17 mais famosas Comidas Típicas de Santa Catarina

Compartilhar

O estado de Santa Catarina é o destino de muitos brasileiros (e argentinos), principalmente no verão, devido suas belas e paradisíacas praias. É bem verdade que o litoral catarinense é extenso, e oferece praias para todos os gostos e públicos, e com isso, alguns pratos e comidas típicas de Santa Catarina são à base de peixes e frutos do mar, e carregam também, grande influência dos colonizadores açorianos. 

Mas quem já visitou outras regiões de Santa Catarina, sabe que a mistura cultural é bem grande, e cada região do estado tem seus ingredientes e pratos únicos, que foi sendo modificada e aprimorada com a colonização e a imigração através das épocas.

Qual é o prato típico de Santa Catarina?

Qual o doce típico de Santa Catarina?

O doce típico de Santa Catarina é o “Sonho de Valsa“, um bolo de chocolate recheado com creme de leite e coberto com chocolate derretido. É uma sobremesa deliciosa e muito popular na região, e é conhecida por seu sabor único e textura macia. Outros doces típicos da região incluem o “Bolo de Fubá“, “Bolo Cuca” e “Bolo de Banana“.

A Cuca

Bolo cuca de manteiga
Bolo Cuca de Manteiga

Porém há alguns pratos e comidas típicas de Santa Catarina que fazem sucesso em todo o estado, como a cuca.

Nunca ouviu falar nesse nome engraçado?!

Cuca é uma espécie de bolo de tabuleiro, trazida ao estado pelos imigrantes alemães e poloneses, que chegaram, principalmente, após a Segunda Guerra Mundial.

A massa da cuca é mais parecida com massa de pão, devido sua fermentação, e a cobertura mais tradicional e antiga consiste em uma farofa doce e crocante, feita de farinha de trigo, manteiga, açúcar e canela.

Apesar da cuca de farofa ser a mais tradicional e encontrada em praticamente todas as padarias e supermercados catarinenses, há infinitas possibilidades de cobertura, que vão desde farofa com banana, passando pela ricota, coco, maçã, e chegando a farofa com linguiça Blumenau.

Quando for visitar Santa Catarina, reserve uma tarde para conhecer e se deliciar em um café colonial, geralmente nesses cafés você encontra todos os sabores de cuca possíveis, um verdadeiro deleite gastronômico!

Mas como já mencionei antes, Santa Catarina tem uma mistura cultural bem interessante, que refletiu diretamente na sua gastronomia.

Vem comigo conferir o que esse pequeno, porém, encantador estado tem para oferecer!

Os Sabores da Serra 

A Serra Catarinense é umas das regiões catarinenses mais privilegiadas no quesito belezas naturais, com suas serras e montanhas belíssimas, que nos presenteiam com magníficas cachoeiras e cânions.

Cidades como São Joaquim, Urubici e Lages, estão entre os principais destinos de turistas de todo o país, principalmente (e quase exclusivamente), durante o inverno, quando as temperaturas podem ficar negativas e a neve pode dar o ar da graça! 

Claro que a combinação serras com clima frio, a vinda de tropeiros e imigrantes gaúchos, ingredientes nativos e fogões a lenha, resultaram numa rica culinária, e vários pratos e comidas típicas de Santa Catarina nasceram nessa região.

Pratos a base de charque (carne salgada e seca ao sol), pinhão e legumes fazem sucesso, devido seu alto valor nutricional e calórico, assim como o chimarrão e o vinho, que ajudam a espantar o frio. 

Para começar nossa viagem gastronômica pela Serra Catarinense, vamos conhecer os pratos que levam o ingrediente mais famoso da região, o pinhão!

O Pinhão

Pinhão cozido, a base dos pratos de santa catarina
Pinhão Cozido, a base dos pratos de Santa Catarina

O pinhão é a semente da araucária – também conhecida como pinheiro-do-paraná, árvore comum no sul do Brasil – que solta suas pinhas a partir do mês de abril.

Ao caírem no chão, as pinhas se rompem e dali são coletados os pinhões, que podem ser consumidos cozidos em água, sapecados em brasa ou como ingredientes dos mais variados pratos.

O pinhão é tão consumido e adorado em Santa Catarina, e também no restante do sul do país, que ganhou uma festa para chamar de sua, a Festa Nacional do Pinhão.

A festa acontece no mês de junho, em Lages, cidade da Serra Catarinense, e apresenta ao público dezenas de pratos feitos com pinhão, desde brigadeiro até entrevero.

Porém, selecionei duas das comidas típicas de Santa Catarina que levam a semente, para você ficar com ainda mais vontade de conhecer a região: 

Entrevero de pinhão

Deliciosa panela de entrevero de pinhão
Deliciosa panela de Entrevero de Pinhão

A palavra espanhola “entrevero” significa mistura ou confusão, e o entrevero de pinhão é mesmo uma confusão deliciosa.

Em uma grande panela ou disco, refogam-se as carnes de porco, boi e frango, o pinhão já cozido, bacon, calabresa, cebola, tomate, pimentão e muitos temperos, que resultam nesse prato cheio de sabor.

Geralmente, o entrevero de pinhão é servido com pão francês ou arroz branco, mas ele sozinho já é uma refeição completa.

Essa comida típica de Santa Catarina surgiu com os tropeiros, que precisavam de ingredientes de fácil acesso, e como não havia forma de carregar muitos utensílios, uma grande panela de ferro ou disco de arado era usado para o preparo das refeições. 

Paçoca de pinhão

Paçoca de pinhão | comidas típicas de santa catarina
Paçoca de Pinhão | Comidas Típicas de Santa Catarina

Outra comida típica de Santa Catarina que leva essa semente deliciosa, nutritiva e cheia de proteína, é a paçoca de pinhão.

Conta a história, que a receita vem dos indígenas caingangue, que já utilizavam o pinhão muito antes dos europeus chegarem.

Antigamente, a receita levava somente o pinhão cozido e muito amassado, formando uma espécie de paçoca.

Hoje, a receita leva, além do pinhão triturado, carnes de boi e porco moídas, bacon, cebola, tomate e muitos temperos, que resultam nesse prato que parece mesmo uma paçoca esfarelada.

A paçoca de pinhão é servida com pão, como se fosse um patê, ou pode ser consumida pura, acompanhada de um bom vinho! 

Saindo dos pratos com pinhão, conheça outras comidas típicas de Santa Catarina que nasceram na região serrana:

Arroz Carreteiro

Arroz carreteiro
Arroz Carreteiro

O arroz carreteiro surgiu com os carreteiros (transportadores de carga em carretas de boi), que atravessavam a Serra Catarinense (e todo o sul brasileiro) levando cargas de mercadorias – podemos dizer que eram os caminhoneiros dos séculos passados.

O prato, na sua receita original, levava arroz e charque (carne salgada e seca ao sol) e temperos, e era feito em uma única panela de ferro.

Como os carreteiros eram viajantes solitários e podiam levar pouca bagagem, o arroz carreteiro era perfeito para longas viagens.

Com o passar do tempo, ele caiu na graça popular e figura na lista de pratos e comidas típicas de Santa Catarina como um dos mais requisitados.

Sua receita foi sendo aprimorada, hoje leva paio e calabresa, e muitas vezes é feito com cortes nobres de carne.

Há quem goste de aproveitar as carnes que sobraram do churrasco de domingo – em Santa Catarina, domingo é o dia oficial do churrasco.  

Sopa de Agnolini

Sopa de agnolini | comidas típicas de santa catarina
Sopa de Agnolini | Comidas Típicas de Santa Catarina

Trazida há várias décadas pelos imigrantes italianos para a Serra Catarinense, a sopa de agnolini (ou capeletti), virou receita de família, passada de geração em geração.

Tudo é feito em casa: desde a massa, feita com farinha de trigo e ovos, o recheio, feito de carne bovina e muito tempero, e finalmente a sopa, quando tudo é cozido em um caldo com cheiro verde e mais carne (que pode ser de boi, com mais ossos do que carne, ou de frango).

A sopa de agnolini faz sucesso por todo o estado, mas foi na região da Serra e do Oeste Catarinenses que ela se fixou como tradição das famílias italianas descendentes. 

Truta Grelhada

Truta grelhada
Truta Grelhada

A truta é um parente do salmão, porém é peixe de águas frias e doces, por isso sua adaptação ao clima da Serra Catarinense foi perfeita.

A truta foi trazida para Santa Catarina há mais de cinquenta anos, com ovas vindas direto da Dinamarca.

Hoje, a criação do peixe é responsável pelo sustento de várias famílias, tanto que o estado catarinense é o segundo maior produtor do país, ficando atrás apenas de Minas Gerais.

As possibilidades de utilização da truta em receitas e pratos são infinitas, mas a truta grelhada acabou entrando para a lista de pratos e comidas típicas de Santa Catarina.

O peixe é assado na grelha e após, é servido com molho de manteiga e alcaparras, e durante o inverno, esse molho é enriquecido com pinhão (olha ele aí de novo!) cozido e picado.

Para acompanhamento da truta grelhada, serve-se arroz, batatas e legumes. 

Os sabores do Litoral

Como já mencionei aqui, o litoral de Santa Catarina é famoso no Brasil e fora dele, já que turistas argentinos, uruguaios e paraguaios lotam as areias das praias catarinenses no verão.

A cozinha do litoral herdou as receitas trazidas pelos colonizadores açorianos, que misturadas aos temperos dos indígenas nativos, formou uma culinária saborosa e rica em frutos do mar.

Muitos dos pratos e comidas típicas de Santa Catarina têm origem no litoral, e ficaram famosos em todo o estado, dá só uma olhada:

Tainha com Pirão de Farinha de Mandioca

Tainha com pirao e farinha de mandioca
Tainha com Pirao e Farinha de Mandioca

Acredito que esse seja o prato que mais tem a cara do litoral catarinense. A tradicional pesca da tainha é liberada entre maio e julho, e é feita de maneira artesanal.

Reza a lenda, que se você ajudar os pescadores a retirar suas redes lotadas de tainha do mar, é presenteado com alguns quilos desse apreciado peixe.

Entre os mais variados pratos feitos com esse pescado, o mais tradicional é a tainha com pirão de farinha de mandioca, onde a tainha é temperada e assada na grelha.

Para acompanhá-la, um pirão é feito com as partes do peixe que não geralmente não são comidas, como cabeça e cauda, cozidas e temperadas, resultando num delicioso caldo, que ao levantar fervura, é acrescido aos poucos de farinha de mandioca, e mexido até atingir a textura de pirão, quase um mingau, mas bem elástico.

Essa é uma comida típica de Santa Catarina simples, porém deliciosa!

Ostra Gratinada

Prato de ostra gratinada | comidas típicas de santa catarina
Prato de Ostra Gratinada | Comidas Típicas de Santa Catarina

O estado de Santa Catarina vem se destacando na produção de ostras, mais especificamente a cidade de Florianópolis, que a maior produtora nacional dessa iguaria.

Nos diversos restaurantes da região, você vai encontrar a ostra feita de diversas formas, mas a mais a tradicional é a ostra gratinada.

A ostra é cozida inteira e fechada em água fervente, e após cozida, é coberta com delicioso molho branco e queijo, após levada ao forno para gratinar.

Vale lembrar, que muitas pessoas são alérgicas a frutos do mar, por isso, vários restaurantes de Floripa oferecem a ostra depurada, ou seja, livre de impurezas, já que elas também são um dos filtros do mar.

Caldeirada

Panelaço de caldeirada
Panelaço de Caldeirada

Como o nome sugere, a caldeirada é feita com diversos frutos do mar, como peixe, camarão, marisco, lula e muitos temperos, cozidos numa grande caldeira.

O resultado disso é um saboroso caldo, acompanhado de pão, arroz e saladas. 

A Forte Herança Europeia

E finalizando nosso passeio gastronômico pelos pratos e comidas típicas de Santa Catarina, vamos conhecer herança europeia na cozinha catarinense.

Já vimos nesse post, que o estado foi colonizado por imigrantes vindos de diversos países e culturas, porém, não podemos negar que as colonizações alemãs, húngaras, austríacas e italianas foram que as que predominaram e deixaram mais marcas nos hábitos e costumes dos catarinenses, principalmente, das regiões norte e sul do estado.

E claro que toda essa forte herança deixou traços na culinária do estado, com pratos que se modificaram com o passar do tempo, devido os ingredientes encontrados pelos imigrantes que ali chegaram.

A Linguiça Blumenau

Linguica blumenau na chapa
Linguiça Blumenau na Chapa

Pratos e comidas com carne de porco fazem muito sucesso, como a linguiça Blumenau, um tipo linguiça defumada em formato de ferradura, que é encontrada em supermercados e restaurantes de todo o estado, e leva o nome da cidade de Blumenau, famosa pela Oktoberfest.

Mas, é claro, que esse cardápio é bem extenso, dá só uma olhada!

Eisbein

Um belo eisbein | comidas típicas de santa catarina
Um belo Eisbein | Comidas Típicas de Santa Catarina

Dos pratos herdados pelos imigrantes alemães, vindos, principalmente, após a Primeira e Segunda Guerra, acredito que o eisbein é o mais tradicional.

Ele consiste em nada mais nada menos, do que o joelho de porco, bem temperado e assado por horas, e servido com chucrute (conserva fermentada de repolho) e batatas assadas.

Nas inúmeras festas inspiradas na Alemanha que acontecem no estado, você encontra pratos como eisbein.

Kassler

Kassler | comidas típicas de santa catarina
Kassler | Comidas Típicas de Santa Catarina

Kassler é outra herança da cozinha alemã que perdura como comida típica de Santa Catarina. O prato é feito com bisteca de porco defumada e grelhada, chucrute e purê de batata. Em alguns restaurantes, a carne pode ser servida à milanesa, de qualquer forma, esse prato é delicioso!  

Hackepeter

Hackepeter
Hackepeter

O hackepeter pode ser considerado mais uma entrada do que um prato em si. Tradicionalmente na Alemanha ele é feito com carne de porco, mas ao ser trazido ao Brasil, o porco foi substituído pelo boi.

Ele é feito com carne moída crua, temperada com cebola, cebolinha, especiarias, azeite de oliva, conhaque (que reza a lenda esteriliza a carne crua) e uma gema de ovo.

A mistura do hackepeter geralmente é feita na mesa, para você poder acompanhar o processo e ele é servido com pães caseiro ou francês. 

Marreco com Repolho Roxo

Marreco com repolho roxo
Marreco com Repolho Roxo

Nesse prato, o marreco (que nada mais é do que um pato) é temperado com vinho branco e especiarias, e fica marinando por 24 horas. Após esse tempo, o ele cozinha por mais cinco horas, para só depois, ser assado e servido com repolho roxo refogado.

O marreco com repolho roxo também foi trazido pelos alemães, se tornou uma comida típica de Santa Catarina e é tão querido no estado, que também ganhou uma festa em sua homenagem, a Fenarreco, que acontece anualmente na cidade de Brusque.

Goulash

Goulash com pimenta | comidas típicas de santa catarina
Goulash com Pimenta | Comidas Típicas de Santa Catarina

Vindo com os imigrantes húngaros, o goulash se assemelha muito a nossa carne de panela.

Com receita já um tanto modificada se comparada com a tradicional húngara, o prato consiste em carne de boi cortada em cubos, refogada com cebola e páprica picante e polvilhada com farinha de trigo para engrossar o caldo.

Alguns restaurantes cozinham na mesma panela, as batatas que acompanham esse guisado, que geralmente é servido sozinho, como um caldo ou sopa.

Polenta no fio

Polenta com ragu
Polenta com Ragu

Essa comida típica do sul catarinense foi trazida pelos imigrantes italianos, que conta a história, trabalhavam pesado na lavoura, e no final do dia, precisavam de alguma comida que fosse nutritiva e substanciosa.

Diferente da forma que é feita em outros lugares do Brasil, em Santa Catarina ela foi batizada com o nome de polenta no fio, pois cozinha por mais tempo, a ponto de ficar durinha e poder ser cortada com um fio de algodão.

Pode ser servida com um dos pratos do almoço ou jantar, ou bem acompanhada de uma xícara de café com leite.

Fortaia

Fortaia | comidas típicas de santa catarina
Fortaia | Comidas Típicas de Santa Catarina

Outra herança forte dos imigrantes italianos é a fortaia. Esse prato nada mais é do que uma omelete, que além dos ovos (é claro!), leva muito queijo no preparo, a ponto dos dois se fundirem na frigideira.

Junto com a polenta no fio, a fortaia formava o almoço típico dos colonos italianos trabalhadores das lavouras catarinenses.

Strudel

Delicioso strudel
Strudel

E não podia deixar de fora esse prato, que acredito só perde pra cuca nos corações (e estômagos) dos catarinenses, como doce mais querido, o strudel.

Vindo com os imigrantes austríacos, e originalmente chamado de apfelstrudel (folhado de maçã), o strudel é o queridinho dos cafés coloniais, e se tornou umas das comidas típicas de Santa Catarina mais famosas Brasil a fora.

Na sua receita original, a massa era esticada bem fina, folhada várias vezes, e seu recheio levava maçã, açúcar e canela. Quando trazido ao Brasil, o prato sofreu modificações, especialmente em seu recheio.

Hoje em dia, o recheio mais tradicional encontrado no strudel catarinense é o queijinho branco ou ricota, temperada com açúcar e canela. Mas a versão com maçã não fica muito atrás, e também é muito comum de se achar.

Há confeitarias especializadas na fabricação dessa delícia, que pode ser recheada também com banana, coco ou chocolate, e nas suas versões salgadas, com palmito, repolho ou frango, sempre em formato de “rodela” e assado no forno.

O strudel vai muito bem no café da tarde, mas as famílias mais tradicionais o consomem como mais um prato do almoço de domingo.

Eu sou apaixonado por qualquer sabor de studel, e se você resolver visitar Santa Catarina, não deixe de provar esse doce inesquecível!

E então, gostou de conhecer Santa Catarina através de seus pratos e comidas típicas mais tradicionais?!

Planeje sua viagem para Santa Catarina

Finalmente após um turbilhão de informações vou te dar a última dica: Em viagem, tempo é dinheiro. Para economizar seu tempo, agrupei todos os sites que sempre utilizo em minhas viagens.

Icone de hotel Começe a planejar a sua viagem reservando a hospedagem pelo Booking, quanto antes você reservar maior será sua economia.

Icone do seguro viagem É tão recomendável que chega a ser obrigatório. Com o seguro viagem você esta protegido com os cuidados à saúde assim como a cobertura em caso de acidentes e bagagem extraviada. Para a cotação eu utilizo e indico sempre o Real Seguro Viagem.

Icone do rentcars O aluguel de carro te garante uma experiência única e exclusiva, sua viagem dificilmente vai ser igual de outro viajante. Através da RentCars você consegue comparar preços entre as todas as locadoras da cidade.

Icone do avião Com o Skyscanner você encontra passagens áreas com até 35% de desconto para todos os destinos.

Daniel Gualberto
Daniel Gualbertohttps://ficaativoeviaja.com.br
Oi! Sou o Daniel. Sabe, lá em 2019, quando o mundo parecia um pouco louco, criei este blog. Por quê? Para “re-viajar”, mesmo estando parado no mesmo lugar. Maluquice, né? Mas acompanhe comigo. Já imaginou acordar com os pés na areia em uma praia isolada da Tailândia? Ou talvez tropeçar em uma pedra (e em sua própria história) enquanto se perde nas ruelas de Roma? Pois é, viajar não é só uma forma de matar o tempo. É um jeitão de viver, meu amigo! E adivinhe? Não é tão complicado quanto parece.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia Mais

Mais Noticias