Pontos Turísticos de Madrid: 23 principais lugares para visitar

EuropaEuropa MeridionalPontos Turísticos de Madrid: 23 principais lugares para visitar
- Propaganda -

A misteriosa e caliente capital espanhola é um dos destinos mais procurados da Europa, e não faltam motivos para isso. É uma cidade dinâmica, que reúne de tudo um pouco e agrada a todo mundo. Para provar isso, escolhi os 23 principais pontos turísticos de Madrid, que mostram o melhor que a cidade tem a oferecer. 

Madrid é uma cidade linda e surpreendente. Conhecida mundialmente como cidade das grandes avenidas, parece de fato que as ruas de Madrid não foram feitas para carros, e sim para caminhadas a pé.

Tanto as grandes avenidas quanto as ruazinhas medievais são tão convidativas que você vai andar a pé por todo o centro sem nem lembrar de sentir cansaço. Outra coisa que faz a fama da cidade são os parques maravilhosos.

Alguns enormes e famosos, outros pequenos e quase secretos, por todo lado há algum jardim público, um parque ou uma área arborizada.

Assim, mesmo se você se sentir cansado de passear, saiba que vai ter um lugarzinho pra descansar sempre perto. Além de parques e avenidas, ao visitar Madrid esteja preparado para encontrar museus de renome mundial, igrejas imensas e palácios luxuosos. 

A vida cultural de Madrid é rica e variada. É uma cidade centenária que não abandona por nada suas tradições, mas onde o novo é sempre bem vindo.

CLIQUE AQUI e agende os melhores passeios por Madrid »

Em bairros como Malasaña, La Latina e Las Letras cafés centenários e tablaos (o nome dos estabelecimentos onde acontecem apresentações de flamenco) convivem lado a lado com bares descolados e danceterias que ficam abertos até de madrugada.

Isso faz com que seja uma cidade sempre cheia de energia e movimento.

E por falar em movimento, como esquecer do esporte?

Cidade natal de um dos maiores times de futebol do mundo, o amor dos espanhóis pelos esportes estão em várias partes da cidade, como no Estádio Santiago Bernabéu.

A seguir, te apresento os pontos turísticos de Madrid mais procurados e mais interessantes.

 Free Walking Tour 

Que melhor forma de iniciar sua visita pelos pontos turísticos de Madrid do que realizando uma visita com um guia local?

O free walking tour da lhe dará a oportunidade de conhecer as lendas e histórias dos lugares mais simbólicos de Madrid. E tudo isso GRÁTIS!

Apesar do free walking tour não possuirem um valor, ao final do tour, é sugerido que dê uma gorjeta ao guia de acordo com o seu grau de contentamento.

Em Madri existem 4 Free Walking Tour, reserve já a sua vaga:

  1. Free tour da Inquisição por Madrid
  2. Free tour por Madrid
  3. Free tour por Lavapiés e La Latina
  4. Free tour de Cervantes

 1.  Puerta del Sol

Puerta del So

Marco zero de Madrid, a Puerta del Sol é uma das praças mais movimentadas da cidade. Se tem um lugar que pode ser chamado de centro em Madrid, é certamente essa praça.

A partir daqui é que são medidas as distâncias entre as cidades do país, sendo considerado não apenas o ponto central da cidade, mas sim de toda a Espanha.

Isso é motivo suficiente para considerar essa praça o ponto de partida da maior parte dos passeios turísticos.

A Puerta del Sol é uma grande praça, de formato semicircular, cercada por construções antigas. É uma das regiões mais movimentadas da cidade, sendo frequentada tanto por moradores quanto por turistas.

Na praça, fica a famosa escultura El Oso y El Madroño, que representa um urso comendo um medronho, uma espécie de árvore frutífera.

O urso e o medronho são os símbolos de Madrid. Das construções da Puerta del Sol, a mais antiga e mais famosa é a Real Casa de Correios, de 1768.

Essa praça é um dos maiores pontos turísticos de Madrid e um de seus símbolos máximos. Aqui se realizam diversos eventos importantes.

O mais tradicional é a festa de fim de ano. É aqui que muitos espanhóis comemoram o ano novo com a tradição das doze uvas. Quando o famoso relógio da Casa dos Correios marca a meia noite de 31 de dezembro, a tradição é comer doze uvas, uma para cada mês do ano que está começando.

Na Puerta del Sol e ruas adjacentes você encontra um grande número de cafés e restaurantes com mesas ao ar livre. Aproveite para fazer uma refeição num desses lugares, ou só passar um tempo contemplando a paisagem e o movimento.

Por estar perto de tudo, perto da Puerta del Sol também há vários hotéis, para todos os bolsos. Quem se hospeda por aqui, quase não usa transporte público para conhecer os pontos mais interessantes da cidade.

CLIQUE AQUI e agende o Tour de Segway no Parque do Retiro e Centro da Cidade »

 2.  Plaza Mayor

Plaza Mayor

A Plaza Mayor é a mais famosa de todos os pontos turísticos de Madrid, e fica a poucos metros da Puerta del Sol. É uma das regiões mais bonitas da cidade, e se destaca pela monumentalidade dos casarões que a cercam.

Todos esses edifícios são semelhantes, e todos possuem a fachada num tom de vermelho vibrante e portas e janelas de cor branca.

As características atuais da praça surgiram em 1617. Nessa data, o arquiteto Juan Gomez de Mora foi designado para fazer com que todos os prédios da praça seguissem o mesmo padrão.

A construção mais antiga da praça, que serviu de modelo às outras, é a Casa de la Panaderia, que fica na parte norte da praça. Essas construções são majestosas e monumentais, conferindo uma aparência de luxo e solenidade à Plaza Mayor.

Além das construções, o que chama a atenção são as portas. Como a praça é toda cercada por casarões, não há ruas que dão acesso direto. O acesso à praça se dá por portas. Ao todo são nove.

A mais famosa é a de Cuchilleros, que fica a sudoeste da praça. Essa porta liga a Plaza Mayor à uma das ruas mais bonitas de Madrid, a Cava de San Miguel, que possui curiosas casas com fachadas curvas.

A Plaza Mayor, como eu disse, é o principal dos pontos turísticos de Madrid. Considerada o coração de Madrid, essa região é, como você pode imaginar, muito procurada por turistas.

Por isso, tanto na praça quanto nos arredores, existem vários estabelecimentos comerciais, como cafés, bares, restaurantes e lojas de souvenirs.

Para sentir a energia da praça, nada melhor que passar por lá um tempo. E conhecer essas lojas é um ótimo passatempo.

 3.  Mercado de San Miguel

Mercado de San Miguel

Mercados públicos existem em muitas cidades, é claro. Mas dificilmente você vai encontrar um mais bonito que o de San Miguel, que fica pertinho da Plaza Mayor. Sua construção é centenária, e sua fachada de ferro e vidro é um charme.

Aqui você vai encontrar algumas das principais iguarias e pratos típicos da Espanha. Se você estiver com fome, ou se apenas quer experimentar a culinária espanhola, vai se sentir em casa.

Por aqui você vai encontrar frutas e doces típicos, azeitonas e azeites, tradicionalismos, e, é claro, vinhos espanhóis.

O Mercado San Miguel é também um dos mais indicados lugares para você experimentar as famosas tapas espanholas e pratos como tortillas e paellas.

RESERVE AQUI o tour de gastronomia e história espanhola com refeição de 3 pratos »

 4.  Monasterio de las Descalzas Reales

Monasterio de las Descalzas Reales

O Monasterio de las Descalzas Reales fica num dos mais antigos palácios de Madrid. Esse palácio data do século XVI, e foi construído em estilo plateresco, um tipo de arquitetura gótica com influência árabe, muito comum na Espanha desse período.

Pertenceu ao rei Carlos I. Após a morte deste, uma de suas filhas transformou o palácio em um monastério, no ano de 1559, função que permanece até hoje.

Ao visitar o Monastério, você terá acesso a algumas partes do palácio. Poderá contemplar a riqueza artística que se oculta por trás da fachada silenciosa e simples do palácio: milhares de obras de arte e paredes cobertas de afrescos maravilhosos.

No monastério há também uma igreja, que é um tesouro da arquitetura sacra.

O monastério ainda é habitado por freiras, mas não se tem contato com elas. O silêncio é absoluto. Uma sensação de paz e meditação parece tomar conta de todo o palácio.

O ar de solenidade faz com que a arquitetura e a decoração fiquem ainda mais impressionantes.

Esse cantinho de fé, de calma e de silêncio fica bem no centro de Madrid, a poucos metros da movimentada e ruidosa Puerta del Sol, e certamente vale uma visita.

A entrada custa 6 euros.

 5.  Gran Via

Gran Via

Madrid é conhecida mundialmente por suas avenidas elegantes e por seus parques. E a avenida mais conhecida da cidade é a Gran Via, que delimita ao norte a região de Sol.

A Gran Via sai da Plaza de España e percorre mais de um quilômetro, antes de se juntar na Calle de Alcalá, outra famosa rua da cidade.

Para uma avenida que está tão entranhada na cultura da cidade, era de se supor que a Gran Via é quase tão antiga quanto a cidade. Mas não é o caso: a Gran Via foi construída entre 1910 e 1929.

Ao longo de sua extensão, você vai encontrar lojas variadas, restaurantes e cinemas. Se você quer se divertir na cidade, esse é o local certo.

Com muitos estabelecimentos voltados para o entretenimento (há até mesmo um cassino), aqui o movimento não para ao anoitecer. Não é sem motivo que os madrilenhos chamam a Gran Via de Broadway espanhola.

Mas com certeza o maior destaque da Gran Via é a arquitetura. Cercada por belos edifícios do início do século XX, a Gran Via é uma das regiões mais charmosas e elegantes de Madrid.

O edifício mais famoso da avenida é o Metrópolis, que fica na junção da Gran Via com a Calle de Alcalá. O Metrópolis foi construído por volta de 1910, inspirado nos palácios renascentistas.

A grande quantidade de detalhes faz dele um dos mais belos edifícios da cidade. No alto, possui uma cúpula; nessa cúpula, há detalhes em ouro.

Tirar uma foto do Metrópolis, na esquina da Gran Via e da Calle de Alcalá já é uma tradição.

 6.  Plaza de Cibeles

A Plaza de Cibeles, que fica na Calle de Alcalá, pertinho do Paseo del Prado, é um dos principais pontos turísticos de Madrid.

É tão representativa que é aqui que os torcedores vem festejar, quando o Real Madrid ou a Seleção Espanhola ganham um jogo.

Cibeles, a deusa grega da fertilidade
Cibeles, a deusa grega da fertilidade

No centro da praça fica a Fonte de Cibeles. Essa fonte representa Cibeles, a deusa grega da fertilidade, em uma carruagem puxada por leões. Foi construída em 1782, e na época servia para abastecer os moradores da cidade com água potável.

Hoje, evidentemente, não tem mais essa função, mas a Fonte de Cibeles permanece como um dos principais símbolos de Madrid.

O Palacio de Comunicaciones
O Palacio de Comunicaciones | Foto: Wikimedia Commons

Outro símbolo da Plaza de Cibeles é o Palácio das Comunicações. Linda construção em estilo art nouveau, possui uma vistosa fachada branca repleta de detalhes.

Hoje, o palácio abriga órgãos da prefeitura, e é possível conhecer algumas dependências. Do alto da torre principal, é possível ver uma linda paisagem do centro da cidade.

Metrô – linha 2, estação Banco de España.

AGENDE AQUI a excursão a pé pelo Palácio Cibeles e pelo Parque Retiro »

 7.  Museu do Prado

Museu do Prado | Foto: Wikimedia Commons

O Museu do Prado, juntamente com os museus Thyssen-Bornemisza e Reina Sofia, são a tríade dos grandes museus madrilenhos. Esses três museus ficam próximos um do outro, numa região da cidade conhecida como Paseo del Arte, entre o Centro e o bairro Retiro.

Esses três museus são não apenas os mais importantes de Madrid e da Espanha, mas também estão entre os mais importantes do mundo. Dos três, o do Prado é disparadamente o mais importante, sendo um dos mais imprescindíveis pontos turísticos de Madrid.

O Museu do Prado possui a maior coleção de arte espanhola do mundo. Algumas das pinturas mais importantes da história da Espanha e do mundo estão aqui.

O principal exemplo é a famosa pintura As Meninas, de Velázquez, uma das obras mais conhecidas da arte mundial.

Além dessa obra, há diversas outras de Velázquez e, inclusive, salas exclusivas dedicadas a ele. Outro grande pintor espanhol que possui obras no Prado é Goya.

Além da pintura espanhola, aqui você verá muitas obras de outros países. Dentre os pintores estrangeiros de maior destaque no museu, estão Caravaggio, Botticelli e Rembrandt.

Nos seus duzentos anos de história, o Museu do Prado conseguiu um acervo de grande importância, considerado um dos mais importantes do planeta.

Se o interior do Prado é impressionante, o exterior não o é menos. A área externa do museu se chama Paseo del Prado, e é um parque muito bonito. Depois de conferir as obras do museu, vale a pena ficar um tempinho passeando por aqui.

A entrada custa 15 euros.

COMPRE AQUI o ingresso do Museu do Prado Sem Fila »

 8.  Museu Thyssen-Bornemisza

Museu Thyssen-Bornemisza | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: WikimediaCommons
Museu Thyssen-Bornemisza | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: WikimediaCommons

Bem pertinho do Prado, também no Paseo del Arte, fica o Museu Thyssen-Bornemisza. É considerado um dos principais da Espanha e com renome internacional. O Museu do Prado é especializado em arte espanhola, principalmente do período barroco.

Já o Thyssen-Bornemisza não é especializado em nada, exibindo obras de todos os períodos e de vários países.

Da Idade Média aos dias de hoje, da Espanha e França aos Estados Unidos e América Latina, praticamente toda a arte ocidental está representada aqui, em seu acervo de aproximadamente mil obras.

Ao visitá-lo, você vai se encantar com obras que vão de Caravaggio a Picasso, passando por Monet e pelo romantismo.

A entrada custa 9 euros.

COMPRE AQUI o ingresso do Museu Nacional Thyssen-Bornemisza Sem Fila »

 9.  Centro de Arte Reina Sofia

Centro de Arte Reina Sofia | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: Wikimedia Commons
Centro de Arte Reina Sofia | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: Wikimedia Commons

Para completar o Paseo del Arte, vale a pena visitar também o Reina Sofia. Aqui, o que você vai é a arte do século XX, com destaque para a produção espanhola, mas também de outros países.

Com pinturas de Dalí e Picasso, por exemplo, o Reina Sofia funciona, de uma certa forma, como um complemento ao Prado, já que esse possui obras espanholas principalmente de períodos mais antigos.

Além de artistas espanhóis há, embora em menor número, obras de artistas de outros países. Esse museu oferece um ótimo panorama da pintura moderna, sendo imperdível para todos os que gostam de arte.

O Reina Sofia vem conquistando cada vez mais prestígio, estando hoje lado a lado com o Prado na lista dos museus mais visitados da Espanha.

E, como não podia deixar de ser, é presença obrigatória na lista dos mais importantes pontos turísticos de Madrid.

A entrada custa 10 euros.

COMPRE AQUI o Ingresso Sem Fila para o Museu Reina Sofía »

 10.  Real Jardim Botânico

Real Jardim Botânico | Foto: Wikimedia Commons
Real Jardim Botânico | Foto: Wikimedia Commons

Pertinho do Museu do Prado fica o Real Jardim Botânico, um dos parques mais bonitos da cidade. Fundado como uma instituição de pesquisa em botânica, nesse jardim centenário você vai ver espécies vegetais de diversas partes do mundo.

São aproximadamente 5 mil espécies diferentes, das regiões mais diversas do mundo. Até aí, poderia ser um jardim botânico comum, de qualquer cidade. Mas no Real Jardim Botânico de Madrid tudo isso está disposto de uma forma única.

É um lugar de grande beleza natural, com canteiros impecáveis e árvores belíssimas. O charme maior, no entanto, vem da influência do paisagismo árabe, que dá a tudo um toque indiscutivelmente mediterrâneo e misterioso.

O Real Jardim Botânico é considerado um dos pontos turísticos de Madrid mais românticos, portanto, não deixe de fazer uma visitinha.

A entrada custa 4 euros.

 11.  Parque do Retiro

Parque do Retiro | Pontos Turísticos de Madrid
Parque do Retiro | Pontos Turísticos de Madrid

Bem pertinho do Paseo del Arte, fica um dos grandes pontos turísticos de Madrid: o mundialmente famoso Parque do Retiro.

Considerado por unanimidade o parque mais importante e mais bonito da cidade, esse é um daqueles lugares que dá vontade de levar para casa. O parque é tão grande e possui tantas atrações, que é melhor dividi-lo em partes.

A parte mais famosa do Parque do Retiro é o Monumento a Alfonso XII, um dos reis da Espanha. Esse monumento é composto por um grande pedestal com uma escultura de Alfonso no alto, montado num cavalo.

Ao redor dessa estátua, dois conjuntos de colunas contendo esculturas. Esse monumento fica nas margens do belo lago do parque, onde é possível andar de pedalinho.

A imagem do lago com o monumento ao fundo é um dos mais tradicionais cartões postais de Madrid. 

Outro ponto imperdível do Parque do Retiro é o Palácio de Cristal, uma enorme estufa de ferro e vidro.

Construída no ano de 1887, inspirada numa famosa estufa que existia na época em Londres, o Palácio de Cristal é um dos mais belos monumentos do parque.

Sua beleza é realçada ainda mais pelas árvores que o cercam e pelo lago que tem na frente. De noite, recebe uma iluminação incrível.

Não deixe de visitar também:

  • o Bosque del Recuerdo, um monumento homenageando as vítimas de um ataque terrorista, composto por ciprestes;
  • o Paseo Argentina, uma linda pista cercada por estátuas;
  • o Palácio de Velázquez, uma grande construção que serve como espaço para exposições especiais do Museu Reina Sofia;
  • Se você estiver com seus filhos, o Teatro de Títeres é imperdível.

Metrô – linha 2, estação Retiro.

AGENDE AQUI o Tour de Segway no Parque do Retiro e Centro da Cidade »

 12.  Puerta de Alcalá

Eu na Puerta de Alcalá | Pontos Turísticos de Madrid
Eu na Puerta de Alcalá | Pontos Turísticos de Madrid

Das cinco portas que davam acesso à Madrid antigamente, a mais famosa é a Puerta de Alcalá, pela qual passavam os viajantes vindos do leste.

A Puerta de Alcalá atual foi construída em 1778, desenhada pelo famoso arquiteto Francesco Sabatini, no lugar onde havia uma porta anterior. A ideia era construir uma entrada triunfal que estivesse à altura da cidade.

A Puerta de Alcalá possui estilo neoclássico, sendo composta por cinco entradas, sendo que a entrada central é maior e mais decorada.

Hoje, a cidade cresceu e a Puerta de Alcalá não marca mais a extremidade da cidade.

Mas permanece como um dos mais simbólicos pontos turísticos de Madrid. Localiza-se na Calle de Alcalá, no limite noroeste do Parque do Retiro.

 13.  Palácio Real de Madrid

Palácio Real de Madrid | Foto: WikimediaCommons
Palácio Real de Madrid | Foto: WikimediaCommons

A oeste do centro de Madrid, fica um dos conjuntos arquitetônicos e turísticos mais importantes de toda a Espanha.

Essa região é conhecida como bairro do Palácio, ou Madrid de los Austrias, e possui, dentre seus pontos mais importantes, o Palácio Real de Madrid, a Catedral de la Almudena e vários jardins. Vou começar pelo Palácio.

O Palácio Real é sem dúvida um dos maiores pontos turísticos de Madrid. Considerado o maior palácio da Europa e um dos maiores do planeta, possui mais de 130 mil metros quadrados de construção e mais de 3.000 aposentos.

Essa construção gigantesca demorou algumas décadas para ser construída, de 1735 a 1764. Nele trabalharam vários arquitetos, dentre eles o famoso Francesco Sabatini.

Desde a sua inauguração, o Palácio Real é a residência da família real espanhola. No entanto, os membros da realeza atual não moram nesse palácio, só o visitando durante celebrações oficiais.

Dentre esses mais de 3.000 aposentos, apenas alguns estão abertos à visitação. Um dos mais importantes, o Salão do Trono, foi decorado durante a vida de Carlos III, o primeiro rei a morar no palácio.

Esse rei dedicou muita atenção na decoração desse salão, para que ficasse de acordo com o seu gosto.

Nesse salão está o trono e outros objetos reais, como a coroa. As paredes e o chão são cobertos por tapeçarias vermelhas, sobre as quais se destaca ainda mais o dourado do ouro. No teto, há pinturas feitas por grandes artistas da época e lustres incríveis.

Outro aposento que você não pode perder no palácio é o Salão de Gasparini.

Esse salão possui uma decoração incrível, com o piso, as paredes, o teto e parte dos móveis seguindo os mesmos padrões decorativos. Pedras preciosas e materiais ricos também compõem a decoração, fazendo dessa sala uma das mais bonitas do palácio.

Outros aposentos interessantes são o Salão das Colunas, onde aconteciam as festas reais dos séculos passados; a Sala de Jantar, com sua longa mesa para dezenas de convidados; e a gigantesca cozinha, onde você poderá ver os utensílios culinários da época.

Na frente do palácio, fica a Plaza de la Armería. Essa praça é uma grande esplanada que oferece uma visão privilegiada de dois dos maiores pontos turísticos de Madrid: o já citado Palácio Real, de um lado, e a Catedral de la Almudena, do outro.

O ingresso para o Palácio Real custa 13 euros. Metrô – linhas 2 e 5, estação Ópera.

RESERVE AQUI o Tour Guiado Sem Fila no Palácio Real »

 14.  Catedral de la Almudena

Catedral de la Almudena | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: Wikimedia Commons
Catedral de la Almudena | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: Wikimedia Commons

A Catedral de la Almudena fica na frente do Palácio Real, e essas duas construções formam um dos mais importantes conjuntos arquitetônicos da cidade. 

A Catedral de la Almudena é a igreja mais importante e mais famosa de Madrid. Por isso, é estranho pensar que ela tenha sido inaugurada somente em 1993. De fato, sua construção se iniciou bem antes, por volta de 1883.

Durante sua longa construção, vários acontecimentos interromperam as obras. Dentre eles, a Guerra Civil Espanhola. Vários arquitetos trabalharam na catedral, em períodos diferentes, e o projeto arquitetônico mudou diversas vezes.

De início, a ideia era construir uma catedral em estilo gótico; cinquenta anos depois do início da construção, mudaram os planos: a ideia passou a ser uma fachada barroca.

Por isso, no fim das contas, a Catedral de la Almudena não possui um estilo específico, apresentando uma mistura de diversos gêneros. Esse é um dos motivos que faz dela uma igreja tão especial.

Sua construção demorou muito, mas certamente valeu a pena esperar. A Catedral é gigante, e possui uma fachada muito espaçosa. Vista da Plaza de la Armería, a Catedral é capaz de fazer frente ao gigantesco Palácio Real.

Sua fachada é tomada por duas colunas de arcos, delimitados por duas torres estreitas. No alto, possui uma enorme cúpula, meio gótica, meio barroca.

É um dos pontos turísticos de Madrid mais visitados, sendo considerada uma visita obrigatória para todos que conhecem a cidade.

A entrada é gratuita.

 15.  Campo del Moro

Campo del Moro| Foto: WikimediaCommons

A oeste do Palácio Real, fica o Campo del Moro, outro dos famosos parques de Madrid. Nesse caso, é um enorme jardim inglês, com amplos gramados, canteiros de flores e muitas árvores.

Possui algumas fontes, que são verdadeiras obras de arte, e algumas atrações, como dois chalés que ficam entre as árvores.

O Campo del Moro é lindo por si só e mais que merece uma visita. Mas sua maior atração, sem dúvida, é a vista do Palácio Real.

Daqui, do Campo del Moro, é possível ver o enorme palácio emoldurado pelos gramados e pelas árvores do jardim.

Essa é uma das paisagens mais bonitas de Madrid, e rende fotos incríveis.

 16.  Feira do Rastro e La Latina

A Feira do Rastro é um dos eventos mais típicos da cidade. Desde a Idade Média, nas manhãs de domingo a Calle Ribera de Curtidores e ruas ao redor ficam cheias de bancas, onde se vende e se compra de praticamente tudo.

Roupas e livros usados, móveis antigos, relíquias, objetos de decoração e curiosidades: na Feira do Rastro você encontra de tudo um pouco.

Tudo isso num clima de agito e descontração que promete animar suas manhãs de domingo. Venha preparado para se surpreender com os mais variados artigos, e aproveite para comprar lembrancinhas da cidade.

A tradição é passar a manhã na Feira do Rastro fazendo suas compras e, na hora do almoço, comer em um dos muitos restaurantes da região.

É que a Feira do Rastro fica no animado La Latina, um dos bairros mais agradáveis de Madrid. La Latina é um bairro com cara de cidadezinha do interior, com ruas estreitas repletas de casas medievais. Possui uma forte influência árabe.

O ideal é sentar num dos cafés e bistrôs com mesas ao ar livre e apreciar a tarde e o movimento. Tanto para as tardes como para as noites, La Latina tem inúmeras opções para todas as ocasiões e para todas as horas do dia.

Dentre os restaurantes e bares mais falados estão:

  • o Malacatín e o Ruda Café, ambos na Calle de la Ruda;
  • o Café El Parnaso e o Cascorro Bistrô, ambos na Plaza de Cascorro;
  • o Tamán, na Calle de Alfonso VI;
  • o Tacos & Tapas, na Calle de la Redondilla;
  • o Ástor Gastro-Place, na Calle del Almendro.

Se quiser curtir a noite com uma boa apresentação de flamenco, vá ao tablao (nome das casas de apresentação de flamenco) Corral de la Moreria.

Além disso, em La Latina ficam alguns pontos bastante interessantes. O Museu San Isidro, na Plaza de San Andrés, conta um pouco sobre o surgimento da cidade e seu desenvolvimento.

Na mesma praça fica a Igreja de San Andrés, um exemplo importante da arquitetura sacra da cidade. O Jardín del Principe de Anglona é um pequeno oásis verde em pleno bairro, e oferece um pouco de sombra e ar fresco.

Fica na Plaza de la Paja. De resto, vale a pena passar algumas horas andando sem rumo pelas atraentes e misteriosas ruas do bairro.

La Latina é sem dúvida alguma um dos bairros mais característicos da cidade e um dos pontos turísticos de Madrid mais charmosos.

Ônibus – linha 002, descer perto da Puerta de Toledo.

 17.  Basílica de San Francisco El Grande

Basílica de San Francisco El Grande| Foto: WikimediaCommons

Também localizada no bairro de La Latina, a Basílica de San Francisco é uma das igrejas mais bonitas de Madrid.

Foi construída por volta de 1784, em estilo neoclássico. Dentre os arquitetos que trabalharam no projeto, está o já citado Francisco Sabatini. É uma igreja de grandes dimensões, com uma fachada majestosa.

Mas a parte principal dessa igreja é a cúpula: a maior da Espanha e uma das maiores da Europa, com 33 metros de diâmetro e 57 de altura. Ao entrar na igreja, repare na decoração das paredes.

O interior da cúpula é inesquecível, com lindas pinturas e detalhes dourados. Além das pinturas, a igreja ainda guarda um rico tesouro: uma coleção de pinturas sacras de alguns dos maiores pintores da história do país.

Majestosa e única, a Basílica de San Francisco é, com motivos de sobra, um dos mais impressionantes pontos turísticos de Madrid. 

A entrada custa 5 euros.

 18.  Plaza de Santa Ana e Las Letras

Plaza de Santa Ana| Foto: WikimediaCommons

A Plaza de Santa Ana é uma das praças mais culturais de Madrid. Fica na região central, um pouco ao sul da Puerta del Sol.

Cercada por belas construções, essa praça é muito procurada por turistas. As construções mais famosas daqui são o Teatro Español, onde foram encenadas peças dos principais dramaturgos do país, e o Hotel Reina Victoria.

Mas seu maior destaque são as estátuas de grandes escritores. A estátua mais famosa é a que representa o poeta Federico García Lorca, o poeta mais famoso da Espanha.

E, além de estátuas, essa praça já foi frequentada por grandes escritores do passado, como Lope de Vega e Calderón de La Barca. Além, é claro, de ninguém menos que Cervantes.

Não é à toa que a Plaza de Santa Ana fica num bairro conhecido como Las Letras. Nessa região morou alguns dos grandes nomes da literatura e da cultura espanholas. Tudo aqui faz referência à literatura e à arte espanhola.

O museu Casa Lope de Vega fica na Calle de Cervantes… E engana-se quem pensa que isso ficou no passado. Se esses escritores morreram, a música está vivíssima por aqui.

No bairro de Las Letras há alguns tablaos de flamenco bastante famosos: o Cardamomo, o Essential Flamenco e o Tablao Villa Rosa.

 19.  Plaza de España

Plaza de España | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: Wikimedia Commons
Plaza de España | Pontos Turísticos de Madrid | Foto: Wikimedia Commons

A Plaza de España é uma das mais importantes de Madrid e é bem diferente das praças anteriores que eu te mostrei. Aqui, ao redor da praça, já se vêem construções modernas e alguns arranha-céus.

Mas nada daquela frieza das metrópoles modernas. O clima aqui ainda é agradável, com um movimento não histérico, cheio de moradores e turistas passeando sem pressa.

No centro da praça há uma fonte em homenagem ao escritor Miguel de Cervantes, que é um dos monumentos mais fotografados da praça.

Por todo lado, há jardins muito bonitos. Dentre os edifícios mais chamativos da praça, destacam-se o Edifício España, um prédio moderno, mas com um charme do passado, e a Casa Gallardo, que possui um estilo inconfundível.

Madrid não tem um letreiro com seu nome, mas se você quer tirar uma foto para marcar sua viagem à cidade, a Plaza de España é um dos melhores lugares.

Ônibus – linhas 001, 1, 2, 3, 46 e 74.

 20.  Templo de Debod

Templo de Debod

O Templo de Debod é um dos mais fascinantes e, ao mesmo tempo, mais inusitados pontos turísticos de Madrid.

Não era de se esperar encontrar um templo egípcio, com mais de dois milênios de idade, em plena capital espanhola.

Mas o fato é que ele está lá, bem pertinho da Plaza de España, ao norte do Palácio Real. Atualmente, é um dos pontos turísticos mais visitados de Madrid.

Esse templo foi construído aproximadamente no século II a.C., em Assuan, uma cidade do sul do Egito. Em meados do século XX, a Espanha ajudou o Egito a restaurar e salvar seu patrimônio histórico.

Como agradecimento, o governo egípcio doou à Espanha o Templo de Debod. Depois de um delicado transporte e de uma lenta reconstrução em solo espanhol, o Templo de Debod foi inaugurado em 1972.

Esse templo é composto por dois portais e uma construção, ao fundo, que é onde os serviços religiosos ocorriam.

É um monumento muito bonito, e bastante exótico. É o tipo de construção que parece deslocado de tudo o que o rodeia, mas isso só faz aumentar seu encanto.

Ao redor do templo, construíram um espelho d’água, que deixa tudo mais bonito. Ao entardecer, ele fica lindo, e de noite recebe uma iluminação incrível.

 21.  Parque del Oeste

O Templo de Debod fica pertinho do Parque del Oeste. Esse parque é um dos mais frequentados da cidade, sendo um ponto de lazer dos moradores e um local muito procurado por turistas.

A região era o lixão da cidade, até o parque ser construído, em 1914. Foi muito danificado durante a Guerra Civil Espanhola, mas passou por um processo de restauração em seguida.

Hoje, com seus bosques cheios de vida e seus jardins maravilhosos, não restam vestígios desse passado triste, além de monumentos e algumas construções de defesa da época da guerra.

Uma das partes mais procuradas do parque é o Jardim de Rosas, um jardim magnífico, e que é certamente um dos lugares mais românticos de Madrid.

Metrô linhas 3 e 6, estação Moncloa.

 22.  Plaza Dos de Mayo e Malasaña

Plaza Dos de Mayo| Foto: WikimediaCommons

A Plaza Dos de Mayo é uma das praças mais importantes da cidade, e uma das mais agradáveis.

Está cercada de construções históricas, e até seu nome é histórico: faz referência a uma revolta contra o exército napoleônico que ocorreu no dia 2 de maio de 1808. Mas o que faz essa praça tão especial não é sua história, nem a origem de seu nome.

A Plaza Dos de Mayo é um dos lugares mais animados da cidade. Se estiver querendo alto astral, você não pode deixar de dar uma volta por aqui.

A Plaza Dos de Mayo é o coração do bairro de Malasaña. Esse bairro é um dos mais interessantes da cidade. Suas ruas históricas, com construções centenárias, estão sempre repletas de movimento e de animação.

Conhecido como um bairro universitário, Malasaña é hoje, provavelmente, o bairro mais descolado e mais jovem de Madrid. Por esses e outros motivos, vale a pena dar uma volta para descobrir os encantos de Malasaña.

O centro do bairro é a Plaza Dos de Mayo, mas você provavelmente não vai querer ficar só nela. Sendo assim, vale a pena dar uma conferida no Museu de História de Madrid, que fica pertinho da Plaza Dos de Mayo.

Ou, ainda, no Palácio de Líria e no Museu de Arte Contemporânea, que ficam a oeste da praça principal. Nas calles de la Palma, San Vicente Ferrer e Espiritu Santo você encontra um grande número de bares e restaurantes bem descolados.

Mas esses estabelecimentos estão por todo o bairro. Dentre os mais famosos eu indico:

  • Taquería Tiki Taco, na Calle de San Bernardo;
  • Restaurante Los Grifos, na Calle de Manuela Malasaña (rua que dá nome ao bairro);
  • Café de Ruiz, na Calle de Ruiz;
  • Coconuto Bar, na Calle de San Roque;
  • Bar Selva, na Plaza de los Mostenses.

Com uma vida cultural agitada, também não faltam teatros. Microteatro por Dinero e Sala Intemperie oferecem espetáculos teatrais bem alternativos, e estão entre os mais procurados.

Então você já sabe: se quer curtir a noite num ambiente cultural, vá logo para a Plaza Dos de Mayo e o bairro Malasaña.

O Malasaña fica bem pertinho do centro, logo ao norte da Gran Via.

Para chegar ao bairro, use as linhas 2 ou 4 do metrô e desça na estação San Bernardo, que fica na parte norte do bairro.

Ou linha 2, estação Noviciado, para a parte sul do bairro. Para ir direto à Plaza dos de Mayo, ônibus linha 147, ponto Dos de Mayo.

 23.  Estádio Santiago Bernabéu

Estádio Santiago Bernabéu| Foto: WikimediaCommons

Não se pode esquecer, também, que a capital espanhola é a sede de um dos mais importantes times de futebol do mundo, o Real Madrid.

O Estádio Santiago Bernabéu é o estádio do time desde sua construção, em 1947. Possui capacidade para mais de 80 mil espectadores, sendo um dos maiores da Espanha. Atualmente, está passando por um grande processo de modernização.

O Santiago Bernabéu é um dos lugares mais interessantes de Madrid. Se você gosta de futebol, ou se é torcedor do Real Madrid, aí a visita se torna quase obrigatória. É possível visitar o estádio mesmo nos dias sem jogos, por meio visitas guiadas.

Além de dar um passeio por todo o estádio, incluindo o campo e os vestuários, durante essa visita você verá algumas exposições de objetos relacionados ao time.

No museu do estádio estão troféus, uniformes e fotos que contam um pouco mais da trajetória não só do Real Madrid, mas sim do futebol europeu como um todo. 

A entrada custa a partir de 14 euros. Metrô – linha 10, estação Santiago Bernabéu.

 Onde  ficar em Madrid

Booking.com

 Dicas  para os viajantes de Madrid

No centro da cidade, praticamente tudo tem interesse. Fica difícil especificar os pontos turísticos de Madrid, pois em sua parte principal cada rua tem seu encanto, cada praça tem um charme especial e cada casa tem uma beleza única.

Por isso, uma das formas de melhor aproveitar a cidade é andando de bairro em bairro. Madrid é uma cidade decididamente bairrista: aqui cada bairro tem seu encanto particular. Acima, listei alguns bairros que não podem ficar de fora de seu roteiro.

O primeiro a ser visitado é Sol, o centro do centro de Madrid, digamos assim. Depois, um passeio pelos bairros ao sul, como Las Letras e La Latina, que eu já citei.

Outro bairro ao sul da região de Sol que merece ser conhecido é Lavapiés, cheio de ruas estreitas com casas em estilo medieval.

Em Lavapiés também há um intenso movimento, sendo um dos principais centros turísticos. Por lá você vai encontrar toda uma infraestrutura para te receber. Ao norte de Sol, fica o Malasaña, sobre o qual eu já falei.

Além desse, há o Chueca, alternativo e LGBT friendly, e o sofisticado Salamanca, cheio de lojas caríssimas e restaurantes finos.

Agora, se o que você quer é expandir seus horizontes, há algumas possibilidades de bate-voltas a partir de Madrid. Os mais comuns são:

  • Toledo, uma cidade medieval cercada por uma muralha, que parece cenário de filme, que fica a 70km ao sul de Madrid;
  • Segóvia, outra cidade medieval, onde se destaca um aqueduto romano, localizada a 90km, a noroeste da capital.

Os transportes são práticos, e é super fácil ir e voltar no mesmo dia.

Com isso, já deu para você perceber que Madrid está recheada de atrações. Com tantas opções de cultura, história, natureza e diversão, fica bem claro que a capital espanhola é o destino perfeito para a sua viagem.

Não importa muito o que você deseja de sua viagem, se tranquilidade ou animação, se tradição ou modernidade, se cultura ou natureza, pois Madrid tem tudo isso e muito mais. E está à sua espera. Boa viagem.

 Planeje  sua viagem para Madrid

Após um turbilhão de informações no decorrer desse post, vou te dar a última dica: Em viagem, tempo é dinheiro. Esse ditado pode parecer comum, mas te garanto que nunca fez tanto sentido. Para economizar seu tempo, agrupei todos os sites que sempre utilizo em minhas viagens, Fica Ativo e Planeje-se.

Para planejar uma viagem, começo sempre pela hospedagem. Se for um passeio onde quero aproveitar todas as experiências da cidade, prefiro o Booking, mas quando é uma viagem em família já corro atrás mesmo é do AirBnb.

O seguro viagem para Europa é obrigatório para os países do Espaço Schengen. Apesar da obrigatoriedade ele traz diversas vantagens: cobertura em caso de acidentes, doenças, cuidados médicos, bagagem extraviada, entre outros. Para a cotação eu utilizo o Seguros Promo, ele tem a opção de forma de pagamento no cartão de crédito em até 12 vezes ou no boleto bancário.

#FicaAtivoNoCupom: até o dia 14/12/2020 o Seguros Promo está com uma promoção única de 15% de desconto em todos os planos de seguro viagem usando o cupom BRASIL. Ah! E pagando via boleto bancário você tem mais 5% de desconto.

Para agilizar todo o seu roteiro pela Europa a Omio apresenta em ordem todas as possibilidades de horários de trens, ônibus e aviões, com os seus respectivos valores. Foi disponibilizado para os leitores do #FAV um cupom de desconto de 5€ para utilizar na primeira compra. #FicaAtivoNoCupom: danieg1r6i2v

Ao chegar ao seu destino será necessário chamar um UBER, para isso a America Chip se faz presente com conexão de internet ilimitada em mais de 130 países pelo mundo. #FicaAtivoNoCupom: Utilizando o cupom FICAATIVO você ganha 5% OFF!

Experiência única e exclusiva, sua viagem dificilmente vai ser igual de outro viajante. O aluguel de carro garante essa oportunidade incrível. Através da RentCars você compara os preços entre todas as locadoras.

Para evitar os famosos perrengue chique, eu prefiro fechar todos os meus passeios com antecedência, reservando eles pela nossa parceira GetYourGuide.

O momento em que vou bater o martelo da data da próxima viagem, utilizo o site que encontro os melhores preços e promoções de passagens áreas: Passagens Promo.

A Resolvvi te ajuda a solucionar problemas de voos atrasados, cancelados, overbooking ou perda de conexão. Você só precisa contratá-la quando de fato passar pelo perrengue e só paga se ganhar a ação.

Daniel Gualberto
O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoas, me levou a entrar no mundo dos blogs e mídias sociais, e um dia ter o Fica Ativo e Viaja (#FAV) como um das mais respeitadas referência em blog de viagens do Brasil.

Post relacionados

Daniel Gualberto

O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoa!

21FansLike
176FollowersFollow
40FollowersFollow
- Propaganda - spot_img
- Propaganda - spot_img
- Propaganda - spot_img
- Propaganda -
- Propaganda -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.