pegar o metrô para o Vaticano, mas eu recomendo você tomar um ônibus. Se você viajar de Roma Flaminio metrô, você terá que caminhar até a estação de ônibus. O ponto de ônibus mais próximo é o # 40. É um pouco mais barato pegar o ônibus.

 2.  A Praça de São Pedro no Vaticano

Praça de são pedro | pontos turísticos do vaticano
Praça de São Pedro | Pontos Turísticos do Vaticano

A praça de São Pedro é um lugar que você deve visitar quando você está no Vaticano. A praça é conhecida por sua arquitetura e também por ser o local de alguns dos eventos da Igreja Católica.

É a maior praça religiosa do mundo, a Praça de São Pedro é o coração do Vaticano. Uma visita ao Vaticano pode durar vários dias, mas essa é a parte que você simplesmente não pode deixar de conhecer. A magnífica basílica é uma das maiores do mundo e é um lugar fantástico para ver alguns dos melhores exemplos de arte sacra.

 3.  A Basílica de São Pedro no Vaticano

Basílica de são pedro | pontos turísticos de roma
Basílica de São Pedro | Pontos Turísticos de Roma

Sem dúvida o maior atrativo da praça, a Basílica de São Pedro, esta é uma das maiores e mais importantes basílicas do cristianismo e hoje é um dos locais mais visitados de Roma.

Foi construída em 1506-1626, abriga a tumba de diversos papas, além de um extremamente rico interior, com mosaicos e esculturas espetacularmente preservados e é considerada a primeira basílica cristã. A capela Sistina, um dos lugares mais sagrados para a Igreja Católica, fica aqui e pode ser admirada gratuitamente.

 4.  Papal Audience no Vaticano

Uma das principais atrações do Vaticano, a Papal Audience é um evento periódico que acontece na Praça São Pedro. Como a maioria das atrações temáticas do Vaticano, a Papal Audience está sujeita a alterações de acordo com a programação oficial do Papa, mas na maioria dos casos ocorre todas às quartas-feiras pela manhã.

 5.  Coluna da Graça no Vaticano

Situada no lado esquerdo da Basílica de São Pedro, a Coluna da Graça é uma alta coluna de mármore branco, adornada com esculturas de amor, esperança e caridade. A coluna foi erguida em 1586 na memória de Santo Inácio de Loyola.

 6.  Museu do Vaticano

Museu do vaticano | pontos turísticos do vaticano
Museu do Vaticano | Pontos Turísticos do Vaticano

Além da Capela Sistina, o Museu do Vaticano é conhecido pelas suas pinturas renascentistas, esculturas, moedas, tapetes e outros tesouros.

O museu do Vaticano é um dos mais antigos do mundo e abriga uma coleção com mais de 70.000 peças de arte cobre o período de 3.500 anos e representa a maior coleção de arte do mundo.

A visita ao museu do Vaticano é uma ótima oportunidade para conhecer a história e cultura da cidade de Roma.

Ao chegar ao Museu do Vaticano, é obrigatório o uso de máscaras e o controle de temperatura. Antes de entrar no museu, é necessário estar com ingresso e documento.

Como a visita é guiada, é importante chegar cedo para garantir uma vaga. A visita guiada é gratuita, mas é obrigatório fazer um agendamento. Para agendar a visita, basta entrar no site oficial do museu e fazer a solicitação.

A entrada para o museu custa 17 euros para adultos, 8,50 euros para estudantes e é gratuita para crianças até 18 anos.

 7.  Capela Sistina no Vaticano

Cappella sistina
Cappella Sistina

O Vaticano é um complexo com diversas atrações turísticas. A capela Sistina, talvez a mais famosa delas, está localizada no Palácio Apostólico Vaticano, a residência oficial do Papa. Em um dos principais pontos turísticos de Roma e do Vaticano, a capela é o local de reunião da Câmara Pontifícia, onde o Papa cria e condena os cardeais.

A Capela Sistina é um dos mais célebres monumentos da cidade de Roma, capital da Itália. Situada na Basílica Vaticana, a capela foi construída no século XV para servir de capela papal e de lugar de enterro para os papas. A capela é cercada por uma série de pinturas e esculturas de artistas renomados, como Michelangelo, Rafael e Botticelli.

A Capela Sistina também é famosa pelo seu teto, pintado por Michelangelo, que representa cenas da Bíblia. A capela está aberta ao público, mas é necessário comprar um ingresso para visitá-la. O horário de funcionamento da capela varia de acordo com a época do ano.

Como chegar na Capela Sistina

Ao visitar o Vaticano, você pode entrar no Palácio Apostólico Vaticano a partir de diversas entradas. Existem cinco entradas no total, todas distribuídas por diversos pontos ao redor da capela. A entrada mais próxima é a entrada número 5, que fica no lado esquerdo da capela, logo após a Praça São Pedro.

A capela fica localizada no interior do Palácio Apostólico Vaticano, na zona de visitação pública. Para chegar na capela, você deve utilizar a entrada número 5 para o Palácio Apostólico Vaticano, após passar pela praça São Pedro.

O que ver na Capela Sistina

A capela é conhecida por seus tesouros artísticos. No interior da capela, você pode encontrar diversas pinturas de artistas renomados, além de uma arquitetura magnífica.

A capela está repleta de pinturas de Michelangelo, além de outros artistas, como Sandro Boticelli, Perugino, Pietro Perugino, Domenico Ghirlandaio e Luca Signorelli.

Já a arquitetura é considerada um tesouro artístico por si só. As pinturas de Michelangelo são as principais atrações da capela, e elas podem ser encontradas em diversos lugares, desde o teto até o altar.

Como visitar a Capela Sistina

Para visitar a capela, você deve passar pelo Palácio Apostólico Vaticano, que está localizado na Praça São Pedro, no centro da cidade. A entrada para a capela fica à esquerda da Praça São Pedro. Ao entrar no Palácio Apostólico Vaticano, você deve utilizar a entrada número 5.

Você deve pegar um bilhete que dá acesso aos museus do Vaticano, que incluem a capela Sistina. O bilhete para os museus e a capela Sistina custa 20 euros. Para visitar a capela, você deve pegar um bilhete que dá acesso à capela Sistina. O bilhete para a capela custa 8 euros.

As visitas à capela Sistina estão sujeitas à lotação. Se a capela estiver lotada, você deve esperar na fila para entrar. A fila para a capela Sistina costuma ser longa, especialmente durante a alta temporada. Você deve chegar cedo para evitar a fila.

Os visitantes da capela Sistina devem seguir uma série de regras. Entre elas, é proibido fazer barulho, tirar fotos ou filmar dentro da capela. Além disso, os visitantes devem seguir um determinado trajeto dentro da capela. O trajeto é indicado por uma série de setas vermelhas e amarelas que ficam no chão.

A capela Sistina está aberta de segunda a sábado das 9:00 às 16:00, e os horários de visitação podem variar de acordo com o horário de funcionamento do Vaticano.

Dicas para visitar a Capela Sistina

  • Se possível, evite visitar a capela Sistina em dias chuvosos ou durante a alta temporada, pois a capela costuma ficar lotada.
  • Se você quiser tirar fotos da capela, você deve fazer isso do lado de fora da capela.
  • Você não pode levar bolsas ou mochilas para dentro da capela. Você deve deixar suas pertences no guarda-volumes.

 Onde  ficar em Roma [Perto do Vaticano]

Booking.com

Em resumo, os pontos turísticos do Vaticano são uma verdadeira joia da história e da arte. Desde a Basílica de São Pedro até a Capela Sistina, há muito o que ver e explorar.

Esperamos que este post tenha inspirado você a incluir esses pontos turísticos em sua próxima viagem. E lembre-se, compartilhe suas experiências nos comentários abaixo!

Não perca mais tempo, visite esses pontos turísticos incríveis agora.

Daniel Gualberto
Daniel Gualbertohttps://ficaativoeviaja.com.br
Oi! Sou o Daniel. Sabe, lá em 2019, quando o mundo parecia um pouco louco, criei este blog. Por quê? Para “re-viajar”, mesmo estando parado no mesmo lugar. Maluquice, né? Mas acompanhe comigo. Já imaginou acordar com os pés na areia em uma praia isolada da Tailândia? Ou talvez tropeçar em uma pedra (e em sua própria história) enquanto se perde nas ruelas de Roma? Pois é, viajar não é só uma forma de matar o tempo. É um jeitão de viver, meu amigo! E adivinhe? Não é tão complicado quanto parece.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Mais

Mais Noticias