O que fazer em Punta del Este com chuva: 7 Opções Para Se Divertir

Compartilhar

O mês mais chuvoso é setembro, e mesmo na época mais seca, entre os meses de outubro e janeiro, as chuvas são frequentes e podem ocorrer em qualquer do dia, por isso, é bom você fazer uma programação do que fazer em Punta del Este com chuva.

A natureza foi muito generosa em Punta del Este, já que é ali na península que terminam as praias do Rio da Prata e começam as praias de mar da costa uruguaia, ou seja, do lado leste da cidade você pode apreciar o sol nascendo, e do lado oeste o sol se pondo.

Um verdadeiro espetáculo! 

Como todo o litoral uruguaio, a cidade tem clima subtropical úmido, com chuvas são bem distribuídas ao longo do ano.

E devemos lembrar que o inverno na costa uruguaia costuma ser frio, e em Punta essa sensação aumenta, já que devido à sua geografia, o vento é constante.

Durante a alta temporada, que vai da metade de novembro até a Páscoa, a cidade é super agitada, com todos os seus restaurantes glamourosos, bares e baldadas funcionando diariamente e sempre com muitas pessoas, não é a toa que Punta recebe o título de “balneário estrela da América Latina”.

A cidade junto com a capital Montevideo, são as mais cosmopolitas do Uruguai.

O resultado disso é um imenso leque de opções quando o assunto é entretenimento e há muito que fazer nos dias de chuva em Punta del Este.

Porém, nos meses de baixa temporada, entre abril e outubro, a cidade vira quase fantasma, com muitos estabelecimentos fechados e pouca circulação de turistas e até conseguir hospedagem fica mais difícil, por isso, recomendo evitar a cidade nessa época.

Então pegue seu guarda-chuva e sua capa de chuva e vamos passear por Punta del Este num dia chuvoso.

Dia chuvoso é dia de compras 

Não podemos que negar que Punta del Este é um paraíso no que se refere a natureza, que foi muito generosa ao lhe presentear com suas praias de rio e mar, e também, no que refere a compras.

Na região da península, há inúmeras lojas, dos mais variados setores, mas as mais conhecidas estão na Calle 20, onde você encontra marcas como Quiksilver, Tommy e GAP, e também na Av. Gorlero, onde estão as lojas de artesanato e souvenirs da cidade, de móveis, roupas e por aí vai.

São tantas opções para conhecer num dia de chuva em Punta del Este, que você esquece do tempo lá fora.

Punta Shopping

Punta shopping
Punta Shopping

Embora esse seja um passeio bem clichê, conhecer o Punta Shopping é uma ótima opção para fazer nos dias de chuva em Punta del Este.

Muito parecido com o que encontramos em grandes centros pelo Brasil, o Punta Shopping conta com três pisos com diversas lojas de grifes, cassino, supermercado, casa de cambio, uma boa praça de alimentação.

Você vai encontrar também algumas opções de entretenimento, como o Virtual Z, que oferece opções de jogos em realidade virtual, e o All Play Bowling, é considerado o maior centro de entretenimento do país: tem boliche, sinuca, fliperamas e mais uma infinidade de opções, especialmente para aqueles que viajam com crianças.

Inclusive outra opção encanta crianças e adultos também é o Tuerkitas, que conta com três pistas de corridas de autoramas.

Para você ter uma ideia de valores, brincar no Tuerkitas custa $U 100 por 15 minutos (R$13 Mai/20).

O Punta Shopping fica na Av. Franklin Delano Roosevelt e abre das 10h à 00h, diariamente. 

Feira de Artesãos da Praça Artigas

Feira de artesãos da praça artigas
Feira de Artesãos da Praça Artigas

Mas se você prefere aliar compras, entretenimento e cultura, a Feira de Artesãos da Praça Artigas será o programa perfeito para fazer em dia de chuva em Punta del Este.

Funcionando diariamente desde 1967, na praça de mesmo nome e principal da cidade, a feira faz sucesso entre os turistas e os moradores locais, contando com duzentos stands em área coberta, onde você encontra vários tipos de artesanatos locais.

A Praça Artigas, que também é uma ótima área de lazer para as crianças, pode ser frequentada em qualquer horário, já a Feira de Artesãos, acontece de segunda a sexta das 17h às 2h, e sábados e domingos das 10h às 17h. Em baixa temporada, os horários podem ser reduzidos. 

Te contarei agora as principais razões pelas quais sugiro os passeios com a empresa Civitatis:

-> Sua experiência será inesquecível e contribuirá para todas as lembranças de sua viagem
-> Diversos passeios para todos os públicos e todas as idades
-> Preços sem cobranças de reserva ou taxas ocultas
-> Compre seu ingresso antecipado e evite as filas nos pontos turísticos

Punta del Este além das compras 

Nem só de compras, luxo e glamour vive Punta del Este.

O balneário, considerado o mais ostentoso da América do Sul, também tem museus bem interessantes, onde você pode conhecer um pouco da história da cidade e também apreciar belas obras de artes, tanto de artistas locais quanto internacionais, mas sem deixar a pompa de lado.

Já que os dias cinzentos podem não combinar com praia, os museus podem salvar sua passagem por Punta del Este num dia com chuva.

Museo del Mar

11579 museo del mar 1
Museo del Mar

Essa primeira dica fica a cerca de 10km do centro de Punta, na estilosa praia de La Barra.

O Museu del Mar tem um acervo amplo, com diversos fósseis e animais empalhados, como leões marinhos, pinguins, diversas aves marinhas e até esqueletos de baleias jubartes, ao todo são mais de 5.000 exemplares.

Existem outras duas salas: uma dedicada somente aos caracóis, vindos de diversas partes – inclusive com um exemplar do maior caracol do mundo, e outra sala sobre piratas e suas lendas.

Museu das Recordações

O plus desse passeio, que na minha opinião é o mais interessante para se fazer em um dia de chuva em Punta del Este, já que são mais ou menos três horas para percorrer tudo, é que existem outros 3 museus anexos: o Museu das Recordações, que como sugere o nome é pura nostalgia!

Entre os artigos em exposição, muitas latas de diversos tipos e formatos, frascos de perfumes e medicamentos, bicicletas etc.

Museu dos Balneários

O segundo é o Museu dos Balneários, que mostra como era o estilo praiano, nas principais praias da América do Sul, entre a década de 20 até os anos 70, e assim como o museu das recordações, há também vários itens e vestimentas, mas nesse caso utilizadas por quem frequentava a praia nesse período.

Insetário

Pra encerrar o passeio, não deixe de conferir o Insetário, com uma infinidade de exemplares de insetos, e que, com certeza, muitos deles você nunca viu e nem ao menos sabia que existiam, como por exemplo, um besouro verde!

Ao todo o acervo conta com 38 mil tipos de insetos. 

O Musel del Mar fica aberto durante todo o ano e funciona todos os dias das 10h às 18h.

O custo do ingresso por pessoa é de $U 190 (R$25 Mai/2020) e ele fica na Rua Romildo Risso, 20001, La Barra de Maldonado.

Museu La Antígua Estación

11579 museu la antigua estacion
Museu La Antígua Estación

Esse é o lugar ideal para os amantes de carros fugirem da chuva em Punta del Este.

O Museu La Antígua Estación, inaugurado em 2016, exibe mais de quarenta exemplares de carros antigos clássicos, em sua maioria de alto nível, em excelente estado de conservação.

Lá você vai encontrar Ferrari, Cadillac, Ford, entre outros carros que fizeram parte da história do Uruguai, que em sua maioria, pertencem aos sócios do Clube do Automóvel do Uruguai, além de lindas motos antigas, troféus, cartazes e brinquedos que são parte da história automobilística.

O Museu La Antígua Estación fica na Av. Gorlero esquina com a Calle 30, no antigo posto de combustível Ancap, abre diariamente das 10h às 20h e possui estacionamento próprio.

O valor do ingresso é de cerca de $U 200 (R$26-MAI/20), bem acessível se considerar o padrão da cidade.

Museu Ralli

11579 museu ralli 1 1
Museu Ralli

Se a sua viagem for de carro, vale a pena incluir o Museu Ralli no roteiro do que fazer em dias de em Punta del Este.

O museu fica no famoso bairro de Baverly Hills, onde na chegada você pode avistar luxuosas mansões, bem no estilo da cidade.

O majestoso edifício de seis mil m² foi construído, no ano de 1988, exclusivamente para abrigar o museu, que exibe centenas de obras dos mais renomados (e também de alguns não tão famosos) artistas latino-americanos, como Salvador Dali e o brasileiro Juarez Machado.

A entrada para o Museu Ralli é gratuita, porém não há visitas guiadas nem explicações sobre a história de cada obra, somente seu nome e do artista que a fez, mesmo assim, as exposições são belíssimas e tudo é muito bem organizado.

Como ele fica a aproximadamente 5 km da península (ou centro) de Punta, e transporte público não é o forte da cidade, não acho interessante você ir até lá de táxi, pois os preços podem ser exorbitantes.

Os horários de funcionamento variam de acordo com a época do ano, abrindo de terça a domingo na alta temporada, nos fins de semana nos meses de abril, maio, outubro, novembro e dezembro, e somente com reserva para grupos com quinze pessoas durante o inverno.

Casapueblo

11579 casapueblo
Casapueblo

Em qualquer fonte que você consultar, ela vai aparecer! Parece ser mais um passeio para pegar turista, mas mesmo sendo um dos mais clichês de Punta, a Casapueblo é realmente incrível e não pode ficar de fora do roteiro do que fazer em Punta del Este com chuva – e com sol também!

Na verdade, ela está localizada em Punta Ballena, que fica a cerca de 15 km da península, mas é impossível você passar por Punta del Este e não conhecê-la.

A “casa” mais famosa da região foi projetada por Carlos Páez Vilaró, renomado artista plástico, para ser sua casa de veraneio.

Aos poucos, ele foi aumentando sua construção, que iniciou ao redor de uma casa de lata, chamada La pioneira, até chegar ao que a Casapueblo é hoje. Hoje, o local, que já não é mais somente uma casa, abriga um museu (onde era o antigo ateliê de Vilaró), um restaurante, e um hotel – mas você só tem acesso a essa área se for hóspede.

Além de você poder apreciar toda a bela arquitetura, o ingresso para a Casapueblo, dá acesso ao museu, com várias obras do artista, ao restaurante – mas o consumo nele não está incluso – a algumas sacadas que têm vista para o mar e a um outro pequeno museu, feito em homenagem a equipe uruguaia de rugby que sofreu um acidente de avião nos Andes, e da qual o jogador e filho de Vilaró, Carlos Miguel, foi um dos dezesseis sobreviventes. 

A arquitetura da Casapueblo lembra as belíssimas construções de Santorini, na Grécia, e encanta aos seus mais de 60 mil visitantes anuais.

O valor do ingresso fica em torno de R$ 38 e o museu abre diariamente das 10h às 20h.

E mesmo com chuva em Punta del Este, minha dica é você ficar no museu até o horário do pôr do sol (que mesmo sem sol), é encantador, pois pode-se apreciar os áudios na voz de Vilaró, recitando seus poemas!

Mais opções para fazer em Punta del Este com chuva

Mesmo que você prefira viajar para a cidade no estilo mochilão, não pense que você não poderá fazer nada em Punta del Este num dia de chuva.

Você encontra na cidade transportes como táxis e Uber, que mesmo não sendo muito baratos, podem te ajudar a ir para um ponto mais afastado da área da península.

Para economizar ainda mais, você consegue ir de ônibus até Punta Ballena, por exemplo, é só você pegar o ônibus que faz a linha até Montevidéu e descer no terminal rodoviário. Precisará caminhar um pouco, mas garanto que a vista compensa.

Para esses momentos, sempre tenho comigo uma boa capa de chuva. 

Se você não for a Punta del Este com seu próprio carro, mas deseja ter um veículo para se locomover na península, ou até mesmo, se você encaixar sua visita a cidade na sua viagem a Montevidéu, sugiro você pousar na capital e alugar um carro lá mesmo, assim você pode fazer um bate e volta para capital com mais agilidade e aproveitar mais o que o lindo balneário tem a oferecer.

Além de te aproveitar as várias opções que tem para fazer em Punta del Este com chuva sem se molhar!

11579 ponte leonel viera
Mais opções para fazer em Punta del Este com chuva

Se você for até a praia de La Barra, além de passar pela Ponte Leonel Viera, a famosa ponte ondulada que liga os dois balneários, poderá apreciar as lindas Praias Montoya e Bikini, onde mesmo em dias cinzentos, os esportes aquáticos e a badalação não param.

Aproveite também para conhecer as galerias de arte de lá, como a Galeria Sur e a Galeria del Paseo, e aprecie as esculturas, pinturas e gravuras de vários artistas uruguaios.

É possível chegar às praias de La Barra também de ônibus, saindo de Punta del Este – o terminal da cidade fica próximo a praia.

Você pode também tentar uma carona, que pode parecer um pouco estranho, mas não é difícil nem incomum para os uruguaios, já que Punta recebe turistas de todos os tipos.

A moeda vigente em Punta del Este é o Peso Uruguaio e há várias casas de câmbio pela cidade, apesar de que o cartão de crédito é muito aceito, e o nosso Real muitas vezes também pode ser utilizado.

Os preços na cidade assustam um pouco, porém você consegue economizar fazendo suas refeições em restaurantes não tão badalados e fora da área central, e se hospedando em hostel, onde além de desembolsar menos pela diária, você consegue cozinhar suas refeições, há vários pela cidade.

Planeje aqui sua viagem para Punta del Este

Finalmente após um turbilhão de informações vou te dar a última dica: Em viagem, tempo é dinheiro. Para economizar seu tempo, agrupei todos os sites que sempre utilizo em minhas viagens.

Icone de hotel Começe a planejar a sua viagem reservando a hospedagem pelo Booking, quanto antes você reservar maior será sua economia.

Icone do seguro viagem É tão recomendável que chega a ser obrigatório. Com o seguro viagem você esta protegido com os cuidados à saúde assim como a cobertura em caso de acidentes e bagagem extraviada. Para a cotação eu utilizo e indico sempre o Real Seguro Viagem.

Icone do rentcars O aluguel de carro te garante uma experiência única e exclusiva, sua viagem dificilmente vai ser igual de outro viajante. Através da RentCars você consegue comparar preços entre as todas as locadoras da cidade.

Icone do avião Com o Skyscanner você encontra passagens áreas com até 35% de desconto para todos os destinos.

Daniel Gualberto
Daniel Gualbertohttps://ficaativoeviaja.com.br
Oi! Sou o Daniel. Sabe, lá em 2019, quando o mundo parecia um pouco louco, criei este blog. Por quê? Para “re-viajar”, mesmo estando parado no mesmo lugar. Maluquice, né? Mas acompanhe comigo. Já imaginou acordar com os pés na areia em uma praia isolada da Tailândia? Ou talvez tropeçar em uma pedra (e em sua própria história) enquanto se perde nas ruelas de Roma? Pois é, viajar não é só uma forma de matar o tempo. É um jeitão de viver, meu amigo! E adivinhe? Não é tão complicado quanto parece.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Mais

Mais Noticias