O que fazer em Monte Verde: O Guia feito para você!!

Brasil Minas Gerais O que fazer em Monte Verde: O Guia feito para você!!

Encravada no alto das montanhas da Mantiqueira, a cidade de Monte Verde se destaca atualmente como uma das mais proeminentes opções da crescente tendência do turismo de inverno no Brasil, por isso descubra o que fazer em Monte Verde neste meu guia feito para você!

O distrito de Camanducaia foi fundado em 1950 pelo imigrante letão Verner Grinberg, que desejava morar numa região nos moldes da já consagrada Campos do Jordão, mas sem o movimento e o custo de vida que já despontavam naquela cidade.

A influência das tradições europeias de seus fundadores se traduz nos ares alpinos da aconchegante localidade, com suas construções em estilo bávaro e enxaimel, suas já consagradas chocolaterias e uma vasta gama de atrações naturais, como trilhas, circuitos de escaladas, cachoeiras e quedas d’água proporcionam ao visitante um amplo leque de opções do que fazer em Monte Verde, seja em seus gélidos dias de inverno ou quando o clima ameno da Mantiqueira atrai aqueles que querem fugir do verão.

Como chegar em Monte Verde?

De ônibus

Quem vem de São Paulo pode partir do Terminal Tietê, onde a Auto Viação Cambuí mantém itinerários regulares para a cidade de Camanducaia, de onde partem as conduções locais para o distrito de Monte Verde, mantidas pela mesma viação.

Recomenda-se atentar para o horário das conduções; pois a empresa garante transporte para Monte Verde apenas para os passageiros que embarcarem no ônibus das 11h ou antes deste.

O Rio de Janeiro, por outro lado, não possui qualquer itinerário que cubra uma linha direta até Camanducaia, quem vem da capital do RJ ou de outras cidades do estado deve viajar até Pouso Alegre pela Viação Sampaio, que mantém itinerários todos os dias da semana a partir da rodoviária Novo Rio.

Já em Pouso Alegre, a conexão com Camanducaia e Monte Verde é realizada pela Auto Viação Cambuí.

O mesmo procedimento é seguido por quem vêm de Belo Horizonte, com a Viação Gardênia mantendo uma linha com horários regulares para Pouso Alegre.

Não perca tempo e evite filas da rodoviária!
Compre online sua passagem de ônibus para qualquer lugar do Brasil.

Reserve na ClickBus

De carro

Saindo de São Paulo pela rodovia Fernão Dias, quem viaja de carro deve seguir por 135km sentido Norte até a saída 918, que fica em frente à cidade de Camanducaia.

O acesso até o distrito se dá por mais 25km pela LMG-886, estrada secundária de perfil sinuoso que leva até o distrito de Monte Verde. O visitante que dirige a partir de Belo Horizonte segue o mesmo procedimento, seguindo por 461km sentido Sul a partir da capital.

Por sua vez, quem dirige a partir do Rio de Janeiro deve seguir pela BR-116 (Rio x São Paulo) até Jacareí, tomando a saída para Atibaia pela SP-065. De Atibaia até Camanducaia, o trajeto se dá pela Fernão Dias. 

A melhor forma de explorar um novo destino é com a liberdade total!

Faça um cotação na RentalCars, a maior empresa de comparação de Aluguel de Carro, além disso você tem a vantagem de poder pagar em 12 vezes sem juros, pagando em Reais e sem IOF.

Reserve Agora!!

De avião

Monte Verde conta ainda com um aeroporto, com pista não-pavimentada e capacidade para receber monomotores e outras aeronaves de pequeno porte. Embora considerado o aeródromo de maior altitude do Brasil, a pista privada teve sua licença de uso revogada pela ANAC em 2015, estando a mesma fechada ao tráfego aéreo.

Quando visitar Monte Verde?

Ao escolher a melhor data para visitar a serra da Mantiqueira, deve-se levar em consideração a escolha do programa e das atividades que cada um deseja fazer em Monte Verde. Felizmente, o pequeno e aconchegante distrito oferece opções para todos os públicos e gostos, podendo ser visitado em qualquer época do ano à escolha e preferência de quem explora as belezas da serra da Mantiqueira.

O frio de altitude de uma das localidades mais frias do estado de Minas Gerais fez de Monte Verde um dos destinos de inverno mais procurados de todo o Brasil, se você procura a romântica atmosfera alpina dos chalés e restaurantes do pacato distrito, o inverno é a melhor estação para desfrutar o ambiente caloroso e aprazível desta localidade.

Vale a pena destacar que Monte Verde é um dos pouquíssimos locais de Minas Gerais onde já houve precipitação natural de neve, com incidências nos invernos de 1979 e 1999.

Quem busca o que fazer em Monte Verde no verão provavelmente encontrará menos movimento, mas por outro lado, poderá desfrutar com plenitude das cachoeiras, quedas d’água, trilhas e outras atrações naturais do circuito de ecoturismo da Mantiqueira. 

Quanto tempo ficar em Monte Verde? 

A escolha do roteiro que o visitante escolhe do que fazer em Monte Verde influi consideravelmente na definição da duração do período de estadia.

Contudo, conhecer com calma todos os atrativos da região, em plena sintonia com a atmosfera bucólica e a percepção da diminuição do tempo é uma tarefa que dificilmente pode ser feita em menos de dois dias inteiros, preferencialmente se contados com três pernoites.

Se você deseja, todavia, sintetizar da melhor forma a experiência de paz absoluta afastado dos grandes centros e imergir no estilo de vida simples que caracteriza a região serrana, marque mais dias no calendário e adie o último check-out.

Procurando hospedagem em Monte Verde no melhor preço nas datas de sua viagem?
Você sabia que quanto mais cedo você reservar, maior será sua economia paga pela diária! Confira agora diversas opções de hospedagem!

RESERVE AGORA

O que fazer em Monte Verde?

Com paisagens exuberantes, uma população receptiva e atrações para todos os tipos, feitios e programas, escolher o que fazer em Monte Verde é uma tarefa prazerosa na qual se pode encontrar opções para viajantes solitários, em grupo e casais. Com programas indoor e outdoor, o complexo de atrações de Monte Verde possibilita ao visitante uma experiência única e inesquecível no alto das montanhas da Mantiqueira. Confira algumas delas: 

Avenida Monte Verde

Avenida Monte Verde | Divulgação TripAdvisor
Avenida Monte Verde | Divulgação TripAdvisor

O coração do distrito bate nesta simpática via, sendo que a partir da qual pode-se ter referência dos demais pontos de interesse em Monte Verde. Em uma das calçadas está o icônico Termômetro – uma atração que chama a atenção nos dias mais frios de inverno de altitude.

Ao largo de suas calçadas de tijolos, estão espalhadas várias lojas, restaurantes e quiosques, que oferecem desde doces e comidas típicas até utilidades e artesanatos tradicionais, bem como o acesso de algumas pousadas e hotéis. Costuma ser ricamente decorada em ocasiões especiais, como a Páscoa, o Natal e a Festa de Inverno.

Geléias Artesanais Edelweiss

Geleia Edelweiss | Divulgação
Geleia Edelweiss | Divulgação

Logo no início do passeio o visitante poderá perceber que cobrir tudo o que fazer em Monte Verde – sobretudo em seu núcleo central – é uma tarefa simples, relaxante e prazerosa, que pode ser realizada aos passos lentos de uma caminhada pela Galeria Suíça, situada na própria avenida Monte Verde.

Lá, uma de suas atrações principais é a loja do fabricante de geleias artesanais e gourmet Edelweiss, cujas compotas e pastas possuem uma receita que remete à Áustria, onde viveu Edmundo García Agudo, seu fundador.

O trabalho quase artesanal de elaboração de cada fórmula somado ao profissionalismo dos métodos de produção da fábrica resultaram num produto de alta qualidade que não perdeu sua essência original, sendo uma ótima pedida como presente para a família e amigos. 

Escola de Falcoaria de Monte Verde

Escola de Falcoaria | Divulgação
Escola de Falcoaria | Divulgação

Reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, a prática de adestramento de rapinantes, ou falcoaria, é uma daquelas habilidades que a maioria das pessoas pouco conhece ou apenas viu em filmes ou na TV.

Em Monte Verde, contudo, o visitante pode conhecer de perto este formidável ofício, no qual, através de instrutores qualificados, animais como o falcão-peregrino, a coruja-das-torres e o gavião podem ser vistos e até mesmo interagirem com os visitantes, mediante agendamento prévio.

A Escola de Falcoaria ainda oferece workshops sobre aves de rapina, reabilitação de animais resgatados e ainda cursos de capacitação para novos praticantes desta arte milenar.

Cervejaria Fritz – Fritz Tour

Cervejaria Fritz | Divulgação
Cervejaria Fritz | Divulgação

Para aqueles que já fazem da gastronomia uma preferência essencial de qualquer roteiro turístico, o tour oferecido pela Cervejaria Fritz é parada obrigatória no carrossel de atrações de Monte Verde.

Criada pelo mestre cervejeiro alemão Jörg Franz Schwabe, a cerveja é produzida de forma completamente artesanal, com um blend característico das melhores cervejarias germânicas e um toque de brasilidade.

Em um tour de aproximadamente quarenta minutos, o visitante conhece o processo de fabricação da cerveja e a história da cervejaria, fazendo degustação do produto e ainda recebendo uma garrafa de cerveja Fritz no final. E com uma pequena surpresa: aquele que acertar a resposta da pergunta do braumeister Schwabe pode ganhar um copo customizado da cervejaria.

O valor individual do tour é de R$ 30, e as reservas podem ser feitas no caixa do próprio restaurante. Clique aqui para maiores informações. 

Cachaças e Licores Típicos

Não é surpresa para ninguém que as melhores cachaças e destilados de cana são produzidos em solo mineiro. Muitos alambiques de Minas Gerais ostentam prêmios nacionais e internacionais, além de serem referência de boa cachaça em todo o Brasil.

Para quem deseja provar a mais brasileira das bebidas, ou um bom licor feito seguindo as receitas passadas a cada geração, as melhores pedidas são a cachaçaria Adega das Gerais, no Shopping Celeiro, ou ainda o alambique da destilaria Monte Verde, onde o visitante pode ver in loco o processo de fabricação do aguardente, com direito à degustações e uma ampla variedade de opções, desde as mais leves até as mais encorpadas. 

Fábrica de chocolates Gressoney

Chocolateria Gressoney - O Chocolate de Monte Verde
Chocolateria Gressoney – O Chocolate de Monte Verde

A experiência do frio de montanha não é a mesma sem um bom chocolate, à moda tradicional europeia. Fundada no ano de 1978, este fabricante de chocolates tradicionais carrega o título de primeira manufatura de chocolates de Monte Verde.

Mais de quarenta anos depois, seus produtos se consolidam como uma das expressões máximas da culinária doceira do Sul de Minas.

O carro-chefe é a deliciosa prímula, duas bolachas de chocolate recheadas com doce de leite e cobertas com uma camada de chocolate, numa aparência semelhante ao alfajor argentino, mas com muito mais sabor.

Outro item indispensável à cesta é o Marzipan – uma barra feita de uma pasta de amêndoas e avelã, coberta com chocolate, consagrada na Áustria e que figura entre as melhores receitas de chocolate de toda a Europa.

Tanto a loja quanto a fábrica são abertas ao público, sendo um ponto de visita essencial para adultos e crianças. 

Bar de Gelo de Monte Verde

Bar de Gelo Monte Verde-MG | Divulgação
Bar de Gelo Monte Verde-MG | Divulgação

Inaugurado em 2019, o Ice Bar vem como uma atração diferente exclusiva a somar-se ao carrossel de atividades de Monte Verde. Fazendo jus ao nome, o bar levou mais de 18 toneladas de gelo para ser construído, tendo móveis de gelo, copos de gelo e estátuas mantidas a uma temperatura de -20ºC.

Além das bebidas oferecidas em um bar convencional, o Ice Bar ainda fornece roupas próprias para o visitante e fotografia junto às esculturas e até mesmo um trono de gelo, no melhor estilo da animação Frozen.

Os preços partem de R$70. Para maiores informações, acesse o site

Você vai viajar? Você sabe se seu plano de saúde tem cobertura nacional?

Diversos convênios médicos não oferecem cobertura fora da sua região! Não viaje preocupado! Contrate um Seguro Viagem Nacional para que tenha assistência médica e odontológica, seguro de bagagem extraviada, assistência jurídica e mais um tanto de benefícios.

Fazer Cotação

Circuito de Aventura Fazenda Radical

A Escola de Falcoaria é apenas uma das várias atividades do roteiro da Fazenda Radical, um circuito de aventura na zona rural do distrito de Monte Verde.

O complexo oferece ao visitante várias atividades radicais, seno a atração mais procurada a Super Tirolesa, com mais de 1000 metros de extensão.

Outras atrações incluem o circuito de Arvorismo, a Parede de Escalada e o estande de Arco e Flecha, além de passeios a cavalo, quadriciclo, corda slack line e muito mais.

Os ingressos para cada atividade podem ser adquiridos individualmente ou em pacotes. Para maiores informações acesso site da Fazenda Radical.

O que fazer em Monte Verde: Trilhas e circuitos de Ecoturismo

Quem busca um contato mais próximo com a natureza, as paisagens exuberantes do mar de morros de Minas ou somente ama atividades outdoor é servido pelas inúmeras benesses concedidas pela Natureza à região de Monte Verde, encantando moradores e visitantes. Aqui, você encontra os principais pontos do circuito de ecoturismo da região serrana de Camanducaia:

Parque Verner Grinberg

Criado em 2005 como uma iniciativa de fomento ao ecoturismo em uma das atrações naturais mais icônicas de Camanducaia, as célebre pedras de Monte Verde, este parque ecológico carrega em seu nome um tributo ao fundador do distrito, que trouxe da Letônia no começo do século XX muito do que moldaria a atual identidade do distrito.

Através de uma infraestrutura que une o turismo ecológico consciente e uma plena harmonia entre homem e natureza, o visitante tem no parque um ponto de partida para boa parte das atrações naturais da localidade, interligados por trilhas de diversos tipos e tamanhos. 

Pedra Redonda

Pedra Redonda | Credito Frederico Tomas por Wikimedia
Pedra Redonda | Credito Frederico Tomas por Wikimedia

Um dos melhores pontos de partida na exploração das montanhas do parque é a trilha que leva à Pedra Redonda. Sua distância relativamente curta do centro do distrito, a apenas 3,5km, e apenas 900 metros desde as dependências do parque faz deste um dos trajetos mais procurados pelos visitantes, que podem percorrê-lo sem a necessidade de contratar guias.

Apesar de ser bem demarcada e ter um perfil linear em boa parte de seu trajeto, há uma subida mais forte no final que requer certo esforço para ser vencida.

O resultado final, contudo, é compensador; do alto de seus 1950m de altutide em relação ao nível do mar, pode-se ter uma belíssima vista do alto da serra, exatamente entre a fronteira entre Minas Gerais e São Paulo. 

Pedra Partida

Pedra Partida | Credito joao batista por Wikimedia
Pedra Partida | Credito joao batista por Wikimedia

O caminho de retorno da Pedra Furada leva ao acesso à Pedra Partida, outro maciço ainda mais alto da região da Mantiqueira. Esta trilha passa por regiões de mata fechada e aclives de montanha, não sendo recomendada para crianças pequenas.

Percorrê-la, sobretudo depois de uma visita prévia á Pedra Redonda, requer um certo condicionamento físico e a tomada de algumas precauções adicionais, como levar bastante água (não há fontes nos acessos das montanhas).

O destaque aqui ficam por conta dos mirantes espalhados pelo percurso e a vegetação nativa, com suas bromélias, orquídeas e briófitas a adornarem o dossel verde de um dos remanescentes da Mata Atlântica.

No topo, a mais de 500m de altura em relação a Monte Verde e 2046m acima do nível do mar, pode se obter uma vista completa de toda a região, desde os flancos da serra no lado mineiro quanto o Vale do Paraíba em solo paulista. 

Trilha do Chapéu do Bispo

As opções do que fazer em Monte Verde não se restringem somente a uma ou outra atração natural; outra alternativa de fácil acesso oferecida pelo parque Verner Grinberg é a Trilha do Chapéu do Bispo, com apenas 650 metros de extensão.

O trajeto conta com vários mirantes dos quais pode-se ver tanto a colcha de morros do interior serrano quanto cidades paulistas distantes, como São José dos Campos. Situado a 1955 metros de altitude em relação ao mar, este aglomerado de formações rochosas – cuja aparência batiza seu nome característico – constitui-se em uma opção bastante procurada por visitantes de todos os perfis. 

Trilha do Platô

Uma das maiores vantagens oferecidas pelo parque Verner Grinberg é sua infraestrutura de trilhas e veredas interligadas, que possibilitam ao visitante um giro completo por todas as atrações naturais e ecológicas do complexo sem maiores mistérios.

Através de placas e demarcações na própria trilha do Chapéu do Bispo, o visitante pode caminhar por mais 450m de declive suave até o Platô.

Esta formação geológica não é um pico ou um aglomerado de rochas como os demais, mas sim uma extensa porção de granito plano na montanha, da qual pode-se ter uma vista privilegiada para apreciar o nascer do sol ou tirar fotografias, sobretudo quando o dia está com o céu limpo.

O acesso a partir da trilha do Chapéu do Bispo é o mais recomendado devido ao seu perfil suave; o trajeto feito a partir da Rua da Mantiqueira é mais extenso e mais acidentado, o que pode acabar sendo um empecilho para crianças e visitantes que tenham dificuldades em subir aclives. 

Pico do Selado

Pico do Selado | Credito Igorh84 por Wikimedia
Pico do Selado | Credito Igorh84 por Wikimedia

O ponto máximo do circuito de ecoturismo do parque pode ser acessado a partir do próprio Platô por uma saída à direita; embora não haja placas indicativas, o pontão rochoso não é difícil de ser encontrado. Esta trilha é uma das menos frequentadas pelos visitantes devido à sua distância: a ida e a volta totalizam quase cinco quilômetros.

O final, contudo, é recompensador; do alto de seus 2082 metros de altitude em relação ao mar, pode-se ver, sobretudo em dias frios, um panorama de um colchão de nuvens que envolve a montanha, fazendo o visitante se sentir no topo do mundo. É o 9º pico mais alto do estado de São Paulo, recomenda-se uma caminhada própria para ele, à parte das demais atrações geológicas do parque Verner Grinberg.

Para quem deseja fechar a aventura com chave de ouro, no topo da montanha está uma caixa metálica com o Livro de Cume, onde o aventureiro pode registrar sua passagem pela serra da Mantiqueira. 

Mirante do Aeroporto

De volta ao carrossel de atrações urbanas do que se fazer em Monte Verde está o Mirante do Aeroporto – de onde se pode apreciar tanto o panorama das simpáticas construções do distrito quanto da muralha de montanhas que envolve a região de Camanducaia.

Situado próximo às dependências do Ristoranti di Venetto, é uma opção ideal para quem deseja apreciar a vista da região sem sair da comodidade do Centro.

Onde ficar em Monte Verde

O Hotel mais luxoso de Monte Verde

Kuriuwa Hotel

Booking.com

Kuriuwa Hotel | Divulgação
Kuriuwa Hotel | Divulgação

Este hotel luxuoso dispõe de um maravilhoso spa com academia e piscinal, culinária tradicional da suíça e internet gratuito. As acomodações suítes do Kuriuwa Hotel são confortáveis com sua decoração em piso de madeira, terraço privativo, lareira e TV. Você tambem pode reservar acomodações que tem uma banheira de hidromassagem.

Você pode aproveitar sua estadia aproveitando o SPA: seja relaxando na sauna, uma massagem ou tratamento facial.

O restaurante prepara um fondue de queijo tradicional e apresenta uma ampla carte de vinhos refinados. Além disso você pode desfrutar de um buffet de café da manhã e chocolate quente.

O melhor Hotel com spa e romântico de Monte Verde

Pousada SPA Mirante da Colyna

Booking.com

Pousada Spa Mirante da Colyna | Divulgação
Pousada Spa Mirante da Colyna | Divulgação

Na área verde de Monte Verde está situado o Spa Mirante da Colyna. Com piscina, o spa e as acomodações amplas e luxuosos possibilitam uma experiência relaxante.

Os quartos tem uma decoração aconchegante e oferecem lareira, frigobar, TV. Alem de banheiro privativo. Você pode aproveitar o spa, jogar nas mesas de sinucas, deliciar de um drinque do bar e comer no restaurante.

O restaurante dispõe de pratos da cozinha contemporânea, como fondue e sopas. Você terá a disponibilidade uma grande variedade de pães, frios e sucos naturais no buffet de café da manhã.

O Hotel com melhor custo-benefício de Monte Verde

Pousada Villa D’Amore

Booking.com

Pousada Villa D'Amore | Divulgação
Pousada Villa D’Amore | Divulgação

Situada somente 2 km do centro de Monte Verde e cercada por uma floresta, esta pousada tem chalés e suítes confortáveis ​​com lareira. Os chalés e as suítes da Pousada Villa D’Amore estão localizadas em uma área de mais de 10.000 m². Os quartos incluem uma decoração aconchegante de madeira e cores vivas e alguns com banheira de hidromassagem.

Você pode desfrutar de um delicioso café da manhã. Na Villa D’Amore você tem a disposição instalações de bem-estar, como uma banheira de hidromassagem com bela vista para a floresta.

O Hotel mais barato de Monte Verde com a melhor classificação

Chalés Marigu

Booking.com

Chales Marigu | Divulgação
Chales Marigu | Divulgação

É localização em Monte Verde de que os viajantes mais gostam. O Chalés Marigu dispõe de um buffet de café-da-manhã diverso e estacionamento gratuito.

Em sua área você aproveitar de agradáveis vistas dos belos jardim. As acomodações são equipadas com lareira, TV, geladeira e mesa de trabalho. Decorado com um estilo aconchegantes e móveis de madeira.

O melhor Hostel de Monte Verde

Hostel Saint Thomas Becket

Booking.com

No Hostel Saint Thomas Becket você tem a disposição um bar e uma bela vista do jardim. Ele esta situado aproximadamente a:

  • 2,5 km do Restaurante Monte Verde Monte Verde;
  • 2,4 km da Praça da Árvore Monte Verde;
  • 2,4 km de Chocolates Gressoney Monte Verde ;
  • E uma bela vista da montanha.

Todas as acomodações tem mesa de trabalho, guarda-roupa, TV e banheiro privativo.

Onde comer em Monte Verde?

Consagrada no Brasil todo como uma das melhores vertentes culinárias nacionais, a comida tradicional do Sul de Minas pode ser fartamente encontrada em vários restaurantes pelo distrito, tornando-se a escolha do melhor lugar para comer em Monte Verde uma tarefa relativamente difícil de realizar.

Dentre as muitas opções destacam-se o Ristoranti di Venetto, ao lado do mirante do aeroporto, este aconchegante restaurante oferece pratos contemporâneos da cozinha italiana da mais fina qualidade.

Bifes, filés e pernil ao molho da casa, acompanhados de deliciosas e crocantes travessas de mandioca e uma variada adega de vinhos fazem do di Venetto um dos melhores destinos para um jantar a dois ou até mesmo para toda a família.

Uma opção para quem deseja vivenciar as raízes germânicas de Monte Verde é o Rasselbock, com suas salsichas artesanais e as já consagradas almôndegas alemãs ao molho tártaro.

O grande destaque para a comida mineira é carregado pelo Restaurante da Drika e O Caipira, com opções que vão do tradicional tutu da roça até o feijão tropeiro que remete a gerações. 

Dicas para os viajantes de Monte Verde

Leve agasalhos e roupas próprias para o frio, sobretudo no período de outono e inverno. As temperaturas em Monte Verde podem atingir facilmente marcas abaixo de dez graus, e desfrutar da experiência alpina da cidade exige precauções como cachecóis e luvas.

Ao percorrer o circuito de ecoturismo do parque Verner Grinberg, convém dispor de uma boa garrafa de água e sapatos com solado antiderrapante. Para quem deseja apreciar o pôr-do-sol do alto das montanhas, é necessário manter consigo uma boa lanterna para garantir um retorno seguro pelas trilhas. 

Com raízes que transcendem o passado e se refletem no cotidiano do presente, o distrito de Monte Verde oferece ao visitante uma oportunidade única de conhecer um lugar que parece permear entre o sonho e a realidade, onde você terá as melhores experiências sensoriais:

  • ver o “topo do mundo” no alto da Mantiqueira,
  • respirar o ar puro da montanha,
  • ouvir o farfalhar das araucárias
  • experimentar o melhor das tradições culinárias de Minas e da Europa.

Será uma viagem que ficará marcada na memória como uma experiência inesquecível de conexão entre dois mundos, através de um pedaço da Europa florescendo no topo das montanhas de Minas Gerais. 

Planeje sua viagem até Monte Verde

Após um turbilhão de informações no decorrer desse post, vou te dar a última dica: Em viagem, tempo é dinheiro. Esse ditado pode parecer comum, mas te garanto que nunca fez tanto sentido. Para economizar seu tempo, agrupei todos os sites que sempre utilizo em minhas viagens, Fica Ativo e Planeje-se.

Para planejar uma viagem, começo sempre pela hospedagem. Quando minha intenção é descanso e curtir o hotel vou de Zarpo. Se for um passeio onde quero aproveitar todas as experiências da cidade, prefiro o Booking, mas quando é uma viagem em família já corro atrás mesmo é do AirBnb.

É tão recomendável que chega a ser obrigatório. O seguro viagem tem muitos pontos positivos, mas o principal para mim são os cuidados relativos à saúde, você pode entender mais sobre o assunto no artigo “Porque contratar um seguro viagem nacional?” ou fazer cotação através do Seguros Promo.

#FicaAtivoNoCupom: até o dia 31/07/2020 o site está com uma promoção única de 15% de desconto em todos os planos de seguro viagem + 5% OFF para pagamentos via boleto, usando o cupom PROMOMUNDO .

Experiência única e exclusiva, sua viagem dificilmente vai ser igual de outro viajante. O aluguel de carro garante essa oportunidade incrível. Através da RentCars, você consegue comparar preços entre 146 locadoras ao redor do Brasil.

O momento em que vou bater o martelo da data da próxima viagem, utilizo o site que encontro os melhores preços e promoções de passagens áreas: Passagens Promo, comprove você mesmo através desse link.

A Resolvvi te ajuda a solucionar problemas de voos atrasados, cancelados, overbooking ou perda de conexão. Você só precisa contratá-la quando de fato passar pelo perrengue e só paga se ganhar a ação. Até o momento não tive problema em minhas viagens nesse sentido, mas é sempre bom Ficar Ativo caso isso aconteça.

Decidiu não ir pelos ares? Quando eu viajo de ônibus, pesquiso os horários, preços e as linhas de destino pelo ClickBus.

Resolva sua Viagem

Booking.com

Zarpo

RentCars

Seguro Viagem

Internet

Omio (Europa)

Ingressos

Passeios no Brasil

Daniel Gualberto
O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoas, me levou a entrar no mundo dos blogs e mídias sociais, e um dia ter o Fica Ativo e Viaja (#FAV) como um das mais respeitadas referência em blog de viagens do Brasil.

Quer aprender a Viajar Barato e com Estilo?

Faça essa escolha e a partir desde momento você receberá dicas de como viajar de maneira barata e com estilo! Aproveitando de toda a experiencia que possa adquirir em uma viagem com menor investimento.

Post relacionados

Daniel Gualberto

O desejo de poder sempre viajar e compartilhar minhas dicas com a maior quantidade de pessoa!

11FansLike
29FollowersFollow
2FollowersFollow
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -
- Propaganda -

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.